02/11/2017

Neste último fim de semana eu tive a oportunidade de palestrar para 80 mulheres, pacientes de câncer de mama. Foi minha maneira de celebrar o Outubro Rosa e de dividir um pouquinho dos truques de consultoria de imagem. O evento foi maravilhoso! Me diverti e aprendi muito, sobre várias coisas. Adorei! Para a ocasião, estreei um vestido que acabei de adquirir:

 Outubro Rosa Look palestra

Vestido: Renner | Blazer: Zara | Sandália: Pé de Anjo | Argola: Topshop

Meu vestido novo é da Renner! Mas não parece muito mais sofisticado do que fast-fashion? Pelo menos eu achei, rs. Uma amiga perguntou se era da Gig! Comprei para uma cliente e voltei para pegar para mim também. Não resisti. Ele tem o bom e velho atributo “Cara de Caro” que eu tanto bato na tecla. Vocês estão cansadas de saber que eu sou louca num tricô… E esse é lindo! Só tem um problema: não pode sequer respirar muito fundo que ele já puxa um fio. Mas eu dispensei as bijoux mais pontiagudas e estou me virando bem. Vale dizer que a modelagem é bem grande, eu comprei o tamanho M. Isso não acontece desde que a internet era discada.  

Bolsa: Manufact

Sem dúvida o tricô é um fator importante desta compra. Mas mais do que isso, a modelagem fala bem alto. Essa história de saia midi valorizar altas é algo que eu concordo, pelo menos para mim. Não quero nem vislumbrar um futuro onde isso não é mais produzido. Além disso, faz uma cintura ótima. Por isso, eu considero que foi uma bela compra. Eu costumo gostar de vestidos porque são confortáveis, práticos e versáteis. Bota com um salto e clutch, vira festa. Coloca com tênis e jaqueta, vira diurno, por exemplo. 

No caso da palestra, optei por um blazer mais sequinho e médio. Tenho usado mais maxi blazer mas, com um vestido já comprido, não ficaria tão bom. Escolhi um de cor próxima para manter uma certa homogeneidade na silhueta. Já o sapat0 eu escolhi porque é um que eu aguento o dia todo e ainda é cor da pele. Faz uma perna longilínea, mesmo com a sandália mais pesada. 

A pitada de cor ficou por conta do batom pink (Diabolo da Dior, estou apaixonada) e da minha fiel bolsinha verde – eu juro que tenho muitas outras, mas essa é muito perfeita e colorida. E amo que meu batom temático do Outubro Rosa casou direitinho com a fitinha que prendi no blazer! No dia seguinte repeti o vestido com batom vermelho e ficou ótimo também. Bem contrastado, como me cai bem!

Queria aproveitar e agradecer à Karina Colpaert e à Patricia Arraes pela honra de palestrar para essas guerreiras maravilhosas (a expressão é clichê, eu sei, mas é justa). É uma satisfação enorme, ainda mais em pleno Outubro Rosa!

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

16/10/2017

Recentemente estive no cinema para a première do filme “Kingsman 2” (que aliás é tão bom e debochado quanto o primeiro, adorei) e consegui convencer o namorido de registrar o look para publicar aqui. Tarefa difícil, porque ele detesta, comprensivamente. A luz não é das melhores, mas o evento era noturno. Então foi o melhor que deu para fazer na vida real, rs. Consegui um cantinho mais iluminado, mas ainda não era o ideal. Portanto, considerem uma boa margem de erro para essas fotos, ok?

 

Blazer: Zara | Blusa: Enjoy | Bolsa: Manufact | Colar: J.Crew

Saia: Gig | Sandália: Pé de Anjo

Comecei escolhendo a saia, já que ela seria o destaque da produção. É uma saia de tricô estampado da Gig. Já falei para vocês sobre o quanto eu amo tricô? Aliás, a collection da Gig para a C&A chega nesta semana e eu já estou me coçando. Já usei esta saia num look com blusa de seda pink, mas desta vez quis algo mais coordenado. Repeti o verde água da estampa na blusa e o marinho no blazer. A maioria das pessoas pararia por aí e colocaria uns acessórios pretos. Mas eu não curto muito colorido com preto. Por isso, preferi minha fiel escudeira bolsa verde – é a que eu mais uso. 

