OS LOOKS DO GRAMMY 2018

Sem categoria
29/01/2018

Não vou mentir, fiquei bem frustrada com o tapete vermelho do Grammy 2018 (além de alguns prêmios, mas não vem ao caso, rs). Como acontece uma premiação da música com Rihanna e Beyoncé e nenhuma faz um pit-stop para fotos na entrada? Que furo. Lorde também não brotou para as fotos… Tampouco tivemos Taylor Swift, Selena Gomez ou Katy Perry. Enfim, ficamos desfalcados. Ainda assim, rolaram umas produções bem interessantes no red carpet que costuma ser o mais criativo de todas as premiações (mas hoje não):

Vou abrir logo com meu favorito da noite, para esquecer minhas lamúrias logo. Eu sei que é uma proposta inusitada, não me estranhem. Mas é o Grammy! Pretinho básico não cola ali, rs. Não é que eu ame esse terninho com vibe retrô, só adorei a maneira como o styling foi feito. Esse bustiê é a coisa mais linda! Além disso, junto ao scarpin da Barbie fez o contraponto perfeito ao perfil masculino do terninho. Amei!

Chrissy Teigen reluzente, não só pelo vestido Yanina Couture mas pela segunda gravidez. Adoro essa mulher! Não diria que prata é a cor perfeita para ela. Ainda assim, não tem como negar a beleza do modelito. Gosto que com tanto brilho o vestido tenha sido um curto. Acho mais cool e menos formal para uma premiação como essa. Adorei a escolha do cabelo, mais despojado e afastado do rosto. 

Lady Gaga gótica e glam ao mesmo tempo de Armani Privé. Notem que ela compensa o preto com transparência próxima ao rosto e também um olho preto para aumentar o contraste. Ótimos instintos ou uma boa consultora de imagem. Mesmo nesta foto um pouco distante, notamos o rosto dela tanto quanto a roupa. Ou seja, não ficou ofuscada por ela. Inteligente e dramático o suficiente para quem é Gaga. 

Lana Del Rey foi salva pelo adereço capilar, rs. Não amo essa cor para ela, não sei que sapato de bico quadrado dos anos 90 é esse… Mas olha as estrelinhas, que lindas! Adorei o modelo do Gucci também e seus bordados. Só essa cor que realmente a abateu um pouco. 

 

A post shared by Zac Posen (@zacposen) on

Você pode estar estranhando Miley Cyrus num look tão sóbrio. Mas eu acho que ela foi com o movimento Time’s Up. Talvez por isso Beyoncé tenha usado 3 looks pretos em duas noites. Pelo sim, pelo não, prefiro acreditar na minha teoria, que é mais feliz que a alternativa. Não é que eu adoro esse macacão Jean Paul Gaultier, mas ela brilhou de Zac Posen logo depois. Então ganhou a vaga na repescagem. Aliás, é o vestido de casamento da Michelle Alves, só que em vermelho.

Look divisor de opiniões, no mínimo este Alexandre Vauthier de Hailee Steinfeld. Mas eu digo que, se você vai usar uma bota roxa cromada até o joelho, que seja no Grammy! E o casamento com o vestido ficou perfeito. Aliás, este caiu como uma luva. E os bolsinhos só fizeram tudo melhor e mais charmoso. Notaram a make colorida? Isso provavelmente é pensado para as fotos de rosto. Sem isso, as fotos de close ficariam muito mornas. Vale pensar nisso para a gente também, né?

Rita Ora também foi de preto, mas numa versão mais glamurosa. Quase não incluí ela no post por causa do cabelo, que está bem esquisito. Só que ela está de Ralph & Russo. Já ganhou bônus por isso. Adorei a silhueta que dá um volume no quadril, mas também no busto e nos ombros, compensando a proporção – e ainda deixando a cintura bem definida. O detalhe bordado interno é um charme.

Ah! E as flores brancas são em solidariedade ao movimento anti-assédio. Muito legal! Eu não assisti a tudo da apresentação, cheguei meio tarde na TV. Ainda assim, queria destacar a apresentação da Ke$ha, com moças como Camilla Cabello e Cindy Lauper. Quem sabe dos maus bocados que ela passou vai se emocionar também. Além disso, adorei a performance da Sza, que precisarei pesquisar mais a respeito, rs. Algum favorito no Grammy para vocês: look e/ou performance?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

COMO O CONTRASTE DA DUA LIPA FUNCIONOU COM ROSINHA?
JENNIFER LAWRENCE TENTOU ME MATAR
OS 9 MELHORES LOOKS DO BAFTA
OS MELHORES LOOKS DO SAG AWARDS 2018

AS 3 BOLSAS DA MINHA VIDA

Estilo
27/01/2018

No começo do mês eu falei sobre como seria meu armário se eu só tivesse 3 sapatos (ou 4, ou 5…). Hoje me ocorreu que posso fazer o mesmo com bolsas. Não só três modelos de bolsa aleatórias mas aquelas dentre as minhas que eu não viveria sem hoje. Quais bolsas eu levaria para uma ilha deserta, supondo que esta tal ilha nem tão deserta tenha vida social? São elas:

Clutch tortoise :: Uma das melhores compras da minha vida. Essa clutch é vintage. Comprei na feira do Lavradio, no centro do Rio. Na época, a moda vintage era febre e eu fui lá com uma verba qualquer que gastei todinha, rs. Adquiri muitas coisas, umas legais e outras grandes furadas. Mas essa clutch é minha fiel escudeira. Uso para todos os casamentos, porque fica linda com tudo. Ainda levo para alguns jantares ou outras ocasiões mais alinhadas. E olha que eu tenho muitas clutches (foi uma fase meio compulsiva, minhas amigas agradecem e usufruem do acervo). Mas essa é aquela que eu quase nunca empresto. Meu xodó! Além disso, tem um espelho enorme dentro, rs. 

[Acabo de perceber que não sei onde está este vestido]

Bolsa tiracolo verde :: Se você já viu qualquer look meu por aqui, certamente já cruzou com a minha verdinha. Ela é da Manufact, feita com couro de peixe e tem aquele formato da Chanel que todo mundo faz. Cabe toda a minha vida: celular, bateria extra, carteira, chave, mil brincos perdidos no fundo, uns três batons que eu não lembrava onde estavam e uns sachês de sal da última vez que eu fui ao cinema. Comporta tudo! O que eu mais gosto nela é que sempre dá uma diferenciada nas produções. Uso mais que todas. Outro plus são as ferragens. A corrente é robusta. Faz estrondo quando coloco na mesa. Isso dá muita cara de cara para ela. 

Bolsa Speedy 40 :: Alguns diriam que o charme desta Louis Vuitton ficou na modinha de 2010. Pois eu digo que nunca tive bolsa tão leal. Ela aguenta todas as porradas (boto no chão, uso como mala…) e nem se abala. Comprei quando morei em Londres e arrisquei no tamanho. Essa é a 40, gigante em comparação às habituais, mas era essa que eu queria. O vendedor disse que era a primeira vez que ele endossava a grandona para uma mulher – que, no caso, é grandona por sua vez. Usei todo dia enquanto morei lá. Colocava garrafa, pashmina, luva, gorro, material da aula, guarda-chuva e mais coisas para umas três encarnações de Gabriela. Ela nunca reclamou ou deu sinal de cansaço. É minha malinha para viagens curtas. Muito generosa. Pode vir modinha e sair modinha, meu amor não muda. Sem contar que já, já é tendência de novo, rs.

Essas não são necessariamente as que eu mais uso, até porque tenho muito mais demanda para bolsa tiracolo do que para uma clutch, né? Mas se eu fosse viajar para um lugar desconhecido e só pudesse levar 3 bolsas, com certeza seriam essas. Muita gente vai estranhar o fato de não haver uma bolsa preta. Eu canso de dizer isso: ninguém precisa de bolsa preta. Você pode gostar e ter quantas você quiser (num limite saudável). No entanto, não existe esta obrigação. Não é sequer a cor mais versátil! E para quem duvida sobre o quão multifacetada pode ser uma bolsa verde, basta observar meus looks postados aqui. A verdinha e eu temos um relacionamento estável, rs. E vocês? Quais seriam as três bolsas da sua ilha deserta (não-deserta)?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

MIX DE ESTAMPAS CORRIDAS + ESTAMPAS LOCALIZADAS
COMBO CROMÁTICO :: AZUL E CÁQUI
O PODER TRANSFORMADOR DA TERCEIRA PEÇA + SAPATO
XODÓ :: CLUTCH DE PALHA

BLUSAS BÁSICAS DE SEDA DE ATÉ R$250,00

Estilo
27/01/2018

seda

Blusas de seda costumam ser meu uniforme, principalmente no verão (mas não exclusivamente no verão, rs). O problema é que esse material não é exatamente barato. Na verdade é bem caro se comparado aos genéricos. Mas a seda é algo muito mais sofisticado e fresco do que um genérico seu, o poliéster, por exemplo. Dependendo do seu trabalho, estilo pessoal e estilo de vida, é mais vantajoso ter uma boa blusa de seda do que duas de material sintético (numa loja barata, né?). Na última vez que falei sobre isso, me pediram indicações de lugares para comprar blusas do material. Por isso, resolvi fazer uma vitrine com algumas peças básicas:

É só clicar na peça para ir para a loja e comprar

O melhor é que nas duas montagens somadas, tem blusa para todo tipo de cartela e contraste. Então ninguém fica sem! Até porque, tem azul marinho, rs. Eu sei que 250,00 reais não é pouco dinheiro. Mas algumas destas custam menos de 200 reais, o que já passa a ser bem vantajoso, para um material como a seda. Eu às vezes costumo conseguir mais baratas em outlet. Já comprei por 94,00 até! Só exige disponibilidade para ir até lá e um bom tempo para garimpar. Já quem não puder fazer isso pode ficar com as lojas online mesmo. 

A própria Amaro, que é uma loja habitualmente bem acessível, só tinha uma blusa abaixo deste preço de corte que eu estipulei. As demais passavam dos trezentos reais. Isso é só para vocês verem como pode ser cara uma blusa destas. Mas se você acha que pode servir para você, tanto quanto serve para mim, vá em frente e aproveite! Muitas dessas estão com preço de liquidação

Sempre bom lembrar que não é algo fácil de cuidar também. O ideal e que se lave a seco ou à mão, pelo menos. E mesmo assim é importante ver as instruções de cuidado, porque nem toda seda pode ser lavada à seco. Outra coisa muito importante é observar a etiqueta de composição na hora da compra (aquilo que eu sempre falo). Muitas vezes as pessoas chamam de seda algo que seja uma crepe ou cetim – que não necessariamente é composta por seda. Mesmo que o vendedor chame de seda, leia a etiqueta interna. O que acham deste tipo de blusa? Vale o que custa?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

7 DICAS PARA PARAR DE COMPRAR ROUPA À TOA
VIRTINE :: 10 BLUSAS PARA O VERÃO QUE COBREM O BRAÇO
ONDE COMPRAR QUIMONO
CUIDADO COM A LIQUIDAÇÃO!