ONDE COMPRAR QUIMONO

Estilo
23/08/2017

quimono

Esses dias me peguei desejando um quimono (ou kimono, se preferir) mais que chocolate. Eu tenho a sensação de que vi em toda parte e, ao mesmo tempo, quando quis comprar não encontrava nada. Então recorri à ajuda dos universitários: pedi dicas no stories do Instagram, rs. Tenho que agradecer a todos que mandaram sugestões, todos foram muito prestativos e me mandaram até fotos. Obrigada a todos! Também recebi umas mensagens de gente querendo saber a resposta, rs. Então reuni as recomendações num post!

  

O Benta Studio é uma marca que cria peças bem bacanas, todas com cores e estampas. Na coleção atual encontrei estes dois quimonos, ambos bem lindos – um de tom frio e outro quente. Que sorte! rs. Dá para comprar online no site da Benta Studio.

    

A Maria Sanz me foi recomendada algumas vezes. São modelos mais tradicionais, de amarrar mesmo, e bem elaborados. Dá até para fazer customizado. Muito bacana e bem luxuoso.

  

A Kimonin é especializada em quimono infantil. Uma graça! Mas parece que recentemente começou a vender para adultos também. Estou acompanhando para ver o que vem por aí para gente grande…

Quimono pink | Paetês | Estampado

A Renner está com alguns modelos interessantes. O que tem me incomodado é o acabamento de algumas peças. Eu não gosto quando o forro é branco (no caso, sem forro). Acho que se dá para ver que não tem acabamento interno, a peça perde um pouco o valor. Prefiro algo como este modelo pink, que tem um fundo preto. Não achei um modelo exatamente como eu estava procurando, mas já estou namorando essa versão de paetês. Que belo! 

A Forever21 no momento é a que mais satisfez a minha busca, já que eu queria um modelo longo e estampado. Obrigada à Emanuela que me mandou estas e outras fotos pelo direct! Adorei este preto bordado atrás. Vou ver se consigo passar lá hoje para averiguar, já que não tem e-commerce. Tenho implicância com o material (e tamanho) das peças de lá, mas ao vivo eu tiro a dúvida. 

A Isaac é uma marca com uma pitada grunge/moderna/gótica, para quem busca uns modelos alternativos. Infelizmente, a marca não vende online e se apresenta mais em feiras e eventos. Não consegui saber se rola de encomendar pelo instagram, mas se você gostar, não custa tentar!

Longo estampado | Curto listrado | Longo estampado

A Amaro tem um pouco de tudo, né? Encontrei uns modelos por lá, mas em algumas peças tive a mesma questão da Renner: a falta do forro. Nesse vermelho o fundo é estampado também, pelo menos na barra, o que já faz uma grande diferença. 

A Kimonaria tem alguns modelos estilizados e mais minimalistas. A maioria é de quimonos lisos e em cores sóbrias. Não era exatamente o que eu estava procurando, mas achei a marca bem legal! Vale conhecer. 

O Ateliê 142 é uma marca de Ribeirão Preto que vende pelo Instagram ou Whatsapp. Lá eles fazem quimono sob medida! Dá para fazer estampado, de veludo, com franjas… Achei bem interessante. Aliás, gostei bastante de veludo com franja. Bem glamuroso. 

Por enquanto esta é a lista que eu tenho! Mas adoraria ouvir de vocês mais opções de lugares para encontrar quimono estampado e longo – ou outras opções também. O importante é que seja bonito! 

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

CUIDADO COM A LIQUIDAÇÃO!
XODÓ :: CLUTCH DE PALHA
LIQUIDAÇÃO :: LEIA ANTES DE COMPRAR
TEM CARA DE CARO?

TENDÊNCIA :: BRINCOS DE BOLAS

Estilo
18/08/2017

Há algum tempo venho sendo impactada por um modelo específico de maxi brinco que se espalhou mais que esta gripe do inverno, rs. Os brincos de bolas (ou esferas, se você é de exatas) começaram a pipocar no fim do ano passado e ganharam muita força no verão lá de fora. Desde então, não parei mais de ver o dito cujo nos meus feeds. Tudo graças a um modelo específico:

Brincos de bolas Les bonbons

Estes são os Les Bonbons, os brincos de bola da designer Rebecca De Ravenel que se tornaram uma verdadeira febre. São muitas as celebridades que aderiram ao modelo e você certamente já cruzou com ele por aí. Selena Gomez foi uma das que chamou mais atenção para as bolotas em um look laranja meses atrás. Mas, desde então, nomes como Jennifer Lopez, Katy Perry, Kate Bosworth, Emma Roberts e Lupita Nyong’o já desfilaram com o bendito em algum momento. Pessoalmente, eu acho belíssimo:

Brincos de bolas Brincos de bolas   Brincos de bolas

A própria Rebecca com um de seus Les Bonbons

Eu realmente acho todos os modelos lindos, até porque além das bolas, são todos maxi-brincos. Vocês sabem que meu único pecado consumista é brincão, né? É meu calcanhar de Aquiles. E um fato interessante é que eu acredito que esses modelos são bem democráticos. Isso porque ele reúne duas formas antagônicas: a esfera e a linha. Calma que eu explico: para quem tem rosto redondo, círculos em acessórios não são legais, mas as linhas verticais longas sim. O oposto acontece para o rosto longo. De certa forma, acho que as formas acabam se neutralizando um pouco. Então pode ser uma opção bacana para todo mundo, dependendo de alguns detalhes.

