TOUR DE RENNER!

Estilo
09/02/2017

A Renner acaba de lançar sua nova coleção – que já chegou simultaneamente a todas as lojas da fast-fashion. Sempre bom esse tipo de agilidade e coordenação, rs. Sabendo disso, ontem fui conferir o que está nas araras e o que tem de bom por lá. Quem me segue no instagram talvez tenha visto os vídeos e fotos que publiquei no stories (se ainda não viu, corre que vai apagar já, já!). Mas também aproveitei para fazer uns registros para publicar aqui… Não são as melhores fotos do mundo, porque é uma tarefa difícil de se fazer fugindo do segurança, mas dá para ter uma noção do que tem por lá:

Uma das minhas partes favoritas: logo na entrada, peças já com cara de inverno mesmo. São as peças com um estilo mais glamuroso… Muito veludo, brilhos, modelagem elegante e cores sóbrias. Amei esta seção da loja, sobretudo a regata de veludo com renda (R$69,00). Uma coisa bacana de se ressaltar é que eu achei a loja com estilos mais segmentados, mais organizados. Você identifica as inspirações logo de cara e em “blocos”. O grunge, o gótico suave, o setentinha, o náutico. Até as cartelas de cores estão mais definidas.

#Grunge

Falando em cores, o que eu mais gostei é que tem tom para todas as cartelas. Depois de um período só de terrosos, vi mais variedade cromática, muito embora tenha um departamento todo em preto e branco, praticamente – o grunge. Ainda assim, sempre fico esperando por mais cores coloridas e frias (mas não adianta, tem que esperar a moda voltar). 

Jaqueta bordada -R$289,00

Bomber de cetim com bordado – R$ 219,00

Macacão R$159,00

A alfaiataria está se destacando um pouco mais, mas ainda não me agrada tanto quanto a da Zara, por exemplo. Ainda assim, gostei deste macacão de ombro a ombro (que só vai caber em baixinhas, porque o gancho é curto, aviso logo). Vi também muitas jaquetas legais e bem elaboradas, para deixar a terceira peça com muita personalidade. Algumas delas não são exatamente baratas, mas acho que não são peças com preços baixos em outras lojas também. Têm um certo valor agregado. 

Cardigã de tricô com lurex – R$119. Aliás, estrelas estão em alta, teve até post recente no Fashionismo.

Bota de glitter – R$229,00

Saia plissada – R$139,00

Brilho é o que não falta nesta coleção! Tem muito metalizado, glitter, paetês e eu estou adorando (sobretudo porque brilho favorece bastante a fisionomia de pessoas com a minha cartela de cores). Esta saia metalizada plissada é uma lindeza! E custa R$139,00, o que eu acho bem justo para o efeito que ela produz. Aliás, vi diversas saias midi maravilhosas na Renner e eu teria ficado com quase todas! Acho que é a melhor seleção de midis em todas as fast-fashions até hoje, rs. 

   

Saia deslumbrante de babados (quem diria, eu gostando) – não lembro o preço e não tem no site, mas era algo entre R$150,00 e R$200,00, acredito. 

De longe, o departamento da Renner que eu mais gostei é o da “A Collection“. Cheio de inspirações náuticas e muita tricoline (lembram do post?). Tem bastante coisa com cara de cara e com a minha cara também, rs. Esta saia parece riquíssima! Aliás, já vi idêntica numa loja bem sofisticada, num dia de personal shopping com uma cliente. Ela até me mandou mensagem quando viu. E eu sou fã de temas náuticos em qualquer circunstância.

Colar de corda – R$59,00

Brinco – R$29,90

Os acessórios ainda não voltaram ao patamar de antigamente, na minha opinião. Há alguns anos eu via inúmeras bijoux maravilhosas na Renner, com cara de cara mesmo. Hoje em dia tem muita coisa no lugar comum. No entanto, vi umas peças bem legais sim, como o colar de corda (demorou para esse estilo chegar lá, mas eu ainda adoro). Além disso, tem um expositor só com acessórios para o carnaval, como arco de orelhinha e esse brinco de unicórnios gliterinados. Uma graça!

Esse look, maravilhoso. E a bota idem. 

Em suma, acho que vale dar uma passada na Renner ou no site para dar uma atualizada no guarda-roupa. Tem muita tendência fresquinha, o que é sempre legal. Apenas lembrando que tendência é “tempero“, não precisa ser a base da sua dieta, rs. Então faça compras conscientes e planejadas. Mas vale dizer que rolam uns básicos bem interessantes também, sobretudo camisetas de gola “V”(enfim!). Só não esqueça de ler a etiqueta de composição, para não comprar gato por lebre – em qualquer loja que você vá.

