“VERMELHO ME CAI BEM”

Consultoria de Imagem
20/06/2017

Volta e meia eu me deparo com declarações do tipo “eu sou quente, porque vermelho me cai bem“. Seria maravilhoso se fosse tão simples! Tem pelo menos duas coisas muito erradas com essa frase. A primeira é que não existe só um vermelho. Segundo porque existem vermelhos de tons quentes e frios… Além dos vibrantes e os menos vibrantes, os claros e os escuros.

  vermelho kendall jenner analise cromatica

Ninguém fica bem com todas as versões de uma cor, talvez com a exceção do preto (para quem o tem na cartela). Observe como uma pequena mudança no vermelho da Kendall Jenner, interferem também o tom de pele dela. Eu apenas fiz uns ajustes no vestido e no batom. Ainda assim, ela está de vermelho nas três fotos. Por isso, fica muito difícil uma pessoa determinar a própria coloração a partir de uma afirmação tão genérica. A última versão, a da direita, é um vermelho bem frio, inclusive.

vermelho kendall jenner analise cromatica

Nesta montagem, tudo é vermelho, mas nenhuma cor é igual à outra. Aliás, umas podem até parecer mais claras, mais quentes (etc.) dependendo da cor que estiver ao seu lado, já que elas interagem entre si. No mundo ocidental, no geral, nós nomeamos as cores mais ou menos da mesma forma. Habitualmente, naquelas 12 cores da sua caixa de lápis Faber -Castell. Amarelo, azul, verde, rosa, marrom, laranja… Em outros lugares do mundo, os nomes de cores nem chegam a isso. Tem região e país que só tem 2 com um nome próprio, sabiam?

 

Todas essas cores são rosa, no nosso vocabulário. Mas para falar em coloração, seria mais apropriado usar a abrangência das nomenclaturas dos esmaltes, rs. Por isso é importante fazer a distinção entre cores e tons de uma cor. Além disso, é importante identificar também as características de cada tom. Por exemplo, o “sou fria porque fico bem de turquesa“. Turquesa, apesar de derivada do azul, não é uma cor fria (via de regra) por conta de um alto percentual de amarelo na composição. Eu mesma, que tenho o “frio” como característica principal, não tenho turquesas na minha cartela. 

Tá achando difícil? E é mesmo. Mas derrubando esses mitos, já começa a ficar mais fácil de assimilar a noção de coloração. E é por conta desta complexidade toda que só dá para determinar uma cartela de cores com precisão fazendo uma Análise Cromática. E a cartela, por sua vez, garante que ninguém vá confundir um vermelho pelo outro… 

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

TRUQUE :: TRANSPARÊNCIA E COLORAÇÃO
POST DEFINITIVO SOBRE CONTRASTE & COLORAÇÃO PESSOAL
QUÃO IMPORTANTE É A MAQUIAGEM PARA O SEU CONTRASTE?
10 MAKES PARA INSPIRAR SEU FDS :: PELE FRIA OU QUENTE

TRUQUE :: TRANSPARÊNCIA E COLORAÇÃO

Consultoria de Imagem
18/06/2017

Muita gente se surpreende quando eu digo que preto e branco não são cores universais. Na verdade, pouca gente é valorizada por preto e branco. São cores essencialmente frias e vibrantes… Não são muitas cartelas com configurações assim, infelizmente. Pode ser um inconveniente porque eu sei que muita gente adora preto, branco e preto & branco (o que ainda pode conflitar com o contraste, já que esse mix e o maior contraste que há, rs). 

Muita gente é bastante apegada ao combo P&B. Mas com uma cartela em mãos e boas peças nos tons certos, eu garanto que não faria falta. Mas ainda assim, tem gente que não abre mão do preto ou branco. O que eu digo para as minhas clientes que não abrem mão é: se vai usar, use com sabedoria. E uma das maneiras de “sublimar” o efeito negativo da cor, é empregar a transparência.

O preto sólido é muito heterogêneo para ela que é mais homogênea. A transparência ajuda a nivelar a coloração.

As cores erradas em versões sólidas podem dar bastante prejuízo à fisionomia. Mas como eu vou dizer para uma pessoa que ela não deve usar preto? Sobretudo depois de tantos anos cultuando o tal “pretinho básico“. Para algumas pessoas seria como perder um parente. E o branco não fica muito atrás. Então eu mostro como contornar o problema da melhor maneira possível. E o tecido certo pode ajudar a aliviar esse efeito, sobretudo os que têm transparência.

Renda, tule e outros tecidos translúcidos, que deixam a pele transparecer por debaixo deles, podem ajudar a atenuar o impacto da cor. Sem contar que muitas vezes dá para incluir uma outra cor mais favorável sob tais tecidos, como fez a Olivia Wilde esta semana – que de quebra ainda repetiu a cor do olho no forro, malandramente. Tudo com ajuda da transparência de seu Monique Lhuillier.

