Volta e meia, com uma certa frequência, eu escuto alguém proferir “tenho pele quente porque minhas veias são verdes” ou “tenho pele fria porque minhas veias são azuis“. As pessoas falam com uma convicção cativante. E a cada vez eu tento explicar que isso não quer dizer nada…

Veja bem, meu tom de pele é frio e minhas veias são ora verdes, ora azuis e umas até meio lilás. Esse truque é um atalho que vejo ser muito usado para acertar no tom da base da maquiagem. Talvez seja mesmo útil em alguns casos, mas isso de forma nenhuma pode ser considerado um diagnóstico. Até porque… Onde ficam as pessoas de pele neutra em meio a isso? Por isso que eu desencorajo fortemente usar esse tipo de coisa como referência. 

Por enquanto, até onde eu sei, o único jeito de determinar a sua coloração pessoal é através de uma análise cromática presencial. Todo mundo que pergunta sobre análise cromática online já ouviu de mim que não acho viável. Se você não quer ou não pode fazer um diagnóstico ideal, existem alguns truques que você pode usar e que eu já citei aqui:

• Se orientar pelo contraste: qualquer um consegue determinar o nível de contraste de alguém. Inclusive o nosso próprio contraste.

• Repetir a cor do olho: Uma cor que sempre vai funcionar para você é a cor da sua íris. E funciona tanto para roupas quanto para o cabelo ou luzes.

• Azul marinho: Precisa estar bem e não sabe que cor usar? Porque não o azul marinho? É um clássico que combina com todas as cores.

Então, só para reforçar, pare de usar as veias como diagnóstico. Tem mais chances de acabar te confundindo do que te ajudando. E pior, você pode acabar comprando tudo errado. Mais vale seguir seus instintos do que suas veias. O que acham?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS