LOOKS DO PRÊMIO GERAÇÃO GLAMOUR :: DESTAQUES

Estilo
05/04/2018

Eu tenho aproximadamente 40 minutos para elaborar este post, porque tenho uma cliente já, já. Mas eu não poderia deixar de comentar alguns looks do Prêmio Geração Glamour deste ano, celebração em que a Revista Glamour homenageia quem se destacou no último ano. O evento contou com alguns dos nomes mais relevantes da nossa cultura pop e looks dignos de resenha, rs:

 

A post shared by Gabriela Ganem (@gabriela.ganem) on

KCT!

Abrindo com a estrela do Prêmio Geração Glamour (pelo menos no quesito look), a porcelana do Brasil, Marina Ruy Barbosa. Marina merecia um prêmio à parte só pela quantidade de pautas de moda e beleza que ela rende. Há algum tempo eu torço, com direito a #Toscoshop, para ver Marina num look dourado. Na festa de ontem, ela não decepcionou! O look Colcci de paetês dourados caiu como uma luva (tarefa difícil para paetês) e ficou um colosso nela. Olha só como o rosto dela ficou valorizado com o dourado! E ainda como o cabelo e a maquiagem ficaram em harmonia – e preservando o contraste natural dela. Não mudaria nada. Pergunta que não quer calar: a Colcci vai ter vestidos de festa assim nas lojas? 

Thaila Ayala saiu diretamente de alguma passarela de Fashion Week para a premiação. Adoro quem se arrisca assim, ainda mais com cor. Não sei se este é o roxo dela, mas eu adorei que ela comprou o barulho da Pantone e encarou ao extremo o Ultra violet. Ainda assim tenho algumas ressalvas… Eu queria ter visto o . Acho que faltou pele exposta, sobretudo para um look monocromático. Se a meia fosse uma legging e deixasse os pés de fora ficaria menos claustrofóbico. Poderia ser um decote também ou talvez puxar a manga do blazer. Só sei que senti falta de pele e excesso de tecido. Outro item que eu mudaria: o cabelo. O look “boi lambeu” com estas fivelas super pesadas não ficou harmonioso. Dito isso, bato palma pela ousadia.

Grazi Massafera é a epítome da beleza mas não curti esse look Miu miu. Uma pena, porque eu adoro a marca. O comprimento ingrato já era desafiador… Mas acho que a morte definitiva foi a cor. Esse tom de branco/off-white com bordados também brancos ficou bem esquisito nela. Pelo menos rolou um batonzão para salvar o rosto. Dito isso, achei super elegante – mas eu diria que o vestido está grande nela. 

Fernanda Paes Leme foi bem cool e colorida. Para isso eu bato palma. Apesar de eu achar ligeiramente faux pas ir estampada com capas de Vogue num prêmio da Glamour… Mas talvez eu esteja vendo problema onde não tem, até porque são revistas irmãs. Deixo a inquietação para vocês, rs. Acho que este colorido teria caído melhor nela com o seu cabelo original, ao invés deste loiro cruel. Aí sim teria ficado bacana! As cores ficaram muito fortes para ela.

Pathy de Jesus foi naquela fórmula talvez manjada de transparência mas eu gostei. Acho que tem uma coisa de clássico que, misturado com o sexy, faz um equilíbrio. E eu não sei se ela tem preto na cartela, mas o contraste ficou ótimo! E a transparência sempre ajuda nisso…

Eu amei Camila Queiroz de verde. Na verdade, acho que o verde nem era esse, porque está com filtro forte esta foto. Ainda assim, que colosso! E aqui tem a mesma premissa do look da Pathy de Jesus: sexy x clássico – e talvez até um romântico com a fluidez e os laços. Amei! O look é da Amissima, uma das patrocinadoras do evento. Não ficou lindo?

O dresscode do Prêmio Geração Glamour é bem eclético, como vocês podem ver… Mas acho que quando envolve moda ou música, isso acaba acontecendo mesmo. Eu estive na festa há alguns anos, numa vida passada praticamente, e nessa de não saber o que esperar dos trajes, fiz uma mistureba que eu acabei amando:

A saia é da Martu, era produção, e me arrependo de não tê-la comprado até hoje. Era divinal! Bem a minha cara e xadrez. Misturei com uma camiseta de seda branca e um monte de bijoux. É uma abordagem bem criativa, mas acho que é uma ótima saída para não ficar arrumada demais ou de menos. Fecha parêntese, rs. O que acharam dos looks do evento?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

OS MELHORES LOOKS DO OSCAR 2018
COMO O CONTRASTE DA DUA LIPA FUNCIONOU COM ROSINHA?
JENNIFER LAWRENCE TENTOU ME MATAR
OS 9 MELHORES LOOKS DO BAFTA

MELHORES LOOKS DO CASAMENTO DE MARINA RUY BARBOSA

Consultoria de Imagem
08/10/2017

A menos que você estivesse sozinho em uma gruta sem wifi, você provavelmente ficou sabendo do casamento de Marina Ruy Barbosa. Eu digo que este é o matrimônio em que todos nós estávamos presentes, mesmo de longe, rs. Pelo menos foi para lá que o feed nos transportou. Pensei muito se deveria comentar os looks das convidadas. É muito mais fácil falar de personalidades gringas, porque eu tenho certeza de que nunca vão cruzar com o que eu escrevi. Já no Brasil, não é tão impossível. Por isso, escolhi apenas aquelas que eu achei muito certeiras, rs. Ainda assim, tem um bocado de análise técnica (com aquela pitadinha de opinião):

Paula Fernandes surpreendeu muita gente com esta escolha bem fluida e mais sóbria que seus looks habituais. O corte ficou muito bonito para ela. A capa ajudou a dar um destaque para os ombros e a equilibrar a proporção da saia no quadril. Achei delicado e harmonioso. Menção honrosa por melhor evolução.

Marcella Tranchesi de Elisa Lima metalizado e plissado. Bastante glamuroso e sem exageros. Achei o caimento perfeito, preservando uma silhueta ampulheta, valorizando a cintura. Não recomendo este tipo de decote estreito para quem tiver ombros pequenos, o que não parece ser o caso dela (ou a postura está boa, rs). Adorei o detalhe das pulseiras casadas.

Luciana Tranchesi foi uma das que mais gostei! O Badgley Mischka vermelho com laçarote é um charme e ainda tem drapeado na cintura – o melhor amigo da mulher. Gosto do combo brincão, anel e mais nada, sobretudo num tomara-que caia, que valoriza o colo. E claro, a melhor parte, a cor! O tom vivo complementou muito bem seu contraste alto

Didi Wagner certamente tinha o vestido mais original: um Givenchy vintage da era Alexander McQueen (colosso fashion). Tenho uma queda por franjas e estas ainda formam uma estampa. Muito lindo e diferente. Eu não sei se esta é a melhor cor para ela, mas o contraste está bem adequado. 

Vic Ceridono belíssima e elegante num vestido da Candy Brown (quem for ou estiver em São Paulo precisa conhecer este atelier, acho bárbaro). Se eu tivesse um casamento diurno amanhã, provavelmente escolheria um longo estampado. Fica super adequado e muito feminino. O modelo tinha tudo a ver com a ocasião e clima da festa… Sem contar que a modelagem ficou perfeita e as flores sob o rosto ajudaram a equilibrar o contraste do rosto. E a maquiagem está excelente para os meus padrões de casamento de dia.

Thássia Naves foi num Zuhair Murad azul bebê (que muito provavelmente não é da cartela dela, mas não fez feio) cheio de texturas. Eu diria até um pouco demais… Mas a monocromia dos tecidos e a falta de brilho deixou o look na medida. O vestido é super romântico e eu gostei como ela coordenou com um penteado displicente e atual, além da clutch moderninha. Observem como a modelagem deixou a silhueta longilínea e a cintura bem marcada. Deve ter um bom salto aí dentro!

MELHORES LOOKS CASAMENTO MARINA RUY BARBOSA

Julia Faria estava um deslumbre com um vestido da estilista mineira Hingrid Sathler (que não conhecia, mas agora quero). Bem Cinderella! Ouso dizer que esta cor ficou bem bonita nela e ainda deu uma realçada nos olhos – parecer ser nosso velho truque. Achei ótimo misturar o vestido de princesa com uma trança rebelde espinha de peixe. Equilibra os estilos!

Patricia Bonaldi foi quase unanimidade. Afinal, o vestido é uma obra-prima e vestiu como uma luva. Com bordados e plumas num casamento diurno, acho importante que ela tenha optado por uma silhueta sequinha e cores claras e sóbrias. Assim ficou bm harmonioso. O cabelo meio beach waves também contribuiu nesta compensação. 

MELHORES LOOKS CASAMENTO MARINA RUY BARBOSA MELHORES LOOKS CASAMENTO MARINA RUY BARBOSA

Agora, unânime mesmo foi Camila Coelho e eu devo me juntar ao coro popular. Esplêndida em seu Ralph & Russo de seda azulada. Ralph & Russo é maison que eu vestiria todos os dias se eu tivesse a fortuna de um sheik árabe. Até para ir à padaria. Acho o suprassumo da elegância e isso se reflete aqui. Amei os detalhes em tecido desfiadinho. Só tenho duas observações: a primeira é a pulseira, que achei um tanto pesada para ela que é mignon. A outra é que provavelmente este não é o azul da Camila. Dito isso, o decote profundo abaixo do rosto além da transparência e opacidade do tecido ajudaram a equilibrar (se fosse cetim, por exemplo, teria destoado muito). Apesar das ressalvas, Camila foi minha preferida absoluta – e este batom nasceu para ela. 

