OS 9 MELHORES LOOKS DO BAFTA

Estilo
19/02/2018

Ai eu amo esse começo de ano com tapete vermelho quase todo fim de semana! Desta vez a premiação foi do outro lado do oceano, na Grã-Bretanha, com o Bafta 2018. Novamente, todas (ou quase) foram de preto em protesto aos assédios sexuais e à desigualdade de gênero na indústria. Essa parte é ruim para comentar coloração, mas a gente perdoa porque a causa é muito mais nobre do que qualquer análise cromática, claro. Vamos aos meus favoritos e já aviso que teve muita coisa boa nessa edição:

Começando por Saoirse Ronan. Estou amando a temporada dela no tapete vermelho. Ela podia ser candidata a prêmio todo ano, inclusive Grammy! Em 2016 ela vestiu meu look favorito do Oscar. Hoje, ela foi ainda de preto, com o meu look favorito do Bafta 2018. É um Chanel um tanto exótico (a maioria hoje em dia é, né?). Apesar da excentricidade, eu amei esse look que mistura plumas, transparência e outras coisas não-identificadas. Vestiu muito bem! Ela é bem longilínea, então segura fácil estas segmentações da silhueta. Numa pessoa mais “compacta” eu já não recomendo. Muito embora a monocromia ajude a manter tudo mais proporcional. Claro que se não fosse preto seria bem melhor para ela… Já até fiz um toscoshop no Instagram, só para meu próprio entretenimento:

 

A post shared by Gabriela Ganem (@gabriela.ganem) on

Mas força no Time’s Up Saoirse! Continue assim!

Angelina Jolie, na minha humilde percepção, é uma das celebridades que carrega melhor o preto. Claro que o contraste ajuda bastante… Mas Talvez ela tenha um pezinho nas cartelas de inverno. Não sei. Mas eu sei que eu gosto. Ainda assim, senti falta de um batonzinho. Dito isso, achei a modelagem linda e vestiu na medida. Ontem ela apareceu com um Elie Saab que a engoliu (será que está mais magra que as modelos?). Adivinhem de onde é essa beleza? Ralph & Russo, claro.

 

Anya Taylor Joy, eu mal sei quem você é, mas poucas vezes vi alguém tão bem nesse perfil da Dolce & Gabbana – que já é um tanto batido, inclusive. A beleza dela combina muito com essa coisa de realeza gótica. Se eu fosse mexer em alguma coisa, teria feito o traço do delineador mais para dentro, porque ela tem os olhos um pouquinho separados. Por conta disso, o delineador de gatinho precisa de uma pequena compensação. Tirando isso, ostentou no Bafta uma figura indefectível. E essa cor de cabelo é minha nova obsessão. Que colosso! Vai ter gente ganhando ela no Manual da consultoria…

Emma Roberts fez uma escolha interessante. É um Schiaparelli que mexe um bocado com as proporções mas que no fim saiu harmonioso. A fenda ajuda a atenuar o comprimento ingrato (para ser grato, eu subiria uns 5 dedos). Além disso, a ombreira surrealista rendeu alguns centímetros ali. Gostei! Um híbrido de conceitual e clássico.

Quase que Jennifer Lawrence não entra na minha lista. Mas seu Dior é algo tão bem cortado que eu não poderia ignorar. Olha que modelagem! E este tecido passado pessoalmente pelo espírito de Black&Decker? Na verdade o que me incomodou mesmo é o cabelo boi-lambeu. E talvez eu não tivesse feito essa manga em branco. Nude eu teria preferido. Mas se tivesse rolado um rabo-de-cavalo qualquer, eu já me dava por satisfeita. 

Lupita Nyong’o nunca é entediante. Adorei a modelagem do seu Elie Saab – que ficou surpreendentemente proporcional, apesar desta parte armada no quadril. Notem que ela está saradíssima e com uns deltóides mais saltados que o habitual (me ensina amiga!). Acho que toda a ginástica do Pantera Negra contribuiu nisso! Adorei.

Adorei Naomie Harris de Zuhair Murad! Na passarela esta túnica era um vestido com forro normal. Mas com a calça a coisa toda ficou muito mais interessante! Adorei a composição que saiu do óbvio e ainda ficou lindo! Vale para a gente repensar aqueles vestidos que ficam apertados no quadril, rs. [Eu sempre].

Salma Hayek tem um corpo difícil de vestir – apesar de ser um corpaço! Isso porque ela é mignon e tem bastante busto. Mas se você é como ela, eu tomaria este Gucci como referência. A cintura ficou super valorizada e a flor ainda criou um ponto focal no lugar certo. O que a gente nota primeiro é a cinturinha e a silhueta ampulheta. Esse ombro mais avantajado poderia ter deixado a silhueta um pouco triângulo invertido? Talvez. Mas sinto que as pedrarias traçando a linha do ombro ajudaram a equilibrar visualmente a proporção. E decote em “V” é o melhor dos mundos para ela – até para o rosto.

Se eu tiver direito a um segundo favorito no Bafta, acho que Gemma Arterton e seu Alberta Ferretti levam a faixa. Primeiramente, olha este contraste! Eu sei que não é justo se ela tem a vantagem na coloração, mas eu não consigo ser isenta, desculpa. O batom  então, foi a cereja no topo do sundae. Ela está uma escultura plissada e, por algum milagre ou tecnologia, a silhueta está perfeita. Amei! Uma diva moderna.

Acho que agora o próximo é o Oscar mesmo. Imagino que a onda preta vá seguir em frente – e tem todo meu apoio e admiração. Aliás, se você sentiu falta de Kate Middleton nesta lista, já sabe o que aconteceu… Se ela pode boicotar, eu posso retribuir, rs. E sei que tem todo um protocolo, e eu solidarizo, mas existem coisas que não é questão de politicagem, né? Enfim, melhore Buckingham. Qual é o favorito de vocês neste Bafta? Sentiram falta de mais alguém?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

LOOKS DO PRÊMIO GERAÇÃO GLAMOUR :: DESTAQUES
OS MELHORES LOOKS DO OSCAR 2018
COMO O CONTRASTE DA DUA LIPA FUNCIONOU COM ROSINHA?
JENNIFER LAWRENCE TENTOU ME MATAR
  1. Mírian Em 19/02/2018

    Realmente, lindas!
    Mas e o colar da Gemma Arterton, precisava mesmo?


    Responder