A BASE CUSHION DA LANCÔME PARA QUEM NÃO GOSTA DE BASE

Beleza
29/07/2017

Eu já comentei aqui que não sou a maior fã de base na maquiagem. Sempre preferi um produto com acabamento mais leve, natural e que a base ficava guardada para ocasiões excepcionais, como casamentos ou filmagens e afins. No entanto, esta semana, num evento da Lancôme no Peach Studio com o espetacular porta-voz Régis Sodré, conheci um produto que pode mudar um pouco minhas concepções em relação a base: a Teint Idole Ultra Wear Cushion

Teint Idole Ultra Wear versão Líquida e Cushion – que eu amei.

Com Régis Sodré

São duas opções de uma mesma fórmula: a Cushion é uma versão em esponja compacta da Teint Idole Ultra Wear líquida (que talvez vocês já conheçam pelo nome anterior, a Teint Idole 24H). As vantagens da fórmula são tantas que eu tive que dar o braço a torcer… Talvez o mais notável seja o efeito de longuíssima duração, com uma fixação que dura um dia todo sem craquelar ou derreter. Mas além disso, oferece alta cobertura – e é matte, como nós brasileiras gostamos. 

Tem uma tela especial que impede que o produto endureça na superfície e esfarele. Ainda evita o desperdício!

Sonho.

O mais inacreditável da versão Cushion é que além de cumprir tudo isso da lista, ela tem Fator de Proteção Solar 50. Era a única coisa que faltava no meu queridinho, o BB Blur da La Roche-Posay – que agora tem forte concorrência. Na opção líquida da Teint Idole o FPS é 15. Nos testes, a avaliação ficou assim: 75% das mulheres sentiram que ela resiste o dia todo, 84% consideraram a cobertura ideal e 81% disseram que minimiza imperfeições. Nada mal!

Mas o mais importante para mim é a sensação na pele. Minha maior implicância com a maioria das bases é que eu sempre sinto que ela está lá. Por isso sempre preferi um pó ou BB Cream. No caso da Cushion, a cobertura não pesa no rosto e é por isso que eu gostei tanto dela. Se ainda tem proteção solar, maravilha em dobro… Já que eu sou branquela falsificada (bate um raio de sol e me revelo árabe). 

 

A post shared by Gabriela Ganem (@gabriela_ganem) on

 Com a The do Fashionismo, ambas devidamente maquiadas com a Cushion.

No dia da Master Class da Lancôme eu saí de lá com a Cushion no rosto e realmente consegui ficar com ela até o fim do dia com a pele bem homogênea (eu apliquei com aquelas esponjas de farmácia mesmo). Hoje vou testar de novo para comprovar mais uma vez que ela cumpre o que promete. Ela não é baratinha, custa R$339,00, mas pelo menos dá para comprar o refil depois por R$199,00. Já a versão líquida da Teint Idole Ultra Wear custa R$279,00.  A minha cor é a 02 nas duas versões, que tem um fundo mais rosa para a minha pele fria. Infelizmente, são só 5 tons até o momento no Brasil, mas fico na torcida para uma ampliação deste espectro aqui. A porta-voz do produto é Lupita Nyong’o, então há esperança…

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

10 MAKES PARA INSPIRAR SEU FDS :: PELE FRIA OU QUENTE
SARDAMANIA :: MAQUIAGEM, STENCIL E TATTOO DE SARDAS
TOUR DE RENNER!
MAKE TENDÊNCIA 2017 :: PÊSSEGO

10 MAKES PARA INSPIRAR SEU FDS :: PELE FRIA OU QUENTE

Beleza
02/06/2017

Fim de semana chegou! Um momento muito esperado por todos sempre, sobretudo quando se tem festividades. Nessas horas não custa nada ter um acervo de idéias de make para atender às ocasiões que surgirem. Melhor ainda quando a inspiração funciona bem para o seu tom de pele. Um dos aspectos mais importantes na hora de escolher as cores, na minha opinião, é o fator pele quente x pele fria

Eu sei que só dá para saber essa informação com precisão ao fazer uma análise cromática. Mas mesmo quem não fez a sua ainda (ou não pretende fazer) vale ficar atento a este traço da própria coloração, com muita observação e instinto. Só o fato de prestar atenção já muda bastante a nossa percepção. Quando uma coisa destoar, já é uma pista. Então vamos às inspirações, começando pelos tons para pele fria, como a minha:

maquiagem-tons-frios-pele-fria

Lindo olho cinza rosado! E este vermelho é puxado para o frio, com uma parcela de azul na composição

maquiagem-tons-frios-pele-fria

Lápis azul metalizado e gloss fúcsia.

maquiagem-tons-frios-pele-fria pele fria

Rosinha e rosão – a maioria dos tons são frios, a menos que sejam um pêssego ou goiaba…

maquiagem-tons-frios

Vinho com um bocado de azul na composição + Esfumado preto.

