22/11/2016

Se existe algo na televisão hoje que é um guilty pleasure (prazer culposo?) para mim, este é Botched, do canal E!. Neste programa meio esquisito, dois cirurgiões plásticos assumem casos mal-sucedidos de plásticas e tentam repará-las. É bizarro e fascinante ao mesmo tempo. E a cada vez que começo a notar uma febre de cirurgias desnecessárias, me lembro deste programa… 

Eu não sou contra plásticas, pelo contrário. Acredito que ajuda muita gente e não descarto a possibilidade de eu mesma fazer uns reparos no futuro, rs. Apenas me pego observando a quantidade de meninas e mulheres que recorreram ao bisturi para remover justamente o que as tornam únicas. Nessas horas, lembro de pessoas que fizeram o caminho inverso e transformaram seu traço diferente em sua marca registrada:

screen-shot-2016-11-22-at-3-48-07-pm

Boa parte das mulheres teriam recorrido ao cirurgião se tivessem nascido com o nariz de Mariana Weickert. Ainda mais aspirando a uma carreira de modelo. Mas que bom que ela teve a astúcia de conservar este traço tão marcante. Não seria a mesma sem ele…

barbra streisand nariz traço diferente

Um caso semelhante e ainda mais icônico é o de Barbra Streisand. Ela explorou tão bem este traço da sua beleza que hoje existem mais fotos dela de perfil do que de frente no Pinterest, rs. E dá para imaginar esta foto sem o seu nariz marcante? Barbra serve até de inspiração para as novas gerações. Pergunte à Lea Michele

juliana-paes

Juliana Paes é um divisor de opiniões. Muita gente a acha estranha e muita gente a acha linda. Eu sou do time que a considera deslumbrante. E com um sorriso que derrete qualquer um. Seus olhos saltados são sempre alvo de discórdia, mas foram justamente eles que a levaram ao papel que a lançou ao estrelato em Caminho das Índias. Os olhos grandes, a maçã do rosto desenhada, o sorrisão… Tudo é muito harmônico e funciona!

khoudia-diop-melanina

Não sei se vocês já ouviram falar na “deusa da melanina”, Khoudia Diop. Quando a vi pela primeira vez, não conseguia parar de olhar. Sua pele super escura (pigmentada por um excesso de melanina no corpo) é algo hipnótico, lindo e que nunca vi igual. Não demorou muito para assinar contrato e já está trabalhando como modelo.

cindy crawford traço diferente

Sei que é covardia usar Cindy Crawford neste post, mas ela foi importante para mim. Não sei se já notaram, mas eu tenho uma pinta também. Quando era criança, não era muito fã dela… Nenhuma das minhas amigas tinha algo assim e em certas fases da vida você quer ser igual a suas amigas (tínhamos até a mesma mochila). Passou rápido para mim, até porque seria impossível em diversos aspectos, rs. Foi numa dessas etapas que a Cindy Crawford apareceu na minha vida, esculpida à perfeição em algum comercial global que chegou ao Brasil. Não lembro qual era o produto, mas eu sou grata a esta marca, porque foi a partir daí que passei a gostar da minha pinta. Obrigada Cindy!

malu mader traço diferente

Outra moça que me ajudou sem saber foi Malu Mader. Sempre tive sobrancelhas em abundância e ela foi meu modelo em alguma fase da vida. A verdade é que meu pai sempre dizia “nunca tire sua sobrancelha, pense na Malu Mader”. Hoje estou satisfeita num meio-termo, mas sempre vou achar suas taturanas belíssimas.

grace jones traço diferente

Grace Jones reinventou a androginia e se tornou um ícone de uma década. Ela ressaltava ainda mais seus traços fortes com elementos masculinos. Seu visual diferente ajudou a alavancar uma carreira na moda, na música e no cinema. Nada mau, né?

vanessa paradis traço diferente

Vanessa Paradis tem, possivelmente, os dentes da frente mais separados do showbizz. Quase cabe outro dente ali no meio. Vai dizer que não é linda? Vanessa é um ícone da França e chegou até a fisgar Johnny Depp no seu auge (antes de ele morrer para mim, rs). Isso mostra que com a atitude certa, você não precisa mudar nada. 

Uma observação: eu sei que a indústria da moda e modelos na maioria das vezes impõe padrões de beleza muito rígidos e intangíveis. Ao mesmo tempo, penso em como esse mesmo mercado acomodou e promoveu traços considerados exóticos. Pense Lindsay Wixson e sua boca de coração, Winnie Harlow e as marcas do vitiligo, a própria Khoudia Diop e sua pele de ébano, dentre tantas outras. A moda pode ser cruel, mas também abriu espaço em outras frentes, de certa forma. Essa parte eu acho bacana. Hoje noto que considero mais mulheres bonitas do que a média. Certamente é por conta desta influência…

Dito isso, acho que cada uma sabe o que é melhor para si. Com plástica ou não, o importante é saber que há opções, que existem exemplos de sucesso para todos os casos. Até porque, nem todo traço diferente pode ser modificado no bisturi, né? E essas são apenas algumas dentre muitas outras mulheres que se encaixam nesta categoria… Lembram de mais alguma?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

  1. Samira

    24 nov 2016 às 17h13

    tem a Sabrina com a verruga no meio da testa e continua lindaa,

    Responder
  2. Rebecca

    25 nov 2016 às 0h57

    Embora a voz dela seja maravilhosa, A dele não se curvou aos padrões de beleza mundiais. Arrasou na música e em publicidades. No Brasil, temos as queridas Ju Romano, Carla Lemos (modices) que com a sua beleza única já foram até capa de revista!

    Responder
  3. Talyta

    26 nov 2016 às 2h49

    Olá Gabi! Coincidência eu ler esse post nesse momento, essa semana mesmo desmarquei minha cirurgia de bichectomia. Desmarquei pois ficava na dúvida se fazia ou não fazia, na dúvida não fiz! E agora percebo que eu tinha a dúvida justamente por ser uma cirurgia desnecessária…Na realidade, depois que decidi realmente não fazer estou me sentindo bem confiante com relação ao formato do meu rosto, fez até bem para minha auto estima – e para meu bolso – rsrsrs. Acredito que a maneira da qual temos acesso a informação continuamente das celebridades e pessoas que são referência em beleza, nós acabamos crescendo o olho para adquirir tais padrões a qualquer custo mesmo os desnecessários. Esse seu post está de parabéns, mostra que devemos rever os conceitos de referencia de beleza e ter mais aceitação e auto estima, justamente como me sinto hoje!

    Responder
  4. Tatianna

    10 jan 2017 às 20h39

    O comercial que você cita da Cindy foi da Azaleia (marca de calçados). Também fiquei fissurada por ela desde então. rsrsrsrs

    Responder