O CÃO É O MELHOR AMIGO DO HOMEM. O DRAPEADO, O DA MULHER

Consultoria de Imagem
13/03/2017

Sem querer desmerecer os nossos queridos cães, que eu amo demais e nem precisa ser meu cachorro… Mas eles jamais vão fazer por nós o que um bom drapeado consegue! Para quem conhece o termo mas não sabe exatamente o que é, o drapeado é aquele tipo de modelagem onde o tecido tem umas leves ondulações e ao invés de cair reto, tem um efeito como o de um acumulado ou um repuxado. Imagens falam melhor do que palavras, né?

drapeado

O drapeado é daquelas coisas maravilhosas que, além de permitir a realização de verdadeiras esculturas em tecido, fazem pequenos milagres pela nossa silhueta. Não é que todo modelo deste tipo funcione bem, mas ele é uma grande ferramenta! Sobretudo aqueles posicionados estratégicamente na cintura. Dá para criar a ilusão de ótica de uma cintura mais enxuta e ainda ajuda a não marcar algumas ondulações e terrenos trepidantes do nosso corpinho. Não que isso seja um pecado, mas é algo que eu, pessoalmente, prefiro ocultar por enquanto, rs. Não é à toa que as omnipresentes Kardashians adoram tanto um drapeadinho. A Kim em especial:

O grande lance do drapeado na cintura é que ele pode nos ajudar a atingir a ilusão de ótica de um corpo mais ampulheta – que é a proporção ideal (de acordo com a nossa biologia, não fui eu). E o melhor é que, para quem já tem silhueta ampulheta, valoriza demais! Não é à toa que tem muito vestido de noiva com esse tipo de modelagem. Eu mesma considero usar isso no meu um dia… 

Elie Saab

Mas esperem, porque não é só efeito emagrecedor não! Para quem quer ganhar um pouco de volúpia, o drapeado também pode ser um ótimo aliado. Dá para ver pela quantidade de vezes em que a Angelina Jolie empregou este recurso no red carpet. Acho que ninguém gosta mais desse efeito do que ela. Observem:

drapeado

Nunca esqueci esses brincos e até comprei um inspired na Asos há uns anos. 

O único problema atualmente é que o drapeado não está exatamente na moda. Há uma década, estimo, era drapeado em toda parte. Desde então, ficou meio em baixa e sumiu das lojas. Eu procuro muito e raramente encontro. Quando acho, vira rapidamente minha peça favorita, rs. Com esse resgate recente dos anos 90 e 2000, espero que esses modelitos voltem logo. Mas a verdade é que, algo tão maravilhoso para a nossa silhueta (que ainda é bonito) não deveria ser uma questão de tendência. Estou pensando em lançar uma petição no Avaaz, rs. Enquanto isso, se você viu uma blusinha ou vestido com uma boa cintura drapeada, compra e depois me avisa onde tem, rs.

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

O PODER TRANSFORMADOR DA TERCEIRA PEÇA + SAPATO
CORES QUENTES X CORES FRIAS
CUIDADO COM A LIQUIDAÇÃO!
COMBO CROMÁTICO :: BEGE + BATOM PINK
  1. Lily Em 14/03/2017

    Eu to sentindo um retorno do drapeado hein!!! O vestido da discórdia entre Marina Ruy Barbosa e Marina Goldfarb será que entra nessa categoria (apesar dos recortes)?


    Responder

  2. Priscila Em 15/03/2017

    Oi Gabi
    Verdade, o drapeado ajuda demais e para todos os tipos de corpo.
    Sobre os looks: Amei todos da Angelina Jolie (espero ve-la novamente reinando nos Red Carpets da vida), a Kim Kardashian eu gostei muito do primeiro, apesar da sandália eu achar over, sei lá. O segundo, o cinza eu acho uma cor controversa: Acho uma cor que dependendo da roupa ou tecido, desvaloriza. E o último, não curti a cor (do vestido e da Kim rs).
    Gosto muito do seu blog, a sua linguagem, e principalmente, seu conteúdo, muito rico de informação. Já li inteiro ❤
    Beijo


    Responder

  3. Milena Em 16/03/2017

    Aviso sim e também estou louca atrás de peças drapeadas! =D


    Responder

  4. Juliana Em 17/03/2017

    Gaabi, tenta me ajudar, por favor. Seguinte, sou madrinha de um casamento que acontece amanhã. Comprei o vestido no meio de dezembro, só que engordei e tive que mandar folgar, só que que acontece: não tinha tecido na lateral e a costureira abriu o decote da frente que era super sutil e ficou agora bem “aparecido”. Eu tenho de médio para pouco seio, mais para pouco do que para médio. Se fosse só pela festa, tudo ótimo. Mas pelo fato da missa, tô achando esse decote exagerado. Mas, enfim, passado o drama, o que faço com cabelo? Solto ou preso? Queria algo que deixasse leve. Meu vestido é um lilas meio rosado e sou morena (acho que a cor nem valoriza, mas enfim, o problema agora é outro kkkkk).


    Responder

    • Juliana Em 17/03/2017

      O “tenta me ajudar” foi na questão do tempo, porque claro que, tendo tempo, conhecimento você tem demais!!


      Responder

    • Bruna Em 21/03/2017

      Primeiro o ideal mesmo era ter uma foto do vestido como ele está pra saber melhor. Como é o decote do vestido? em V?
      1. Pra vc ficar mais confortável, vale comprar fita dupla face fininha e colar o tecido com pele. Aqui nos EUA vende na farmácia como “Fashion Tape”, mas ai no Brasil dá pra achar em papelaria boa. Tem que ser a fininha….
      2. Pra igreja coloca uma pashmina por cima…Se você é morena e vai com um vestido lilás, sugiro “ousar” um pouco mais e escolher uma verde… Qual tom de verde vai depender do tom do vestido, se for algo mais aberto procuraria um verde mais esmeralda… (pra dar uma olhada na combinação de cores, procura imagem da taylor swift no grammy de 2015…não é a sua coloração, mas dá pra ver bem a combinação)
      3. Se o decote for em V eu sugeriria um cabelo preso/meio preso daqueles bagunçadinhos, pq aumenta a sensação de colo/pescoço mais longo…Colocaria tbm um brinco poderoso…


      Responder