Vale observar que eu falo da maquiagem em si, os tons dos produtos e não a pele da modelo, necessariamente. Os tons mais puxados para o azul, branco, rosa, prata… Esses são mais frios e funcionam melhor com peles também frias. Nada de inverter a cor para compensar, como propõe a base da MAC, ok? Agora, makes de tons quentes:

 

Coral super suave.

Batom laranja e olho esfumado marrom (laranja é uma cor quentíssima!).

Perolado dourado.

Tons acobreados

Batom marsala + dourado e vinho nos olhos

Acho a maquiagem de tons quentes, de certa forma, muito mais fácil. Isso porque os tons mais clássicos da maquiagem já são em sua maioria quentes. Derivados do amarelo como a maior parte dos marrons, dourado, bronze, bege e afins. Mas para ambos os tons de pele existe uma solução bacana. A maioria das cores tem variações quentes e frias delas mesmas. Inclusive o próprio amarelo e azul, que são a referência de temperatura. 

E para quem já fez Análise Cromática comigo, vocês já sabem em qual seleção procurar, né? Não me decepcionem! rs.

 

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

PRIMAVERA, VERÃO, OUTONO, INVERNO :: ANÁLISE CROMÁTICA
A BASE CUSHION DA LANCÔME PARA QUEM NÃO GOSTA DE BASE
ENGANANDO O CONTRASTE COM CARA DELEVINGNE
OLHO NO LENÇO!

SARDAMANIA :: MAQUIAGEM, STENCIL E TATTOO DE SARDAS

Beleza
06/03/2017

A alta da maquiagem natural pode ter desencadeado uma nova obsessão global de beleza: as sardas. Se nas últimas décadas fomos atrás da base de maior cobertura, para peles de porcelana, hoje a busca é inversa. Sobrancelhas naturais, tons terrosos, pele luminosa… E agora sardas. E eu, francamente, prefiro as sardinhas de fora:

sardas

Vai dizer que não são charmosas? Não entendo quem não gosta. E mesmo achando bonito, também fico confusa com as pessoas que tentam colocar artificialmente sardas em si. Acho que a beleza está justamente no efeito natural. E sardas são traços comuns a alguns tipos de coloração. Se eu fizesse em mim, acho que não ficaria tão compatível, muito embora eu tenha milhares de pintas no rosto (vocês não notam porque tenho uma protagonista evidente em cima da boca, servindo de ponto focal, rs). Essa característica é mais comum em tons de pele quente. Inclusive, costuma ser um indicativo, apesar de não ser determinante. 

sardas

 

Por outro lado, com a miscigenação tão pronunciada no mundo contemporâneo, é bem possível encontrar pessoas com traços de origens diferentes. Acho que esse inesperado é o futuro da beleza. Imagine uma japonesa com sardas? Em algumas negras eu achei que ficou especialmente bonito! Talvez seja isso que as mulheres andam procurando, algo surpreendente. Há quem diga também que é para buscar uma aparência mais fofa. Depois da plástica de covinhas, eu não duvido. 

   

Tem gente que se aperfeiçoou muito na maquiagem de sardas. Impossível saber que são artificiais. Olha essa última foto! Dá para dizer que é make? Acho que o segredo está em não fazer bolinhas perfeitas. Têm que ser manchas, de tamanhos diferentes, talvez com pincéis variados e também múltiplas intensidades. Quando é uma bolinha perfeita, me lembra festa junina. Aliás, tem até um teste no Buzzfeed para ver se você acerta quais sardas são maquiagem e quais são de verdade. Eu acertei 9 de 13… É difícil! Me contem quantas vocês acertaram, rs. 

Com o stencil do Freck Yourself

Mesmo com a técnica perfeita, pensa só no trabalho que isso dá! A menos que seja algo para uma ocasião especial e só, não dá para ficar repetindo o efeito todos os dias. Por isso, já criaram até um stencil de sardas. Você posiciona um adesivo furadinho e pinta por cima com um roll-on. Bem mais prático, muito embora eu ainda ache que dá para notar que é fake, por causa do tom escuro e formato perfeitinho. 

Sardas tatuadas

Acreditem,  é por isso que tem gente tatuando sardas! Tem até profissional se especializando nisso. Por mais que você ame uma face sardenta, acho que é um compromisso muito permanente para algo bem no seu rosto. Entendo a paixão, mas por que não fazer algo semi-permanente, como uma micropigmentação? Essas duram no máximo 2 anos. Bem melhor! E se depois de algum tempo você ainda quiser, talvez seja o caso de partir para o permanente. A boa notícia é que, caso você tatue e se arrependa, os médicos especialistas já disseram que não é tão difícil de tirar com o laser… O que acham desse modismo?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

TENDÊNCIA :: BRINCOS DE BOLAS
A BASE CUSHION DA LANCÔME PARA QUEM NÃO GOSTA DE BASE
VAPOR BLUE :: A COR DE 2018?
10 MAKES PARA INSPIRAR SEU FDS :: PELE FRIA OU QUENTE