10 DICAS DE ORGANIZAÇÃO DA MICAELA GÓES

Comportamento
22/10/2016

Organização
Como virginiana, é apenas natural que eu me sinta atraída pelo programa Santa Ajuda do GNT. Sinto até um vigor depois de assistir à bagunça virando ordem! Por isso, adorei o convite que recebi do canal: participar de um curso na Perestroika com a própria Micaela Góes sobre Organizaçãoterapia. A Consultoria de Imagem e a organização são uma espécie de primos de segundo grau. Têm muita coisa em comum. Aprendi um bocado e anotei muita coisa, dentre elas, 10 dicas de ouro da Micaela para a arrumação (algumas com contribuição de interpretação pessoal, rs):

  screen-shot-2016-10-20-at-3-38-46-am

1) Descarte tudo o que não precisa. Divida suas coisas em 3 grupos: o que vai manter, o que vai doar e o que vai para o lixo. Quem assiste ao programa, já sabe como é. 

2) Fazer listas com objetivos e tarefas. A Micaela é uma ninja das listas, com escala de prioridade e por departamentos. Eu adoro uma listinha, mas as escrevo em qualquer lugar e acabo perdendo algumas depois. O segredo é ter um só caderno, que pode ser segmentado como você quiser. Dá para usar cores ou até marcadores tipo post-it. 

3) Torne a tarefa de organização divertida: música, roupa confortável… Quando li a Marie Kondo, ela dizia para não usar música, porque te distrai da tarefa. Esta foi a única regra da japonesa que eu rejeitei por completo. Um som ligado é prerrogativa para arrumar, no meu caso. 

bccc54ced736f3cbd82489a70ddc05e9

4) Comece e termine o que começou. Definitivamente a mais difícil, a meu ver. O importante é ir com o pé direito: estabelecer objetivos realistas e factíveis. Assim você não assume mais do que pode cumprir e não se frustra. 

5) Encontre o lugar certo para cada coisa. A cozinha é onde você mais usa a tesoura? Então é lá que ela deve ficar. No meu caso, tenho 5 tesouras em casa, cada uma com seu devido lugar. Recomendo! Tem muita demanda para elas, rs. 

6) Guardar no lugar mais intuitivo. Caso você esqueça onde botou, onde vai ser o primeiro lugar que você vai procurar? Talvez este seja o melhor espaço. 

img_3921

7) Comece “de fora para dentro”. Inicialmente, parta para o que está mais visível, a bagunça mais evidente e aparente. Só depois arrume caixas e gavetas – coisa que você pode fazer sentada, vendo TV. Experiência própria!

8) Coloque as coisas de volta. Por que é tão difícil botarmos as coisas de onde as tiramos? Eu tenho uma dificuldade enorme com isso. Vou ter que trabalhar nesta parte…

9) Não deixe a bagunça acumular. Arrume um pouquinho todo dia, assim não vai se tornar uma missão a cada vez. 

10) Simplifique, acumule menos, compre menos. Isso eu já faço com louvor, por conta do meu trabalho e ainda mais depois que li a Marie Kondo. Posso testemunhar que a vida melhora muito fazendo escolhas melhores e mais sensatas de consumo. Só falta conseguir levar esta parte para a comida, rs. 

Adorei aprender mais sobre organização com a Micaela Góes e obrigada ao GNT pelo convite. E quem tiver mais dicas de organização, por favor, divida com o grupo! Sempre são muito bem-vindas. 

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

O MELHOR CABIDE DO MUNDO
UM VÍRUS NO SEU ARMÁRIO: OS SAQUINHOS
  1. Daniela Em 22/10/2016

    Vou até fazer um desabafo aqui! Kkkkk adoro o santa ajuda e sou Virginiana também, mas sou a pessoa mais desorganizada que eu conheço!! Kkkkkkk tenho 3 problemas principais, o primeiro é que sou muito acumuladora, aí quando vou arrumar não jogo nada fora, mas tbm não sei onde colocar as coisas que “posso precisar um dia”, aí desisto de arrumar. Depois que eu nunca arrumo nada, aí quando vou fazer já fico imaginando que vou fazer milagres, quando chega na metade fico muito cansada e desisto! Kkkkk e por último, não consigo manter as coisas organizadas, quando vou me arrumar pra sair, por exemplo, se eu for deixar tudo que eu pego organizado, demoro 2x mais, aí deixo tudo jogado mesmo e vai acumulando a bagunça! Nao sei se isso é uma das coisas imodificaveis da minha personalidade ou se algum dia vou tomar jeito! Rsrsrs


    Responder

  2. May Em 23/10/2016

    Acho a dica 10 a mais pertinente! Eu so consegui me organizar definitivamente quando parei de comprar coisas ende acumular. Foi ai que consegui organizar de fato o que ja tinha e nunca mais vi a bagunça surgir. Acho que quanto mais coisas nós compramos/temos, mais trabalho temos para manter aquilo tudo! Quanto menos a gente acumula, melhor.


    Responder

  3. Roberta Springer Em 23/10/2016

    Tenha uma caixa ou gaveta para jogar coisas pequenas quem não se encaixam com a organização estabelecida, como por exemplo, óculos 3D, isqueiros e coisas dos outros!


    Responder

  4. Raquel Bessa Em 28/10/2016

    tenho dificuldade em alguns pontos desses, mas hoje, especificamente, consegui fazer tudo direitinho. Até lavei o ap inteiro!! Fico um pouco incomodada com a bagunça, mas a do meu quarto já virou minha companheira haha


    Responder

  5. Sil Em 22/06/2017

    Eu tenho marido virginiano mas às vezes sou eu que me irrito com a bagunça.
    Remédios> tenho as caixas dos de todo dia ( vitaminas, etc), na cozinha tem uma gaveta com os SOS ( dor de cabeça, cólica, antibiótico) na parte de trás tem remédios extra para repor os do dia a dia. Agora no nosso banheiro eu tenho uma caixinha de branca de primeiros socorros onde tenho: gaze, álcool 70, álcool iodado, água oxigenada, pomadas, colírio, faixa, joelheira e tornozeleira, termômetros (de mercúrio e não) band-aid e essas coisas mais básicas. Vale dizer que marido tem certificado de socorrista, eu sou filha de dois clínicos e fiz curso de socorro básico tá. Não somos hipocondríacos, risos!

    Coisas que uso na bolsa > tenho uma gaveta em um gaveteiro médio onde coloco tudo que uso na bolsa: chave, carteira, álcool em gel, lenço de papel, etc

    Óculos > nesse mesmo gaveteiro uso uma das gavetas só para guardar meus óculos. Aliás comprei aqueles saquinhos de feltro fofos leve-se que não pesam ou arranham e guardei cada um em um. Os de grau tb estão em caixinhas leves e na mesma gaveta. 5 pares (1 fica no Rio) e 3 de leitura (1 no carro)

    Cabides> só uso finos e ou pequenos. Ocupam menos espaço e as roupas normalmente não escorregam.

    Regra do entra um saí outro > Rímel, esmalte ( só se for uma cor muito diferente), sapatilhas, calcinhas novas (saí uma velha feia), pijama, batom (vale a mesma coisa q o esmalte) e por aí vai. Comprei novo não vou usar mais, tá novo? Coloco para doar, hábito de família grande. Tá velho? Separo, e coloco em um canto, aqui é raro sair algo que precisa de lixo mesmo.

    E por último antes de comprar, doar ou vender pq não reformar? Se a roupa ainda é boa, veste bem, tecido de qualidade, mas o estilo saia longa não é mais o seu, pq não encurtar? Ou transformar um vestido em saia, tingir a peça que não é do seu tom, apertar aquela saia que você ama mas esta enorme? Às vezes tem tanta coisa bacana no nosso armário que a gente não usa pq não está do nosso gosto, incluindo sapatos, bolsas e cintos, que com pequenas mudanças podem virar peças novas. É o famoso REAPROVEITAR e às vezes na empolgação a gente esquece. Aliás uma camiseta tb pode virar jogo americano, almofada, travesseiro, enfim, ideias não faltam. Mas a intenção não é acumular, e sim dar novas ideias e objetivos para os objetos 😉

    Beijos!


    Responder