QUANDO A REVIRAVOLTA DO ROTEIRO É FEMINISTA

Comportamento
28/06/2016

Ontem foi ao ar o final de temporada mais aguardado da história de todas as séries: o desfecho da sexta temporada de Game Of Thrones (se você ainda não viu, pare aqui). Era o mais aguardado porque era o mais imprevisível, já que os livros pararam em sua 5a etapa. E ninguém poderia prever que essa transmissão digna de final de copa seria um baita de um 7×1… Para nós. 

   mulheres game of thrones feminista

O mais legal é que toda a sequência de vitórias do episódio foram essencialmente femininas. As mulheres tomaram conta da série! O que dizer de Cersei, que um dia tanto odiei e hoje é uma das minhas favoritas? Resolveu sozinha o problema da bancada fanática e fez tudo isso no figurino mais lindo que eu já vi. Danaerys finalmente embarcando nos navios com uma frota completinha, graças à aliança com as mulheres de Dorne, Yara Greyjoy e a vovó Tyrell. Arya sorrateiramente vingando sozinha a família inteira. Até Sansa deixou de ser sonsa… Isso sem contar nosso novo personagem favorito, Lyanna Mormont. A menina é menor do que eu quando nasci e já é a personalidade mais forte de Westeros. 

game of thrones lyanna mormont feminista

Mas eu não estou aqui apenas para celebrar essa maravilhosidade (a qual não estamos acostumados). Não sei ainda se estes acontecimentos vão ser reproduzidos no livro ou não, mas não consigo evitar o pensamento de que a série estava andando na contramão dos novos tempos e resolveu se adequar. Há pouco tempo, ano passado mesmo, a produção foi fortemente criticada por cenas de violência contra a mulher bem desnecessárias, sobretudo as cenas de estupro… 

cersei season 6 feminista

Claro que existe um contexto na série, algo histórico mesmo, que coloca as mulheres numa posição passiva e submissa, além de ser uma narrativa essencialmente violenta. Essa parte a gente entende que faz parte do conceito de “época“. Mas  muita gente questionou o emprego de violência desnecessária em algumas cenas de sexo – que diferiam inclusive do próprio livro. E não era só isso. A constante nudez feminina, contrastando com um certo, digamos, puritanismo nas cenas de nudez masculina também levantava sobrancelhas… 

danaerys

Eu aprecio muito a maneira crua como a série trata tudo e acho que isso a torna melhor. Mas essa seletividade era mesmo questionável. Nesta temporada, tivemos pela primeira vez (acredito eu) um nu frontal masculino, na cena em que a Arya vai aos bastidores do teatro. Não foi nada bonito e muita gente achou ruim, porque era mesmo um bocado nojenta. No entanto, pode ser mesmo um motivo para celebrar…. A própria Emilia Clarke comemorou dizendo que “atenderam ao seu pedido”. Compreensível, sobretudo relembrando o quanto Danaerys apareceu peladíssima até aqui. E não vamos esquecer a cena indigesta da Cersei na última finale. 

game-of-thrones-season-6-episode-9-dragons

As mudanças nos rumos do roteiro e produção seriam um reflexo dos novos tempos e da ótica feminista? Não sei. Mas está ficando difícil ignorar as demandas do público feminino. Ainda não sei como essa nova situação das mulheres vai se desenrolar… Nesta história sabemos menos que o Jon Snow. E se “quando você joga o jogo dos tronos, você ganha ou morre”… Eu diria que, pelo menos por enquanto, as moças estão ganhando. 

Beijos,

gabi

  1. Bianca Em 28/06/2016

    Gostei bastante do texto e realmente fiquei feliz com o caminho que a série está tomando. Acho que precisa mesmo mostrar o quanto a sociedade é machista e o quanto isso precisa ser mudado. Eu tenho uma mente mais liberal em relações as coisas do passado, coisas de época: são ações que eram tomadas naquela época. O quê precisamos pensar é no porquê de ainda estar acontecendo hoje em dia.

