O EFEITO PÉ DE PORCO

Consultoria de Imagem
16/01/2018

Sempre fiquei dividida se deveria falar sobre isso aqui… Minha ideia é sempre apresentar soluções e não despertar neuroses desnecessárias. Lembrei depois que já ajudei algumas pessoas assim e, por isso, acabei decidindo publicar. Vai que ajuda alguém? E vai que a Britney lê meu post? Rs. O efeito “pé de porco” é o que eu chamo quando o parece pequeno demais em relação ao tamanho das pernas. Eu sei que o nome pode não soar muito simpático. Mas pense em um pé de um porco e a analogia se torna evidente:

   

Leitão-córnio fofinho para ninguém ficar frustrada ou brava comigo, rs.

Criativo e auto-explicativo, né? Mas não fui eu que inventei não. A expressão veio das icônicas Trinny & Susannah do Esquadrão da Moda original, britânico. Assisti a todos no finado canal People & Arts. Amava e trago várias coisas que aprendi com elas naquela época para a minha vida e trabalho até hoje. Mas voltando ao “pé de porco”, quem inventou foram elas. E depois que eu vi do que estavam falando, não deu mais para desver.

Mas por que eu estou trazendo isso para cá? Porque não é necessariamente a pessoa com a maior coxa e o menor pé que podem passar esta impressão de desproporção. Nossa escolha de calçado interfere também na proporção. Eu sou toda “ão”. Pezão, bração, barrigão, peitão… A coxa não seria muito diferente. Mesmo com muita dieta (o que não pretendo fazer), sempre serei “ão”. Mas mesmo eu que tenho pé enorme me sinto com pé de porco às vezes. O que cria esta sensação é o desequilíbrio na proporção que alguns sapatos e roupas podem criar ou agravar.

Não fica muito favorável e ainda acabou sem tornozelo

Britney Spears é uma que vive caindo na armadilha. Neide é saradíssima! Tem belos pernões sarados… E parece deve calçar uns 34. Eu imagino que na verdade ela deva calçar uns 37, mas não é o que parece. Isso porque ela usa saltos vertiginosos com frequência. E às vezes com peep-toe, o que eu acredito que remete ainda mais ao tal pé de porco. Isso sem contar seus vestido adesivos e curtos, que evidenciam ainda mais as dimensões.

Peep-toe: tenho medo da semelhança

Então se você se sente estranha nessa região inferior com alguns sapatos, já sabe que pode ser por algo como o que acontece com a Britney. Minha recomendação, caso você tenha este incômodo é evitar modelos com saltos muito altos, peep-toe (aquele com dois dedinhos aparentes) ou sapatos muito contrastantes com a perna ou calça. Vale mais uma meia-pata bem alta do que ficar com uma ponta de bailarina. Com um salto mais baixo e um sapato nude, por exemplo, fica menos destoante.

Bem melhor, com tornozelo (sem a pose também, rs)

Sapatos de bico fino ou abertos podem ajudar sim, só depende ainda do salto não ser tão alto. É nessas horas que eu acho que a meia-pata pode ajudar também, criando um volume na parte frontal dos pés. Não funciona sempre, mas pode ser um trunfo. Outra observação importante é a escolha da roupa. Se juntar o salto altíssimo a uma roupa muito justa ou curta, o efeito é inevitável para a maioria de nós. Por isso, recomendo usar um de cada vez….

Não sei se afinal é uma coisa boa eu compartilhar isso. Já temos muitas neuroses com nosso corpo. Espero que vocês recebam como uma ajuda e não um incentivo à paranóia. No país do pernão sarado, achei que valia dividir a estratégia! Ao menos existe esta vantagem em ter um pé grande como o meu, rs. Conseguem ver a desproporção ou é loucura?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

VOCÊ NÃO TEM O QUADRIL GRANDE
CARA DE CARO :: ESCOLHENDO UM SAPATO
SOBRE A RELAÇÃO CORPO X ROUPA
DE QUANTOS SAPATOS VOCÊ PRECISA?
  1. Talyta Em 16/01/2018

    Nunca tinha ouvido falar nessa expressão, mas fez todo sentido! Antes mesmo de chegar ao fim do post eu já estava palpitando na foto da Britney para tentar reverter o quadro de pé de porco kkkk, e eu estava certa, suas dicas coincidiram com minhas idéias. Acho que não é paranoia.. é bom saber cada vez mais técnicas afim de valorizar nosso corpo como ele é usando um look inteligente!


    Responder

  2. Aline Em 16/01/2018

    Não conhecia a expressão e caí na risada, porque realmente parece um pé de porco. (Observação: Não foi uma risada de bullying, foi uma risada de “como eu nunca reparei nisso antes?” E nada contra porcos! Eu amo porquinhos!)