Claro que eu tentei pincelar um pouco de coloração nos comentários, mas tentei focar mais no contraste (já que sem a Análise Cromática, qualquer outra coisa é palpite). Obrigada a todas que me ajudaram via Instagram a chegar nas melhores do casamento. Queria também dizer que outras que gostei não entraram aqui por falta de boas fotos, como Sasha e Juliana Paes – esta sim, certeira na cartela. Espero não ter esquecido de ninguém! O que acharam?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

ANÁLISE DOS LOOKS DA PREMIERE DE AVENGERS 3
LOOKS DO PRÊMIO GERAÇÃO GLAMOUR :: DESTAQUES
A MULHER, O TRABALHO E A CONSULTORIA DE IMAGEM
KATE MIDDLETON E A CRISE DO VESTIDO

MARINA RUY BARBOSA FASHION WEEK

Consultoria de Imagem
03/10/2016

Eu não sei como se deu este encontro, Marina Ruy Barbosa e Paris Fashion Week. Só sei que foi um encontro muito fortuito. Sempre bom ver brasileiras fazendo bonito na moda, ainda melhor quando é lá fora. E que sucesso tem sido a passagem de Marina pela capital francesa… Por que ela resolveu desfilar seu fashionismo pelos eventos parisienses ainda não sei, só sei que está fabuloso:

marina-ruy-barbosa-paris-_1marina ruy barbosa

Amei esta produção da Gucci, que brinca com contrastes entre o elaborado e o básico. Um casaqueto desses, cheio de cores e texturas pede um contraponto. Por isso adorei a escolha do jeans skinny detonado e da camisa branca. Gostei da pontuação com vermelho nos acessórios também. Acho que poucas de nós terão acesso a esta jaqueta, mas podemos usar a estratégia com outras peças similares. 

marina-ruy-barbosa-paris-_2marina ruy barbosamarina-ruy-barbosa-paris-_3

Nunca vi Marina tão bela. Talvez seja em parte o talento do fotógrafo, Leo Faria, que sempre nos deixa com uma cara de Photoshop, mesmo sem o tratamento (como nessa minha foto de perfil que eu amo e não desapego, rs). Não preciso nem dizer que a produção é Valentino, né? Este comprimento no tornozelo costuma ser bem ingrato. O scarpin de salto nude foi uma solução esperta para esta questão. Eu demorei para notar que não era midi. Gosto que ela foi com um sapato mais sexy, para opor ao romântico da roupa.

marina-ruy-barbosa-paris-_6marina-ruy-barbosa-paris-_7

Mais um Valentino, desta vez de festa, em seu vermelho clássico. Achei perfeita a escolha do coque despojado e da bolsa Rockstud, com tachas, ambos complementando com harmonia o vestido rendado. O caimento é impecável, com a abertura da saia na medida certa… Ela parece até mais alta!

marina-ruy-barbosa-paris-_5marina-ruy-barbosa-paris-_12

Já este look é Dior. A princípio achei que era saia e blusa, mas pelo que ela escreveu é vestido – e Couture! Nada mau. Adorei a parte da camisa e acho que este tom de azul é o ideal para ela (a confirmar com uma análise cromática). Misturar textura e estampa é um recurso muito bacana. Gostei de detalhes como o colar extralongo e a manga desfeita com cadarço pendurado. Acho que traz um pequeno caos necessário, para tanta perfeição. 

marina-ruy-barbosa-paris-_9 marina-ruy-barbosa-paris-_10marina-ruy-barbosa-paris-_4

Que linda nesta última foto Marina Ruy Barbosa! O styling de alguns looks é do Lee Oliveira, incluindo este para o desfile do Elie Saab. Adorei este vestido, inusitado para o estilista, mais ainda cheio de texturas e dimensões. O rabo baixo ficou perfeito para a sensualidade da roupa. 

marina-ruy-barbosa-paris-_15marina-ruy-barbosa-paris-_16

Em uma outra festa, Marina foi de longuete shiny disco ball, Dolce & Gabbana. Usar decote fechado assim num tubinho é uma boa estratégia para alongar a silhueta. Reparem como ela ficou longilínea… O styling deste look é de Juliano e Zuel. Cabelo solto, excelente escolha para o vestido de brilho, numa ocasião mais casual.

marina-ruy-barbosa-paris-_11marina-ruy-barbosa-paris-_14  marina-ruy-barbosa-paris-_13

Tem ainda as produções mais “gente como a gente”, como os que ela usou em fittings (experimentar as roupas da semana de moda) ou até um look aeroporto. Isso não quer dizer que sejam totalmente tangíveis, já que apenas em artefatos de couro ali acumula-se o PIB de Bangladesh. Mas são inspirações mais vida real. Queria comentar que amo ruivas de roxo, acho uma mistura linda, principalmente em mulheres de olho verde! Quem tem cabelo com colorido, nasceu predisposta a vestir colorido, rs. Gostaram dos looks da Marina Ruy Barbosa em Paris?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

LOOKS DO PRÊMIO GERAÇÃO GLAMOUR :: DESTAQUES
JENNIFER LAWRENCE TENTOU ME MATAR
AS 3 BOLSAS DA MINHA VIDA
MIX DE ESTAMPAS CORRIDAS + ESTAMPAS LOCALIZADAS