    Uma coisa que eu fico meio sem entender é “Por quê exigir tanto nudez masculina gente!?” Talvez tenha tido cenas que mostrasse o corpo inteiro das mulheres (interpretando prostitutas e etc), mas se me recordo das cenas de nudez feminina, foram a maioria só com a parte de cima do corpo (lembra da Dany com os mini dragões). E as cenas que aparecem um monte de dothrak com a parte de cima do corpo sem roupa? Pode ser considerado nu!? E as cenas com o Jason Momoa, com aquele peitoral MARA!? A cena com o Gendry, com o Montanha, com o Loras… Pode ser considerado nu!?
    Não sei se vai soar meio machista da MINHA parte, mas convenhamos, o corpo de uma mulher é muito mais agradável de se ver… Em comparação com as cenas de “nudez” masculinas que apareceram nessa última temporada, onde aparece um homem verificando que tipo de verruga tem em seu pênis, e uma (bem de longe) do Cão indo mijar na beira de um rio!
    Gente… Vocês pediram cena de nudez masculina e é isso que eles deram rsrs
    Imagina a quantidade de coisa que eles tem que fazer pra agradar cada fã!? Mulheres héteros querem homens nus, mulheres gays querem mulheres nuas, homens héteros querem mulheres nuas e homens gays querem homens nus… Imagina!?

    Eu, particularmente (independente das referencias das cenas masculinas), passo batida com esse tipo de situação em séries e tudo mais, até porque são coisas tão desnecessárias pro assunto que envolve a trama, sabe!? Passo de boa 🙂

    Mas torço pra todos terem seu desejos realizados hehe
    Um beijo e até a proxima


    Responder

    • Gabriela Ganem Em 28/06/2016

      Hahahahaha… É verdade!
      Mas acredito que o pedido tenha mais a ver com igualdade do que com a vontade de ver qualquer coisa, rs.
      Pessoalmente, eu estou com a Khaleesi e achei ótimo, mesmo não sendo nada bonito.
      Talvez esta cena específica tenha ficado fora de contexto, mas é uma quebra de paradigma bacana.
      Beijos,
      Gabi


      Responder

    • Lourdes Em 10/07/2016

      Bianca,
      Amei o comentário!!!


      Responder

  2. Barbara Em 28/06/2016

    Eu, como fã incondicional da série e feminista, não pude ficar mais feliz com o season finale! Juro que fiquei arrepiada ao ler esse post, um misto de emoções -todas boas! Esse episódio final com certeza foi um fechamento lindo e inspirador para uma luta (a da igualdade) que está apenas começando. Juntas somos mais fortes! Westeros já dizia… Já estou com saudades de GoT. Que venha o livro!
    Beijos e parabéns pela linda matéria.


    Responder

    • Barbara Em 28/06/2016

      Gabi, só pra constar, eu sou a @olimpib do Instagram que comenta e te marca nas coisas de GoT! :*


      Responder

    • Gabriela Ganem Em 05/07/2016

      O bom é que se antes eu sentia um conflito entre amar a série e ser feminista, agora não sinto mais, rs.
      Muito boa essa reviravolta!
      Beijos,
      Gabi


      Responder

  3. Gih Em 28/06/2016

    Eu também gostei muito da revira volta, principalmente da Arya vingando os Starks.
    Mas fiquei chateada que mataram a Margaery, eu gostava muito dela e achava que ela poderia trazer paz. A Por outro lado ia ficar muito monótono e a Cersei deu um jeito de agitar tudo.
    Kisses


    Responder

    • Gabriela Ganem Em 05/07/2016

      Eu gostava da Margaery também, mas eu acho que o timming foi bom. A temporada terminou redondinha, rs.
      Arya eu dava gritos! Foi a melhor parte… E a mais imprevisível.
      Beijos,
      Gabi