    Interessante o post! Não acho que vá estimular neuroses corporais, porque o problema não está propriamente no pé da pessoa, e sim na combinação entre roupa e sapato.


    Responder

  3. Juliana Em 17/01/2018

    Sempre olhava fotos disso ou usava algo assim, achava estranho mas não sabia o que era. Faz todo o sentido! Gabi, tô amando os posts todo dia, super legal e bem interessante (:


    Responder

  4. Bianca Beatrice Em 17/01/2018

    Nossa, sempre tive pavor disso! Não sabia o “nome técnico” rsrsss mas sempre q isso acontecia com um look meu, corria para trocar de sapato.
    Acho q é semelhante ao efeito casquinha de sorvete que as calças skinny causam em pessoas de bundão, como eu.

    Estou adorando os posts diários, Gabi! Sentirei falta qnd janeiro acabar rs


    Responder

    • Aline Em 17/01/2018

      Bianca, adorei o nome “efeito casquinha de sorvete”! Hahahaha
      Isso sempre acontece comigo (sou mulher com bundão também!) quando uso skinny, mas nunca tinha pensado nesse termo!

      Gabi, fala sobre o “efeito casquinhas de sorvete”, por favor. Dá dicas de como usar skinny quando se tem um bundão kardashian!

      Mas, assim, gostaria de dicas sobre como valorizar a “poupança” sem ficar vulgar.
      Não gosto daquelas dicas clássicas de usar calças retas ou flare pra equilibrar/esconder.

      Afinal, eu gosto do meu popozão e não pretendo escondê-lo. Só não quero parecer vulgar e você sabe, para uma mulher “ão” (peitão, bundão, corpão violão) a linha é muito tênue do sexy para o vulgar…

      Acho que não devo ser a única brasileira popozuda com essa dúvida…


      Responder

  5. Railine Em 17/01/2018

    Legal isso. Sempre tive essa impressão mas chamava de pé de bode kkkkkk.
    To adorando os vários posts!
    Bjs


    Responder

  6. Taynara Em 17/01/2018

    Bom, acho meu pé muito grande pro meu tamanho… acho q vou usar as dicas ao contrário.. meu sonho um pezinho de porco kkk


    Responder

  7. Gisele Pavellegini Em 17/01/2018

    Amei esse post. Nem sabia que isso existia mas adorei ficar sabendo! Acho que a dica vale muito a pena! Bjs


    Responder

  8. Milena Em 18/01/2018

    Não quero que janeiro acabe…tô amando seus posts diários, Gabi!
    Saudades Trinny e Susannah kkkkk Também aprendi muitas dicas com elas e esse “pé de porco” sempre me incomodou também…
    Vi as meninas falando de “efeito casquinha de sorvete”, mas eu chamo “efeito coxinha” =P
    Não sei se você já falou sobre calça skinny (que eu tenho, mas detesto), mas gostaria de dicas de lojas pra achar calças retas…
    Eu não suporto skinny, mas sofro muito pra achar o combo calça reta + cintura média + bom preço + boa modelagem
    Beijos, seu blog é o meu favorito! <3


    Responder

  9. Nicole Em 18/01/2018

    Sim, concordo com a colega acima sobre janeiro melhor mês com esses posts diários!
    A propósito, como acho que nosso corpo deve ser bem parecido de tamanho, caso queira se livrar de algumas peças do seu armário manda aqui pra mim em SC! rsrsrs


    Responder

  10. Tamara Em 18/01/2018

    Existe uma tendência inversa: os pés de Abaporu.
    Andei notando que as blogueiras/influenciadoras adotaram uma nova pose que deixa os pés enormes. Acho que é o ângulo da foto (tirada de baixo para cima).
    Vi muitas usando essa pose nos últimos tempos e sempre lembro do Abaporu 😀


    Responder

  11. Heloisa Carvalho Em 19/02/2018

    Mas gente, achei uma graça o nome desse “efeito”, rsrs. É uma coisa que eu nunca reparei e nem tentei mudar em mim, tenho pé bem pequeno, gordinho, tornozelo grosso e isso nunca me incomodou. Não uso peep toe, por exemplo, porque acho super desconfortável e só.


    Responder

  12. Pingback: COMO O CONTRASTE DA DUA LIPA FUNCIONOU COM ROSINHA?

  13. Alice Em 28/03/2018

    Sempre achei “feio” pés muito pequeninos, principalmente em pessoas maiores. Agora vc me explicou tudo, Gabi kkkk.


    Responder