Lembrando que a cartela só precisa ser observada nas áreas ao redor do rosto. Por isso, calças, saias e qualquer coisa abaixo da linha da cintura ficaria de fora desta categoria. Nessas peças você pode usar o que quiser, sem prejuízo à sua fisionomia. Para elas eu guardaria as cores para usar como ferramenta em função do tipo físico. Lembrando que para descobrir a sua cartela de cores só com uma Análise Cromática. Saiba mais sobre os serviços de Consultoria de Imagem

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

“VERMELHO ME CAI BEM”
POST DEFINITIVO SOBRE CONTRASTE & COLORAÇÃO PESSOAL
QUÃO IMPORTANTE É A MAQUIAGEM PARA O SEU CONTRASTE?
10 MAKES PARA INSPIRAR SEU FDS :: PELE FRIA OU QUENTE

ESPECIAL NOIVAS :: O MELHOR VESTIDO DE NOIVA DO SEU TIPO FÍSICO

Consultoria de Imagem
22/05/2017

Dando sequência aos posts especiais para noivas, hoje vou falar sobre um tema muito importante, o tipo físico. Uma das primeiras pautas do blog foi justamente sobre como identificar o seu tipo de corpo. Isso porque essa identificação é necessária para acompanhar outros posts por aqui. No caso do vestido de noiva, acho que a modelagem consegue ser ainda mais relevante que a coloração. Separei algumas indicações que podem ajudar na orientação da busca do melhor modelito:

  vestido de noiva

• Corpo Triângulo: Este é o corpo mais comum aqui no Brasil. Nós costumamos ter o limite do quadril maior que o dos ombros. Para quem tem esse traço, o mais importante é corrigir esta desproporção aumentando visualmente os ombros estreitos ou diminuindo o quadril.

Para a parte de cima, os melhores decotes são os horizontais, como o “ombro a ombro“, ciganinhacanoa, ou opções com detalhes nos ombros como mangas amplas ou bordados robustos. Para a saia, minha recomendação é usar saias que caiam retas sobre o quadril ou, para quem quiser algo mais sensual, preferir os modelos justos que comecem a abrir logo no começo das coxas, para evitar o efeito funil. Você pode usar um recurso ou ambos, dependendo da sua preferência e grau de compensação na silhueta.

vestido de noiva 

Corpo Triângulo Invertido: É a desproporção inversa do corpo anterior. Quem tem essas características costuma ter ombro sobrando e/ou quadril de menos no equilíbrio da silhueta. A solução é reduzir em cima e aumentar embaixo. 

Nos decotes a melhor opção de vestido de noiva são aqueles que criam linhas diagonais na direção do pescoço, como o halter, o frente única e o nadador. Apenas cuidado com decotes fechados para quem tem seios grandes (dentre as mulheres de triângulo invertido, uma parte é mais atlética e a outra costuma ter bastante peito). Existem maneiras de conciliar ambos. Já na parte de baixo o melhor é usar saias em “A” ou até bolo de noiva. O importante é criar volume.

Corpo Retângulo: as pessoas deste perfil costumam não ter muita cintura. Isso não significa que estão acima do peso. Aliás, muitas vezes são pessoas que malham bastante. Nesse caso, o importante é que o vestido de noiva crie uma ilusão de cintura, mesmo que ela quase não esteja lá. 

Uma solução interessante é usar recursos que aumentem tanto quadril quanto ombros, já que isso faria a cintura parecer menor que ambos. Nesse caso vale roubar os decotes recomendados para o perfil “triângulo” e as saias do “triângulo invertido“. Outro recurso que eu aprecio muito é o drapeado (que tem um post só sobre ele), que cria uma ilusão de diminuir a região. Outro ás na manga é o peplum que faz um volume que funciona como contraponto, fazendo a cintura parecer menor também. 

Corpo Oval: Essa silhueta tem uma demanda bastante similar à da mulher retangular, porque também precisa criar uma cintura onde falta. A diferença é que neste caso a cintura ultrapassa a linha entre o ombro e o quadril. Habitualmente é porque a pessoa está acima do peso (mas isso não é algo exclusivo deste perfil, afinal cada um engorda de um jeito).

A melhor solução nesses casos é fazer o mesmo que sugeri acima… Um pouquinho de volume nos ombros e no quadril podem ajudar a equilibrar a silhueta (Adele faz sempre – Beyoncé também, mas é por outro motivo, rs). Outro item que recomendo é o decote em “V”, que sempre ajuda a alongar ou mostrar o colo. O drapeado mais uma vez é um aliado maravilhoso. A Octavia Spencer, que é oval, sempre abusa de drapeado e fica um espetáculo. É uma referência para mim. 

Corpo Ampulheta: Esta é a silhueta mais proporcional e por isso não precisa fazer nenhuma compensação na modelagem. A cintura é desenhada e ombros e quadris são alinhados. Neste caso, o que eu faria é aproveitar que há este equilíbrio para valorizar este traço. Usaria um vestido de noiva com a cintura marcada e até desenhando o corpo. Mesmo o modelo em coluna funciona muito bem para a mulher ampulheta.

Não é que eu amo todos esses vestidos, mas eles servem apenas para ilustrar as soluções que funcionam melhor para cada tipo de corpo. Vale também lembrar que essas definições falam mais do desenho do corpo de forma genérica. Cada uma ainda deve considerar suas particularidades como, por exemplo, seios grandes, um bumbum avantajado ou um braço gordinho (todo mundo acha que tem, mas a maioria é neura, rs). Não que essas coisas sejam ruins, mas são elementos que podem ser favorecidos ou prejudicados dependendo de detalhes na modelagem.

Quem quiser saber mais sobre como estar certeira no dia do sim pode se interessar pelo novo pacote em edição limitada, o Manual da Noiva! Mais informações na aba de Portfólio e Serviços ou através do gabi@gabrielaganem.com.

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

“VERMELHO ME CAI BEM”
TRUQUE :: TRANSPARÊNCIA E COLORAÇÃO
ESPECIAL NOIVAS :: PENTEADO DE NOIVA E FORMATO DE ROSTO
ESPECIAL NOIVAS :: QUIZ – QUAL SEU ESTILISTA DE NOIVA IDEAL?