Brincos de bolas

O sucesso é tamanho que até marcas bem renomadas quiseram dar a sua versão dos brincos de bola. Nomes como Kenneth Jay Lane, Isabel Marant, Kate Spade, Rebecca MinkoffNanette Lepore e até a minha querida J.Crew criaram acessórios inspired. A vantagem é que agora existem incontáveis modelos e mil materiais diferentes para escolher. São brincos de bolas do metal às pedrarias, do fio à miçanga.

E não é só lá fora que rolaram as versões inspiradas, claro. Aqui também já tem muita marca que embarcou nesta história dos brincos de bolas. Eu diria até que existem variações mais criativas. Montei uma pequena vitrine, de múltiplas origens. Fiz naquele esquema de clicar na foto de cada um para comprar em lojas afiliadas (em que eu me sinto extremamente high-tech):

Não sei se vocês vão se interessar por estes, mas achei todos bem legais – e alguns bem no meu estilo. A vantagem é que os brincos da Rebecca De Ravenel custam 325,00 dólares e todos esses custam bem menos, rs. Alguns têm variações de cor também, para quem já conhece a sua cartela não errar na escolha (não esqueço de lembrar, rs). O que acham dos brincos de bolas?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

MEU LOOK :: PREMIÈRE DE “KINGSMAN 2”
DE QUANTA ROUPA VOCÊ PRECISA?
VAPOR BLUE :: A COR DE 2018?
DO CASUAL AO ALINHADO EM 5 MINUTOS

COMBO CROMÁTICO :: AZUL E CÁQUI

Estilo
08/08/2017

Uma das minhas maiores referências de styling é a marca americana J.Crew, sobretudo na era Jenna Lyons (leiam este post, caso não tenham lido ainda, porque vale a pena conhecer). Eu adoro os looks despojados e inusitados, sempre com uma proposta bem criativa. O combo cromático do post de hoje é mais uma inspiração que eu captei observando algumas produções de lá: o azul e cáqui.

Azul e cáqui

Mais precisamente, o azul claro! Essas duas cores já foram hit na minha juventude, no início dos anos 2000… Quem lembra do auge da Gap? Aprendi a palavra cáqui nesta época (khaki, na gringoland). No mesmo período, veio uma febre de tons pastel. Pense azul bebê! Hoje em dia nem chamam mais assim… Mas no caso da inspiração de hoje, não precisa ser necessariamente um tom bebê para o mix funcionar, basta ser claro – ou até um Vapor, rs. Olha que charme o casamento do azul e cáqui:

Azul e cáqui      

Em teoria, são cores com pouca coisa em comum. Uma costuma ser fria e a outra quente. Não são cores complementares ou análogas… A única coisas que elas têm em comum é o contraste. E eu acho que é justamente por isso que funciona. Vocês já me viram usar o contraste como critério de mistura de cor em alguns posts (como o do verde e rosa) e sempre me salva. Ambos azul e cáqui são cores de baixo contraste, partindo do branco. E o fato de não terem (quase) nada em comum é o que me faz achar o mix tão interessante.

Ainda dá para misturar com outros tons de azul, que fica ótimo também. Ou até mesmo o jeans! Mas a minha forma favorita ainda é a versão mais simplista da dupla. Montei algumas inspirações de looks abaixo, para inspirar. Desta vez, usei produtos de lojas daqui, ao invés de montar no Polyvore, rs. Já frustrei algumas pessoas colocando peças que não estavam disponíveis antes, mas agora dá até para clicar e comprar:

Basta clicar na peça e uma janela se abre com um link afiliado da loja. [Me sentindo super tecnológica…]

Não consegui montar só com achados, mas tem um bom high-low, rs. O que eu mais gosto na união entre azul e cáqui é o despojamento com um bocado de sofisticação. Mesmo a produção de short e rasteira ficou arrumadinha, não acham? E uma vantagem estratégica é que, se você é de coloração quente, pode usar o cáqui na parte de cima. Se você é fria, pode usar o azul em cima, mais perto do rosto. Bem democrático!

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

VERMELHO E PRETO < PRETO E VERMELHO
O PODER TRANSFORMADOR DA TERCEIRA PEÇA + SAPATO
XODÓ :: CLUTCH DE PALHA
COMBO CROMÁTICO :: BEGE + BATOM PINK