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

ERROS E ACERTOS DO SAG AWARDS 2017
MAKE TENDÊNCIA 2017 :: PÊSSEGO
A COLEÇÃO DE TÊNIS DA FARM
A PIOR TENDÊNCIA DE 2017

ERROS E ACERTOS DO SAG AWARDS 2017

Estilo
30/01/2017

Eu não gosto de falar em erros e acertos, porque acho muito assertivo e não é bem assim que a consultoria de imagem funciona. Mas, em nome da didática e do aprendizado, vamos chamar assim, rs. Rolou agora pouco o SAG Awards 2017, um dos principais eventos da temporada de premiações. E esse tem TV também, além do cinema (amo). Em matéria de coloração pessoal, este foi um evento difícil. Muitas das nossas queridinhas escorregaram nessa parte. Mas tivemos alguns bons exemplos também:

viola davis

Abrindo os trabalhos com a realeza, Viola Davis. A modelagem de seu Vera Wang ficou bem interessante e até criou uma cinturinha. Mas o branco pode ser uma cor cruel. Observe como o vestido ofusca a fisionomia dela. Um tom um pouco menos vibrante cairia melhor. 

claire foy 2 SAG AWARDS

Claire Foy, uma das minhas favoritas do SAG Awards! Adorei a escolha do Valentino de tule. A esperteza está na golinha que faz uma espécie de “escudo” ao redor do rosto. Isso porque o preto não é cor boa para o contraste dela. A transparência também ajuda bastante. Assim o vestido acabou ficando ótimo. Sem contar que a modelagem está linda! Ficou bem longilínea (quem viu The Crown sabe que ela é bem mignon).

kaley cuoco

Kaley Cuoco é uma das que acertou em cheio na coloração. Olha o viço desta face! Escolheu um vestido de tule unicornista (#neologismo) das minhas queridinhas da Marchesa. E esse voluminho na lateral do quadril ainda ajudou a equilibrar sua silhueta de triângulo invertido. Adorei!

amy adams

Amy Adams num Brandon Maxwell. Não acho que foi uma boa escolha. A modelagem não a valorizou e ela deveria passar longe de preto. Imagina se fosse só um pouquinho diferente, num azul-marinho… Já melhoraria esse contraste em 90%. É sutil assim mesmo, rs. 

emma stone SAG AWARDS

Outra que caiu na mesma armadilha é nosso chuchuzinho, Emma Stone, de Alexander McQueen. É uma marca que eu adoro! Mas nada deu certo neste look, infelizmente.

michelle dockery

Uma moça que aproveitou bem sua coloração neste SAG Awards foi Michelle Dockery (ela tem um bom histórico em tapetes vermelhos). Um vestido bem contrastado e discrepante do tom de pele dela, que é alto contraste. Bingo nesse look! E a modelagem é ótima. Elie Saab, acreditam?

1485733310-1485732206-gettyimages-633033076

E amei este Naeem Khan de Yara Shahidi num grau… E as cores funcionam para ela, que é médio contraste. A diferença do da Michelle para este é que as cores são mais suaves. Além disso, o preto reage de outra forma para Yara. Se eu tenho uma crítica, é que este desenho e modelagem do busto dão uma impressão de “peito caído“. Parece que algo está fora do lugar, rs. 

janelle monae

A modelagem deste Chanel deixou Janelle Monäe com 10 centímetros de altura. E o sapato com essa tira grossa em cima consumiu o que sobrou da perna dela. Mas este é bem o estilo dela mesmo, às vezes esse tipo de coisa vale mais. 

 kristen dunst

Adorei Kirsten Dunst e seu Dior. É delicado e moderno ao mesmo tempo, com a ajuda dos acessórios. Achei a cara dela e a modelagem ficou um espetáculo. Gosto até do batom, para dar uma quebrada. O tom não é tão vibrante, então funcionou bem para ela.

Michelle Williams, a mulher porcelana. Eu a acho um biscuit! Não importa o quanto te digam o contrário, acredite em mim: listrado vertical engorda! Mas como ela é magrinha, não tem muito prejuízo na proporção. Estaria quase tudo bem se não fosse essa faixinha preta no pescoço atrapalhando a cor. Por que esta armadilha?

nathalie portman

Natalie Portman, um dos rostos mais lindos do mundo. Talvez por isso ela tenha deixado só o rosto de fora. Eu não desgosto do vestido por completo, apenas queria ver um pedacinho de pele a mais ou um ajuste em algum lugar no seu Dior. Mas está uma grávida bem bonita!

nicole kidman

Sapucaí se curva diante deste Gucci de Nicole Kidman. Nicole é, possivelmente, o menor contraste do mundo. O cabelo é exatamente da cor da pele, rs. Se você embaçar o olho, ela fica até careca. Por isso, um vestido verde bandeira, brilhante, muito brilhante, não é o melhor para ela. Sem contar que está sobrando informação neste modelito. Faltou harmonia. 

taraji p henson

Finalizando com outra favorita, Taraji P. Henson de Reem Acra! O lacinho é estranho, eu sei. Mas pensem no quanto esse tipo de vestido foi esgotado. Acho que esse detalhe fez toda a diferença. Adorei as cores e a modelagem para ela também. Isso sem contar a atitude, que Taraji tem de sobra, né?

