ESPECIAL NOIVAS :: PENTEADO DE NOIVA E FORMATO DE ROSTO

Beleza
25/05/2017

Nos últimos posts falamos sobre dicas para noivas em relação a cor do vestido, estilo da noiva e formato de corpo. Senti que ficou faltando um post de beleza para fechar este especial! Por isso hoje vou falar de penteado mas, mais do que isso, sobre formato de rosto. É a primeira vez que vou abordar essa temática aqui e já aviso, é uma das partes que eu acho mais difíceis de toda a consultoria (apesar de coloração ser muito mais complexo). 

Penteado de noiva Formato de Rosto Consultoria de Imagem

Vocês já devem ter lido e escutado falar de formato de rosto a vida toda, em revistas ou no salão de beleza. É um conceito já bem aceito pela maioria das pessoas. Mas ao contrário do Tipo Físico que tem 5 opções de desenho, o rosto tem nada menos do que 9 variantes. Isso sem contar as vezes em que a pessoa tem traços de mais de um perfil. Então como vamos falar de penteado de noiva sem entrar em todas as especificidades do formato de rosto? Com um conceito genérico e bem útil: proporção

 Penteado de noiva Formato de Rosto Consultoria de Imagem   

O formato de rosto ideal é o oval, equivalente do ampulheta para o corpo. Ele é um pouco mais longo do que largo e tem feições suavemente arredondadas. Esse é o perfil de proporção perfeita e pode usar praticamente de tudo em matéria de cabelo. E quem está fora desta dimensão? Vou reduzir os traços a dois grupos: o rosto curto e o rosto longo

Penteado de noiva Formato de Rosto Consultoria de Imagem

Tomando o rosto oval como referência, basta avaliar se o seu está mais longo ou mais curto que ele. E claro que eu não falo de medidas… Falo de proporção mesmo: a largura em relação à altura. Desta forma, um rosto fino poderia se encaixar num perfil longo e um rosto gordinho poderia se encaixar num perfil de rosto curto, por exemplo. Observe no espelho com o cabelo para trás e veja em qual destes 3 grupos você está. 

Penteado de noiva Formato de Rosto Consultoria de Imagem

Agora que você já identificou o seu perfil, vou entrar na questão dos penteados, começando pelo rosto curto. Quem está nesta categoria costuma ter rosto redondo ou quadrado. Neste caso, o importante é usar o penteado para criar uma verticalidade. Por isso, os melhores recursos são topetes, coques ou rabos altos, textura no topo da cabeça… Também vale evitar volume na na lateral do rosto. 

Penteado de noiva Formato de Rosto Consultoria de Imagem

Já no caso do rosto longo (que também pode ser retangular) a lógica é a inversa. Neste caso é bom evitar volume no topo da cabeça ou cabelo longo e dar preferência a penteados que criem volume na lateral, como ondas hollywoodianas, cabelo curto, coque lateral, etc.. Outro bom recurso é usar a franja para compensar o comprimento. 

Esses são apenas referências de penteado de noiva. Vale usar os mesmos princípios para encontrar um do seu estilo. E para quem quer algo mais completo, aproveito para lembrar do novo serviço, o Manual da Noiva, com mais informações. Vale conferir mais detalhes na seção de Portfólio e Serviços de consultoria de imagem. As interessadas podem me procurar pela aba de Contato ou pelo gabi@gabrielaganem.com.

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

ESPECIAL NOIVAS :: O MELHOR VESTIDO DE NOIVA DO SEU TIPO FÍSICO
ESPECIAL NOIVAS :: QUIZ – QUAL SEU ESTILISTA DE NOIVA IDEAL?
A MÁQUINA E O CABELO FEMININO
11 PENTEADOS LEGAIS COM GEL

MUITA CALMA NESSE ILUMINADOR!

Beleza
10/05/2017

O iluminador é um advento da maquiagem que agrada 11 entre 10 mulheres. Acredito que temos muito o que agradecer a Jennifer Lopez e seu maquiador Scott Barnes. Não é que eles tenham inventado o dito cujo, mas eu tenho certeza de que a disseminação se deu por conta desta duplinha – que também começaram essa febre de contorno. Mas o iluminador é algo universal? Fica bem para todas as mulheres, independentemente da cartela? 

iluminador 

A resposta é: não. Mas antes que arremessem as pedras, calma que eu explico. Na Análise Cromática existem os aspectos Quente x Frio, Claro x Escuro e Vivo x Opaco. Cada propriedade um tem duas cartelas onde são predominantes. No caso de peles em que a característica principal é o “Opaco” (ou “Suave”, dependendo da tradução), o brilho não é muito bem recebido. A dica já está no nome. Isso sem contar as demais cartelas onde isso também entra como característica secundária. Em teoria, metade das pessoas não tem muita receptividade ao brilho. No Brasil, talvez até mais, pela nossa miscigenação…