      Responder

  4. Ingra Deonisio Em 28/06/2016

    VAI TER MULHER NO TRONO DE FERRO SIMMM!!
    Acho que a Cersei não duro muito tempo lá não mas Dany tá chegando cheia de alianças fortissimas e dragões e o Tyrion e o caralho todo!!
    Acho que a questão da nudez o buraco é mais embaixo, demoraram 6 temporadas para colocar um nu masculino e não foi nem de um personagem ‘grande’ veja bem, mulheres famosas e grandes atrizes tem que se submeter a nudez enquanto os homens não. Também tem a questão que nunca mostraram uma vagina aberta nem um close ou nada do tipo e o homem estaria lá exposto somente tirando a roupa, cabe a reflexão. Por fim, se Lyanna tivesse 3 dragões essa série tinha cabado na segunda temporada! hahaha Ansiosissima para a próxima! Beijoo :*
    http://www.amosoublog.com


    Responder

    • Gabriela Ganem Em 05/07/2016

      Lyanna é a melhor pessoa! Ainda bem que não deram dragões para ela… Seria covardia, rs.
      Beijos,
      Gabi


      Responder

  5. Duda Em 29/06/2016

    Sabe o que eu amei nessa virada feminina? Não pareceu condescendência! As personagens convenceram, conquistaram, caminhavam para isso! Mostra que essa realidade, liderança feminina, não é papo de feminista! Aguardávamos essa virada de Sansa, sabíamos que a hora de Arya ia chegar, sabíamos que a mãe dos dragões caminhava para esse reinado e surgiu uma menina, seguindo o modelo materno, que já chegou impondo sua marca! E há as outras personagens…. Construídas dessa forma, crescendo entre modelos masculinos sufocantes! Convence por isso! Pq parece real!
    Quanto à nudez e a violência, tive uma visão menos conflituosa com isso! Aquele violência ainda é real, infelizmente não é contexto de época com esses índices vergonhosos que temos! Mas GOT soube dar o tom feminista sem mimimi! Quer nu frontal masculino, toma! Mas o que me convenceu mesmo foram elas crescendo, ganhando corpo, chegando onde queriam chegar, iguaizinhos as nossas heroínas D vida real!
    Agora cá para nós, em se tratando de GOT, ainda acho que Sansa vai ferrar Jon! Seria ela a nova Cersei???


    Responder

    • Gabriela Ganem Em 05/07/2016

      Concordo Duda! Foi um caminho natural da série…
      Os homens se matando e as mulheres correndo pela tangente, rs.
      Se Sansa trair o Jon, vamos ter um problema sério! Ai dela!
      Beijos,
      Gabi


      Responder

  6. VANESSA BRUNT Em 30/06/2016

    Gabi, adorei as pontuações feitas. Acho que todas as cenas fortes de violência contra a mulher na série (e aqui entenda violência não só como física), serviram para nos mostrar o quanto tantos desses absurdos prossguem mundialmente em diversas fórmulas, o quanto existe motivo para lutas constantes, o quanto a história foi e é absurda nesses pontos culturais que travam evolução. A demonstração do quanto mulheres fizeram e fazem história, da força feminina, da força do ser humano independente de orientação sexual ou gênero, vem, em conjunto com todo esse contexto aderido até então, mostrar justamente o quanto, em meio a qualquer absurdo, é essa força que quebra essas barreiras que nos leva aos climax corretos. Por isso, acho bacana que tudo tenha andado como andou, porque os absurdos eram e são assim, dos piores mesmos. Mas quantas pessoas, mulheres, gays, negros e afins, fizeram história e não foram citados? Quantas histórias passadas na voz e versão feminina conhecemos? São diversas reflexões que ficam a partir desses pontos da série. Adorei!

    http://www.semquases.com


    Responder

    • Gabriela Ganem Em 05/07/2016

      É verdade Vanessa… O paralelo nos ajuda a enxergar certos absurdos que ainda acontecem, infelizmente.
      Beijos,
      Gabi


      Responder