O que acharam dos looks do SAG Awards 2017? Algum favorito?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

AMFAR 2017 :: ANÁLISE DOS LOOKS
TOUR DE RENNER!
MAKE TENDÊNCIA 2017 :: PÊSSEGO
ANÁLISE DOS MELHORES DO GOLDEN GLOBES

A MELHOR TENDÊNCIA DO MUNDO: CAMISA DE TRICOLINE

Estilo
26/01/2017

Desculpem a falta de imparcialidade aqui, mas a verdade é que esta é a melhor tendência dos últimos tempos. E é um clássico tão clássico, que é capaz que ela tenha desfilado na sua frente este tempo todo e você nem notou que ela estava lá: a camisa de tricoline! A camisaria já andava forte, é verdade. Mas a tendência em questão é um modelo bem específico…

Screen Shot 2017-01-25 at 1.21.57 AM

Para quem não conhece o termo, a tricoline é aquele tecido típico de camisa social. Muita gente conhece como popeline, que na verdade é ligeiramente diferente, mas serve neste caso também. Um primeiro motivo para amar esta tendência: é 100% algodão. Salvo aqueles “batizados” com um pouco de elastano ou afins. Num país quente como o nosso, ler a composição dos tecidos é questão de sobrevivência. E a gente sabe que tecido natural é sempre vantagem. O segundo motivo é um pouco egoísta: o modelo que deslanchou a tendência é especificamente o de listras brancas e azuis. Ou seja, tons frios!

4b551-nyfw-street-style-day4-01-nocrop-w1800-h1330-2x  Screen Shot 2017-01-25 at 1.22.28 AM Screen Shot 2017-01-25 at 2.08.58 AM Screen Shot 2017-01-25 at 2.09.53 AM      tricoline

Como vocês já devem saber, eu tenho tom de pele frio – é a minha característica dominante. E nos últimos tempos tudo se tornou tom quente! Impossível para mim. Eu culpo a Kylie. Voltando à tricoline, se trata de um clássico tão tradicional, que fica até difícil perceber quando isso ganhou status de tendência. Mas foram justamente as releituras da camisaria que trouxeram o material para o seu apogeu. A tricoline/popeline surgiu em passarelas como a da Vêtements (que hoje é sinônimo de hype, embora eu não goste de nada – que me perdoe o mundo das modas) e na Monse, marca jovem dos atuais diretores criativos da Oscar de la Renta. A camisa tradicional foi remexida, contorcida e recriada.

johanna ortiz tricoline

Johanna Ortiz, guarde este nome!

Mas se é para atribuir a alavancada a apenas um nome, este é o da colombiana Johanna Ortiz. Que aliás, faz coisas translumbrantes com a tricoline. Quem me deu esta “cola” foi minha amiga Julia Bonecker, uma das autoridades em tendência no Brasil. Eu ainda não a conhecia, mas a verdade é que eu (e você) já vimos suas criações por aí em musas do naipe de Sarah Jessica Parker, Jessica Alba e ninguém menos que a nossa Olivia Palermo – sempre presente. Aliás, falando nela, adivinhem quem encabeça as buscas sobre esta trend? A própria! Que não só usa as criações de Johanna Ortiz, como também as versões populares da Zara. High-low não morreu gente!

Screen Shot 2017-01-25 at 2.12.38 AMScreen Shot 2017-01-25 at 2.10.46 AMScreen Shot 2017-01-25 at 2.17.34 AMScreen Shot 2017-01-25 at 2.19.08 AM

Olivia tem este modelo listrado e bordado da Zara – que acaba de chegar em terras tupiniquins. Vi ontem mesmo na loja, por algo como 250,00 Reais (não lembro exatamente, pode ser um pouco mais). Então você e Olivia podem ter uma peça em comum, rs. Aliás, Chiara Ferragni tem a mesma! Mas existem milhares de modelos dentro desta tendência da tricoline listrada azul e branca, até mais baratas. Aproveitei para fazer uma vitrine ilustrativa:

tricoline-camisa-tendencia

1. Camisa boyfriend Amaro | 2. Bata Amaro | 3. Camisa desconstruída Amaro | 4. Ciganinha Animale | 5. Camisa clássica Le Lis Blanc (acho que é a marca que mais costuma ter esse tipo de tecido) | 6. Bata Animale (amei essa!)

Vocês sabem que não sou a favor de compras pelas compras. A consultoria é sempre consciente! Mas se você gosta, acho que pode ser um ótimo investimento. É algo que vai durar muito, tanto pelo estilo atemporal, quanto pela durabilidade do algodão. E se você tem tom de pele frio, compensa em dobro, rs. Já tinha uma, agora vou atrás de mais outra, com decote ombro a ombro – ótimo para meu corpo triângulo. Aliás, vale lembrar, que se você quer descobrir seu tom de pele e tipo físico (entre outras coisas), nada melhor do que contratar os serviços da consultoria de imagem. Se você tem interesse, me manda um e-mail em gabi@gabrielaganem.com ou entre em contato e a gente conversa sobre pacotes e opções.

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

SARDAMANIA :: MAQUIAGEM, STENCIL E TATTOO DE SARDAS
BABYLIGHTS E A SUA COLORAÇÃO
AS BOLSAS DA AERIN
MAKE TENDÊNCIA 2017 :: PÊSSEGO