Mas antes que alguém tenha um piripaque, vamos falar sobre alternativas. Porque aqui nunca é sobre o que não fazer, mas muito mais sobre como fazer. Como usar o iluminador em pessoas que ficam ofuscadas com o brilho? Para mim o segredo está no acabamento e textura do produto. Tem toda diferença se a cor é perolada ou cintilante, em pó, líquido ou em bastão. Sendo genérica, prefiro os perolados e em bastão para um brilho mais sutil… Mas varia de produto para produto, claro.

iluminador

Cuidado com a cor! Faz muita diferença de pessoa para pessoa…

Uma questão importante é avaliar o tom do iluminador. Quanto mais próximo da cor da sua pele, melhor. Por exemplo, para meninas brancas, um champanhe ou nude pode ser bem mais sutil do que um prata, por exemplo. Para meninas morenas ou negras, um algo mais próximo do tom do blush, por exemplo. Se você fez análise cromática e já sabe se o tom de pele é mais para o quente ou frio, já ajuda bastante. Quem tem sub-tom na gama dos quentes, fica melhor com tons adjacentes ao dourado. Quem tem mais para o frio, como eu, fica melhor com primos do rosê ou prata. Mas de forma geral, recomendo bastante parcimônia com os iluminadores prateados, que costumam destoar ainda mais da nossa pele. Aliás, na minha humilde opinião pessoal: muita calma com o iluminador em geral… Tenho visto coisas selvagens no instagram, rs. 

Para quem está pensando em fazer uma Análise Cromática, tem opções de pacotes no link de Portfólio & Serviços. Para mais informações entre em Contato ou mande um e-mail para gabi@gabrielaganem.com. Lembrando que você não precisa ser necessariamente do Rio, já que eu atendo em outras capitais também. 

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

MARINHO É A COR MAIS NEUTRA
OS BATONS DE CADA ESTAÇÃO
OS 10 BATONS DA MAC MAIS VENDIDOS – E A SUA COLORAÇÃO
SE ESSE CABELO FOSSE MEU :: JULIANA PAES

VOCÊ É OBRIGADA A FAZER AS UNHAS?

Beleza
27/04/2017

Taí uma obsessão nacional que raramente é questionada. Eu não tenho dados oficiais, mas eu duvido que em qualquer outro país no mundo se faça mais as unhas do que aqui no Brasil. Não sei quem começou com isso, mas disseminamos de geração em geração que ir à manicure faz parte da higiene básicafeminina, né? Homens aparentemente ficam bem limpos sem isso, curiosamente. Mas será que você é mesmo obrigada a fazer as unhas?

Fazer as unhas 

De um grupo de dez amigas, acredito que eu sou a única que não pinta as unhas rotineiramente. É bem comum por aqui ver a manicure como um hábito indispensável. E também não é raro ver as pessoas colocando isto como uma exigência para nós. Volta e meia aparece uma voz infeliz dizendo que mulher de verdade tem que fazer as unhas. Ou usa isso como critério de seleção em entrevistas de emprego – juro que isso existe e vocês devem saber.

Quando eu digo que não faço a unha, me refiro ao salão e ao esmalte. Acho que como qualquer parte do corpo, tem que cuidar e deixar apresentável. Mas há algum tempo eu vinha achando a unha natural mais elegante, de verdade. Eu já tinha parado de tirar cutículas (não faz bem mesmo). Sem contar que as manicures não respeitam meu desejo de ter unhas redondas e ovais. Sempre saía do salão com elas quadradas, contra a minha vontade, rs. Por isso, comecei a cuidar por conta própria, com uma manutenção mínima. E estou mais satisfeita assim. 

Aliás, “satisfeita” é a palavra de ordem, acredito. Ninguém é obrigado a nada. Mesmo as minhas clientes que quiserem usar cores fora da cartela, por exemplo, terão meu apoio (depois de uma mini, mini resistência, rs). O meu objetivo como consultora é ver a cliente feliz. Se ela se sente assim com algo que não é o ideal, quem sou eu para contrariar? Ainda assim, sempre melhor tomar uma decisão informada, né? Obrigação é uma palavra que não tem mais o espaço que ocupava no universo feminino. Se você pesquisar as CEOs do mundo no Google, metade delas tem unha pintada e a outra metade não.

Em suma, o que eu prego é: a decisão é sua. Muita gente gosta da rotina de ir ao salão e considera isso um momento de relaxamento. Eu mesma gosto de vez em quando. Assim como tem muita gente que prefere gastar essa horinha semanal com Netflix outra atividade. Eu colocaria na balança. É uma demanda do seu ambiente de trabalho (podiam pelo menos distribuir uns vouchers, rs)? Vai te prejudicar profissionalmente? Do contrário, se reduz apenas à questão: é lazer ou incumbência?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

“VISTA-SE PARA O TRABALHO QUE VOCÊ QUER TER”
COMO SUA IMAGEM PESSOAL AFETA SEU SALÁRIO?