SE ESSE CABELO FOSSE MEU :: DAKOTA JOHNSON

Consultoria de Imagem
21/03/2017

Nossa tag favorita está de volta para me tirar uma névoa dos pensamentos, rs. Desde que assisti a Cinquenta Tons Mais Escuros no cinema, fiquei com uma leve obsessão com a coloração de Dakota Johnson. Tudo que eu pensava durante o filme era: isso não está bom! Me distraiu mesmo, rs. Por isso Dakotinha veio parar aqui neste post. 

Eu entendo que faz muito sentido para sua personagem Anastasia, mas a verdade é que na vida real Dakota Johnson não se encontrou de verdade. A maior prova disso é que ela já teve todas as cores de cabelo do cardápio. T-o-d-a-s! Pode ser que ela apenas seja um espírito livre, capilarmente falando. Mas eu gosto de acreditar que ela sente o mesmo que eu em relação à sua fisionomia. Tirem suas próprias conclusões:  

Outra questão que ocorre com ela para mim é que ela está sempre sem-graça. Não quero soar maldosa, de forma nenhuma. Pelo contrário… Acho que ela tem potencial desperdiçado. E a verdade é que vejo muita gente comentando o mesmo. Falta algo. E tem o agravante que ela mexeu um pouco no próprio rosto, quando mudou no nariz e tirou as sardas. Ou seja, tirou o que tinha de mais peculiar. Será que vocês reconheceriam Dakota original de fábrica?

Foi a partir desta foto que eu percebi porque a coloração da Dakota Johnson não era tão simples de diagnosticar quanto poderia parecer. Já perdi um tempo inacreditável olhando para fotos dela, tentando decifrar. Meu palpite (sempre importante lembrar que eu não tenho como afirmar nada com certeza sem uma análise cromática presencial) é que ela tem uma coloração similar com a da Katy Perry, com algumas nuances de diferença. Durante o filme, eu só pensava: “essa menina tem que ser loira”. E ela já teve um loiro bem interessante, apesar do corte careta:

Mas eu tenho uma sugestão ainda mais certeira para Dakota Johnson, que acredito que seja o melhor cabelo para ela até aqui! E a vantagem é que para este post eu nem precisei usar meus talentos Photoshopísticos deficitários. Ela própria já fez o experimento e vocês podem ver com os próprios olhos, a evolução que é este tom de cabelo ruivo:

LINDA. E cheia de personalidade. Sem contar que complementa com perfeição seus traços. O olho acendeu! Se Dakota tem a coloração que eu acredito, ela fica melhor com cores quentes do que frias. Por isso o ruivo funciona tão bem. Ao mesmo tempo, não é uma cor tão escura como o tom de castanho da Anastasia. Sem contar que esse corte de franja ficou uma na medida corrigindo a proporção do rosto longo. Vou abrir uma petição no Avaaz para ela voltar para esse look, rs. O que acharam?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

“VERMELHO ME CAI BEM”
TRUQUE :: TRANSPARÊNCIA E COLORAÇÃO
POST DEFINITIVO SOBRE CONTRASTE & COLORAÇÃO PESSOAL
QUÃO IMPORTANTE É A MAQUIAGEM PARA O SEU CONTRASTE?

O CÃO É O MELHOR AMIGO DO HOMEM. O DRAPEADO, O DA MULHER

Consultoria de Imagem
13/03/2017

Sem querer desmerecer os nossos queridos cães, que eu amo demais e nem precisa ser meu cachorro… Mas eles jamais vão fazer por nós o que um bom drapeado consegue! Para quem conhece o termo mas não sabe exatamente o que é, o drapeado é aquele tipo de modelagem onde o tecido tem umas leves ondulações e ao invés de cair reto, tem um efeito como o de um acumulado ou um repuxado. Imagens falam melhor do que palavras, né?

drapeado

O drapeado é daquelas coisas maravilhosas que, além de permitir a realização de verdadeiras esculturas em tecido, fazem pequenos milagres pela nossa silhueta. Não é que todo modelo deste tipo funcione bem, mas ele é uma grande ferramenta! Sobretudo aqueles posicionados estratégicamente na cintura. Dá para criar a ilusão de ótica de uma cintura mais enxuta e ainda ajuda a não marcar algumas ondulações e terrenos trepidantes do nosso corpinho. Não que isso seja um pecado, mas é algo que eu, pessoalmente, prefiro ocultar por enquanto, rs. Não é à toa que as omnipresentes Kardashians adoram tanto um drapeadinho. A Kim em especial:

O grande lance do drapeado na cintura é que ele pode nos ajudar a atingir a ilusão de ótica de um corpo mais ampulheta – que é a proporção ideal (de acordo com a nossa biologia, não fui eu). E o melhor é que, para quem já tem silhueta ampulheta, valoriza demais! Não é à toa que tem muito vestido de noiva com esse tipo de modelagem. Eu mesma considero usar isso no meu um dia… 

Elie Saab

Mas esperem, porque não é só efeito emagrecedor não! Para quem quer ganhar um pouco de volúpia, o drapeado também pode ser um ótimo aliado. Dá para ver pela quantidade de vezes em que a Angelina Jolie empregou este recurso no red carpet. Acho que ninguém gosta mais desse efeito do que ela. Observem:

drapeado

Nunca esqueci esses brincos e até comprei um inspired na Asos há uns anos. 

O único problema atualmente é que o drapeado não está exatamente na moda. Há uma década, estimo, era drapeado em toda parte. Desde então, ficou meio em baixa e sumiu das lojas. Eu procuro muito e raramente encontro. Quando acho, vira rapidamente minha peça favorita, rs. Com esse resgate recente dos anos 90 e 2000, espero que esses modelitos voltem logo. Mas a verdade é que, algo tão maravilhoso para a nossa silhueta (que ainda é bonito) não deveria ser uma questão de tendência. Estou pensando em lançar uma petição no Avaaz, rs. Enquanto isso, se você viu uma blusinha ou vestido com uma boa cintura drapeada, compra e depois me avisa onde tem, rs.

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

“VERMELHO ME CAI BEM”
TRUQUE :: TRANSPARÊNCIA E COLORAÇÃO
ESPECIAL NOIVAS :: O MELHOR VESTIDO DE NOIVA DO SEU TIPO FÍSICO
ESPECIAL NOIVAS :: QUIZ – QUAL SEU ESTILISTA DE NOIVA IDEAL?

VOCÊ PRECISA MESMO DE TANTA MALA?

Consultoria de Imagem
25/02/2017

Ontem publiquei uma foto Instagram mostrando a mala que montei para uma cliente. Algumas pessoas se surpreenderam com o tamanho e o volume compacto da bagagem. Me ocorreu que nessa semana muitas pessoas vão viajar para o carnaval e que eu poderia dar algumas dicas úteis para otimizar as dimensões da mala.

 

A post shared by Gabriela Ganem (@gabriela_ganem) on

Esta mala é para uma viagem de cinco dias para um lugar frio. Além do que vocês estão vendo, tem mais duas peças de couro num compartimento separado, uma bota, cosméticos. E só. O resto vai no corpo e um casaco na mala de mão. Desta forma conseguimos colocar uma mala pequena dentro da outra para sobrar espaço na volta. Eu juro: não vai faltar roupa! Como você pode fazer isso? Três dicas:

Palavra-chave, planejamento: Pense nos looks com antecedência. Some os compromissos você vai ter durante a viagem e enumere a quantidade produções que você vai precisar. Se possível, experimente e fotografe no seu celular. 

 mala
Peças polivalentes: o importante não é quantas peças você leva mas quantos looks elas valem. Com peças versáteis e um pouco de criatividade dá para fazer várias combinações e em programas variados. Use os acessórios e a maquiagem para ajudar nesta mudança de proposta. A menos que você vá se sujar bastante, você não precisa de dez blusas para 5 dias, rs. Vou fazer uma observação especial para os sapatos, porque eles ocupam muito espaço, não são flexíveis como as roupas… Então escolha com sabedoria. Leve poucos e úteis para diversas ocasiões!


Ordem na bagagem: Cada um tem seu método para armazenar as peças e existe mais de uma maneira de fazer a mala. Há quem goste delas esticadas, há quem prefira o rolinho. O que eu tenho feito é aplicar as dobras da Marie Kondo (no Youtube tem vários vídeos, procurem por “Marie Kondo folding”). Nem sei se ela própria faz mala desta forma, mas eu acho eficaz. Assim você vê tudo o que tem de cima, logo que abre. Além disso, se você encaixar tudo direitinho, evita que elas se desloquem no trajeto. 

Estas são apenas algumas estratégias. Acho que vale ficar atenta, sobretudo agora, que as companhias aéreas vão começar a cobrar pelas bagagens, rs. Sem contar que sobra espaço para trazer outras coisinhas na volta. Espero que essas dicas ajudem vocês no feriado! Bom carnaval a todas!

Beijos,

gabi