Como já falei outras vezes, sapato metalizado vale por dois! Isso porque ele combina com qualquer coisa e ainda valoriza as demais cores, ao invés de apagá-las. Botei mais um tiquinho de brilho no colar e no brinco, mas não muito. Só o suficiente para dar uma luz – lembrando que a minha cartela de cores da Análise Cromática inclui o brilho. 

Em matéria de silhueta, sempre dou preferência para os modelos um pouco abaixo do joelho ou midi. Fica muito mais proporcional ao meu corpo. Outro detalhe é o comprimento do blazer. Neste modelo de saia adesiva e estampada meu quadril fica um tanto em evidência, ali na altura do culote. Para amenizar, joguei este blazer longo (e devidamente acinturado) para esconder este detalhe. Mas é importante ressaltar que o blazer vai até abaixo do quadril. Se ficasse na linha do culote, criaria um ponto focal e destacaria ainda mais o que eu quero esconder. Então cuidado com isso, demais cadeirudas do Brasil, rs. Ps: outro detalhe da saia de tricô é que não precisa passar, amém. Muito prático!

Gostaram? Se ficar alguma dúvida na explicação, já sabem que é só comentar aqui embaixo que eu tentarei detalhar melhor, rs. Espero inspirar e ajudar alguém com estas explicações… Em breve mais um look aqui!

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

28/09/2017

Gig para C&A

A C&A é a rainha das parcerias, disso todo mundo sabe. Mas eu não estava esperando uma collection com uma marca que eu gosto tanto: a próxima edição é com Gig. Quem me acompanha há algum tempo (ou quem foi minha cliente) sabe que tricô é um calcanhar de Aquiles para mim. Eu amo tricô e poucas marcas o fazem como a marca mineira. Por isso, fiquei bem entusiasmada com essa novidade e achei que valia dividir. 

Gig para C&A Gig para C&A Gig para C&A Gig para C&A Gig para C&A

Plissados, grafismos, texturas, geometria, lurex e metalizados… Tudo parte da expertise de Gina Guerra, responsável pelo estilo da Gig. Eu adoro esses aprimoramentos do tricô, que deixam tudo muito mais sofisticado. Outra coisa que eu gosto é o equilíbrio entre o feminino e o moderno. Eu só tenho duas preocupações: as peças que eu mais amei não estão na minha cartela e imagino como isso vai vestir no meu corpo ondulado. Talvez por isso eu me atenha a blusas e saias, para tirar o melhor proveito da modelagem.

Gig para C&A Gig para C&A   

Tem muita coisa linda! Talvez esse lançamento seja mais prejudicial do que benéfico para mim, rs. Mas eu tenho duas peças da marca que eu gosto tanto que eu acredito que qualquer prejuízo será lucro, rs. Claro que só dá para saber se vale mesmo a pena ao vivo. Não esqueçam de ler a etiqueta de composição. Se for predominantemente acrílico, por exemplo, só vai dar para usar no inverno, porque é um tecido que esquenta (pelo que vi das blusas, não parece acrílico). E também para ver se há correspondência com o preço. Falando em preço…

Gig para C&A Gig para C&A Gig para C&A

Os valores não estão assim, de mão beijada, mas achei muito convidativo, sobretudo considerando o preço de uma peça da marca com valor cheio. As bijoux das fotos não estavam na pasta das peças que recebi por e-mail no release, mas eu espero que elas façam parte da coleção porque algumas são maravilhosas! Felizmente a parceria entre a Gig e a C&A só chega nas lojas no dia 17 de outubro. Assim tenho um tempo para pensar… No momento eu estou querendo peças demais, rs. O que acharam?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS