OS MEHORES LOOKS DO MET GALA 2018 SEGUNDO EU MESMA

Estilo
08/05/2018

Rolou nesta última noite um dos eventos mais badalados do ano para fashionistas e notórios, o Met Gala 2018. Este é o baile anual da revista Vogue no famoso museu em NY. Quem já assistiu a Diabo Veste Prada provavelmente sabe do que se trata… A ocasião é uma espécie de festa temática e, em 2018, o tema foi sobre criaturas celestes, uma referência ao catolicismo. Pessoalmente, adorei esta inspiração! Roupas religiosas são sempre inusitadas e rendem boas ideias para uma festa deste porte. Lembrando que, para quem não sabe, nesta festa tem um grande tapete vermelho (bege, né?) com looks bastante dramáticos. E existe coisa mais interessante na moda? rs.

Blake Lively costuma ser mesmo um centro das atenções no Met Gala e a expectativa é sempre enorme para ela. Ainda assim, nada poderia nos preparar para o que estava por vir… Nem os mais elaborados figurinos de época já tiveram algo tão espetacular quanto seu Atelier Versace. O que eu mais gosto é que, embora seja quase uma fantasia, os detalhes diferenciam para dar aquela abordagem fashion. Amei o caimento, a transparência na virilha cavada e o decote, devidamente equilibrados com bastante pano, rs. Sem contar que a cor é perfeita. Entrou para a história do evento. Parabéns Blake! Agora me empresta… E obrigada por não usar preto.

Zendaya é uma entidade fashion e não decepcionou nem um pouquinho. Aliás, diria que teve a melhor ideia para um evento com tema de “igreja católica”: Joana D’Arc. Que ícone! E que execução nesta roupa… Dá para ver a referência nitidamente (a peruca ajuda bastante também, embora esse ruivo com o prata tenha me dado um certo nervoso). Parabéns e Obrigada por existir.

Se esta não foi o melhor look da Kim num Met Gala, eu não sei qual foi. Algumas pessoas me mandaram mensagem falando que ela estava igual à Monica Belucci. Acho que não existem elogios muito melhores do que este. Eu adorei tudo e não mudaria nada! A maquiagem está um espetáculo, o cabelo está indefectível e o Versace vestiu como cinta modeladora. Aliás, falando em cabelo… Muitos apliques nesta festa. Acho que cabe com o tema e nem senti a rejeição habitual que costuma bater quando vejo um cabelo de um quilômetro.

Diane Kruger é outro ícone deste tapete vermelho e não ficou atrás desta vez. Acho que nem todo mundo vai apreciar mas eu adorei. Esta cor é sublime para ela e me lembra muito essa coisa celeste do tema. Adoro que ela sempre ousa e dá certo. Maravilhosa!

Eu não vou dizer que este amarelo é perfeito para Amanda Seyfried e também não vou dizer que não é. Dependendo da foto (e do flash na moça branquela) a coisa funcionava ou não. Mas eu vou não consegui não amar esse look para ela. Eu adorei o caimento, o contraste, o cabelo. Ela ficou jovial e feminina. Deu muito certo.

Bea Schaffer para quem não está familiarizada é ninguém menos que a filha do diabo, digo, Anna Wintour. Ela sempre tem uns looks maravilhosos e desta vez, apesar de não ter investido tanto no fator “fantasia”, acabou me ganhando com seu Valentino vermelho-valentino. Eu não sei o que é sobre este vestido mas eu fiquei hipnotizada. Acho que é o ombro caído com um laçarote. Ficou muito bonito. Sem contar que a cor está na mosca, pelo menos no contraste. Acho que este é o tom de vermelho perfeito. Katy Perry não foi tão reverenciada quanto Riri mas eu diria que a roupa está num patamar de igualdade. Eu amei e aprecio o investimento neste look de anjo, super ambicioso. Ainda sinto saudades de Katy morena, mas pelo menos a coloração ficou equilibrada. Arrasou!

Francisco poderia oferecer um co-papado para nosso ícone mais icônico vestida de Papa. Aliás, chegou no Met Gala num Papa-móvel e eu morri de rir (tem registro nos stories). E mais do que esta roupa impecável de uma tonelada de bordados criada por Galliano para a Margiela, Rihanna tem atitude que transcende a própria roupa. Não tem para ninguém. Falando em Galliano, eu sei que o que ele fez é imperdoável, mas eu senti saudades do seu talento, confesso.

Eu acho que este tapete vermelho do Met Gala foi um sucesso… 2018 vai dar trabalho para 2019! Eu diria que o tema ajudou muito e estava na hora da moda resgatar uma coisa mais barroca e menos minimalista. Pelo menos eu estou pronta e ansiosa. E também seria ótimo se esses adornos de cabeça se tornassem socialmente aceitáveis para o dia-a-dia. Cada um mais espetacular que o outro. Qual o favorito de vocês?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

CABELOS BRANCOS :: QUANDO É A HORA?
UMA BREVE ANÁLISE DO VESTIDO DE NOIVA DE MEGHAN MARKLE
ANÁLISE DOS LOOKS DA PREMIERE DE AVENGERS 3
A MULHER, O TRABALHO E A CONSULTORIA DE IMAGEM