Há algum tempo eu escrevi aqui sobre o dilema de quem é alto contraste e tem um caso de amor com beges e seus similares. Na ocasião, algumas pessoas me perguntaram sobre o paradigma inverso: e quem tem um contraste mais baixo mas quer usar cores contrastantes? Hoje trago para você um exemplo prático que deu certo. Um oferecimento de Cara Delevingne:

Cara delevingne Contraste 

Ontem teve uma premiere de Valerian (vocês não têm noção de quantas vezes eu confundi com Valyrian… Ando muito Game of Thrones), o novo filme de Luc Besson estrelado pela própria. Aliás, ela tem usado umas produções bem interessantes! No evento de ontem, Cara Delevingne optou por um look bem elaborado da Burberry, um terno preto com bijoux exuberantes e brilhantes. 

Acontece que Cara anda com os cabelos platinados. Some isso à pele e olhos claros. Se não fosse a sobrancelha preta, Cara Delevingne seria bem baixo contraste. Desta forma, o preto do terno e o quase branco brilhante do colar destoam demais do seu contraste atual. Mas eis que cara fez uso de um recurso que eu costumo recomendar para as minhas clientes que não abrem mão de usar peças em cores marcantes: forjou um contraste mais alto

Cara delevingne Contraste

Como isso funciona? Ela foi muito esperta e usou diversos artifícios. Além da sua habitual sobrancelha marcada, foi escurecendo ou marcando os elementos acerca do seu rosto. Um olho preto, uma boca vermelha e até uma faixinha preta contrastando com o cabelo. Assim ela não só nivelou melhor o contraste, como criou vários pontos focais na face – onde interessa. Outro ponto interessante é que existe uma simetria no branco e preto do cabelo com o da roupa. Assim ficou tudo bastante equilibrado e certeiro, pelo menos no que diz respeito ao contraste (eu acredito que ela é de alguma estação opaca, sem preto, mas isso é para outro capítulo). 

Claro que esse é apenas um exemplo prático, mas já serve para dar umas idéias. Conforme mais opções forem surgindo, eu vou trazendo para cá! O que acharam?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

O inverno chegou e as temperaturas andam mais baixas nas últimas semanas… O que traz à tona itens que não costumam aparecer tanto nas outras estações: o cachecol e o lenço. Em algumas cidades mais frias (ou qualquer lugar para pessoas tão friorentas quanto eu) pode ser um item indispensável, rs. Mas isso me traz ao principal ponto da coloração pessoal, o nosso rosto.

     

Quando o assunto é Análise Cromática, os lenços e similares têm um acesso VIP à nossa coloração. Todas as estratégias são feitas em função do rosto e, no caso deste tipo de acessório, eles ocupam o camarote. Então é importante ser o mais seletiva possível na hora de escolher um [nem tão] inocente cachecol. Afinal, não tem nada mais perto do seu rosto, a menos que seja a sua maquiagem ou óculos, rs. 

Observe a diferença: o aumento no viço da pele e no brilho do olho com o lenço azul. 

Por outro lado, os lenços podem ajudar a compensar a cor de algumas roupas que não caem tão bem, já que o acessório cria uma espécie de escudo à margem do rosto. Então se você tem uma blusa de uma cor que não te favorece, o lenço pode dar uma ajuda. Não é determinante, mas pode dar uma amenizada em cores mais tóxicas. Outra função interessante é equilibrar o contraste da produção:

O lenço estampado ajuda a equilibrar o baixo contraste da blusa bege com uma pitada colorida.

Quem está familiarizado com a própria cartela de cores já sabe como proceder. Mas quem ainda não sabe, pode usar algumas dicas que eu já dei aqui, como se orientar pelo contraste ou repetir a cor do olho, por exemplo. Lembrando que em caso de estampa, vale a cor predominante da padronagem. O importante é não deixar de escolher com sabedoria!

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

Trago Quiz! Ai, eu adoro um quiz, faço todos… Vocês sabem. Não escondo este amor e adoro trazer uns desses para cá também. E como recentemente eu fiz um post bem simples e explicativo sobre cor quente e cor fria, resolvi que já posso testar os conhecimentos de vocês com elas. As perguntas estão super fáceis e quem leu o conteúdo anterior não vai ter dificuldade para achar o tom certo

Cor quente cor fria quiz consultoria de imagem gabriela ganem

Para quem não leu (recomendo) e está com preguiça agora, aqui vai um resumo bem sucinto: cor quente tem mais amarelo na composição, enquanto cor fria tem mais azul. Isso não é tudo, mas é tudo o que você vai precisar para este quiz, rs. Vamos ver como vocês se saem?

Eu disse que estava fácil! Esse quiz foi quase um presente, rs. Eu nem coloquei amarelo e azul. Mas a verdade é que ele só é óbvio depois que você assimila o conceito de cor quente e cor fria direitinho. Por outro lado, não é tão difícil de assimilar… Então se você não teve um bom resultado, basta reler aquele post da temperatura das cores e seu resultado vai mudar. Me contem os resultados de vocês!

Caso você não tenha entendido ainda muito bem para que serve aprender essas coisas, eu explico! A importância está em saber identificar a composição das coisas que você for comprar e vestir, para casar com a sua coloração pessoal. Se você é quente, cor quente te cai melhor. O mesmo vale para pele fria e cor fria. Se você não pôde ou não pretende fazer uma Análise Cromática e descobrir a sua cartela, ao menos você pode tentar se orientar por isso e ver se consegue perceber uma identificação. Já faz uma grande diferença na sua imagem! Sobretudo em relação a cabelo e maquiagem (na minha humilde opinião). 

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS