COMBO CROMÁTICO :: AZUL E CÁQUI

Estilo
08/08/2017

Uma das minhas maiores referências de styling é a marca americana J.Crew, sobretudo na era Jenna Lyons (leiam este post, caso não tenham lido ainda, porque vale a pena conhecer). Eu adoro os looks despojados e inusitados, sempre com uma proposta bem criativa. O combo cromático do post de hoje é mais uma inspiração que eu captei observando algumas produções de lá: o azul e cáqui.

Azul e cáqui

Mais precisamente, o azul claro! Essas duas cores já foram hit na minha juventude, no início dos anos 2000… Quem lembra do auge da Gap? Aprendi a palavra cáqui nesta época (khaki, na gringoland). No mesmo período, veio uma febre de tons pastel. Pense azul bebê! Hoje em dia nem chamam mais assim… Mas no caso da inspiração de hoje, não precisa ser necessariamente um tom bebê para o mix funcionar, basta ser claro – ou até um Vapor, rs. Olha que charme o casamento do azul e cáqui:

Azul e cáqui      

Em teoria, são cores com pouca coisa em comum. Uma costuma ser fria e a outra quente. Não são cores complementares ou análogas… A única coisas que elas têm em comum é o contraste. E eu acho que é justamente por isso que funciona. Vocês já me viram usar o contraste como critério de mistura de cor em alguns posts (como o do verde e rosa) e sempre me salva. Ambos azul e cáqui são cores de baixo contraste, partindo do branco. E o fato de não terem (quase) nada em comum é o que me faz achar o mix tão interessante.

Ainda dá para misturar com outros tons de azul, que fica ótimo também. Ou até mesmo o jeans! Mas a minha forma favorita ainda é a versão mais simplista da dupla. Montei algumas inspirações de looks abaixo, para inspirar. Desta vez, usei produtos de lojas daqui, ao invés de montar no Polyvore, rs. Já frustrei algumas pessoas colocando peças que não estavam disponíveis antes, mas agora dá até para clicar e comprar:

Basta clicar na peça e uma janela se abre com um link afiliado da loja. [Me sentindo super tecnológica…]

Não consegui montar só com achados, mas tem um bom high-low, rs. O que eu mais gosto na união entre azul e cáqui é o despojamento com um bocado de sofisticação. Mesmo a produção de short e rasteira ficou arrumadinha, não acham? E uma vantagem estratégica é que, se você é de coloração quente, pode usar o cáqui na parte de cima. Se você é fria, pode usar o azul em cima, mais perto do rosto. Bem democrático!

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

O PODER TRANSFORMADOR DA TERCEIRA PEÇA + SAPATO
XODÓ :: CLUTCH DE PALHA
COMBO CROMÁTICO :: BEGE + BATOM PINK
15 LOOK DIURNOS COM SAPATO METALIZADO

COMBO CROMÁTICO :: BEGE + BATOM PINK

Estilo
26/06/2017

Outro dia estava assistindo a uma série (Brooklyn 99, é comédia… nada a ver com estilo, rs) e uma personagem apareceu com uma combinação de cores que me impactou: uma roupa de tricô bege e um batom pink! Eu achei o mix inusitado e muito cool ao mesmo tempo. Sem contar que me fez gostar de um batom rosa chiclete – coisa que eu habitualmente não aprecio muito. Desde então fiquei com isso na cabeça e resolvi fazer um post para a gente experimentar. 

roupa bege e batom pink

Pode parecer algo banal, mas eu achei o efeito muito bonito e ousado. Aliás, mesmo soando óbvio, não tem muita foto deste mix dando sopa por aí. Inclusive, depois de um busca extensiva e de poucos frutos, decidi fabricar eu mesma algumas das imagens deste post, usando meu toscoshop. É só para a gente mesmo, acho que ninguém vai ligar. Afinal, as fotos só estão aqui para inspirar… E se eu passei o batom com computação, não faz tanta diferença, rs. 

roupa bege e batom pink roupa bege e batom pinkroupa bege e batom pink

As versões que eu mais gosto são as dos looks monocromáticos – ou com variantes de uma mesma família. Uma roupa bege, caramelo e cáqui, por exemplo, fica bem mais interessante com essa pitada de batom pink. Sai um pouco do familiar, que seria colocar um batom nude, ou vinho (como eu faço quando uso bege, para compensar o contraste baixo da blusa). Outra coisa que eu acho importante observar é o tecido da roupa. O batom rosa em geral não é dos mais elegantes. Por isso eu prefiro quando o look tem um materialou corte mais encorpado ou sofiscticado. Alfaiataria, tricô, seda, cashmere… Acho que todos esses funcionam bem.

roupa bege e batom pink  roupa bege e batom pink roupa bege e batom pink roupa bege e batom pink  roupa bege e batom pink 

O que eu acho bacana de misturar uma cor tão sóbria com um batom pink é que faz um choque de referências. Gosto muito quando rola um conflito entre estilos, com equilíbrio. Sem contar que cria um ponto focal no rosto, o que ameniza um pouco o efeito pálido que o bege pode dar em algumas pessoas (como eu). A maioria dos tons de bege são cores mortais para mim, semi-literalmente falando, já que eu fico sem vida nenhuma, no sentido figurado. [Fiz um nó aí? rs]. 

roupa bege e batom pink

Resolvi fazer um teste com (possivelmente a minha única) peça de roupa bege. Acho que a idéia funciona na prática! Talvez essa seja a primeira e última vez que vocês vão me ver com esse rosa – apesar de eu ter muitas versões da cor na minha cartela. Eu gosto do resultado e faria de novo com um batom pink, mais saturado e mais escuro, que fica melhor para a minha coloração. E com um tricô ou blazer, para ficar mais harmonioso. Já para quem é mais clara que eu (de contraste baixo preferencialmente), talvez esse mesmo tom dê mais certo. Aliás, o nome é “Ih, me deixa” da Maybelline, para as interessadas e ele é baratésimo.

Shop the Post!

O que acham deste combo cromático? Usariam ou passam? Eu acho que é uma ideia de execução super simples e com um resultado de efeito super elaborado! Eu adorei. A pergunta que resta é: será que meu toscoshop passou no teste? Vocês conseguem saber em quais fotos eu “passei o batom no computador”? rs.

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

DE QUANTA ROUPA VOCÊ PRECISA?
COMBO CROMÁTICO :: AZUL E CÁQUI
O PODER TRANSFORMADOR DA TERCEIRA PEÇA + SAPATO
CORES QUENTES X CORES FRIAS