COLOR WHEEL :: COMBINANDO CORES

Estilo
19/10/2018

Color-wheel-color-blocking-analise-cromatica

Todo mundo já deve ter notado o retorno feroz de uma tendência fortíssima de uns anos atrás: o Color Blocking. Para quem não lembra, esta é aquela tendência que mistura colorido com colorido num mesmo look, geralmente de cores bem saturadas. Eu não sei se vocês já me viram falar isso por aqui mas eu habitualmente só uso cor com cor mesmo. Essa história de tom saturado com preto ou jeans não é muito comigo não… Acho que as cores se valorizam muito mais mutuamente e que o preto nem é tão versátil assim. Por isso, acho ótimo ver essa tendência ressurgir com tanta intensidade. A verdade é que isso faz a gente romper com antigos tabus de cores. Isso sem contar que já estamos muito mais preparadas para mergulhar nessa história, agora que temos uma reedição em tão curto prazo. Dito isso, como faz para coordenar cores sem escorregar? Ou pelo menos como faz para sair do quadrado sem quebrar muito a cabeça? A dica que eu trago hoje é um aplicativo que tenho indicado para todas as minhas clientes: o Color Wheel

Color-wheel-color-blocking-analise-cromatica

Cores complementares

Tudo começou quando uma leitora me perguntou qual círculo cromático eu usava e eu sugeri que ela baixasse um aplicativo. Quando fui procurar, gostei tanto do Color Wheel que eu abandonei a imagem salva que eu sempre usava. Primeira coisa que eu gostei nele: tem magenta. O magenta é algo que a maioria de nós chamaria de rosa, rs. Apesar disso é a versão mais pura do pigmento vermelho. Em alguns círculos cromáticos o magenta não aparece ou é bem tímido. Eu não dispenso, até porque é uma das minhas cores favoritas (verde e rosa é meu combo favorito, lembram?). 

A segunda coisa que gostei nele: ele dá combinações complementares, complementares divididas e análogas com o toque de um dedo. Além disso, te dá as combinações nas versões mais diluídas, mais escuras e mais puras. Excepcional. Terceira e melhor coisa: o Color Wheel é totalmente gratuito. Você só paga para remover os anúncios, se quiser. 

Qual é a vantagem de ter isso na mão (ou no bolso)? Nunca mais você vai achar que uma cor viva só combina com uma cor neutra. E vai ficar muito fácil ter ideias… Basta girar e experimentar as opcões do círculo cromático. 

Color-wheel-color-blocking-analise-cromatica

Complementares divididas

Minha única recomendação é ficar atenta ao contraste (e à cartela, claro, se tiver feito sua análise cromática). Para pessoas de alto contraste, como eu, a melhor opção é usar cores complementares. Isso porque, tirando o branco x preto, o maior contraste que existe é entre duas cores complementares. Roxo com amarelo, laranja com azul, verde com magenta… Foi onde eu acho que deu errado para a Mariana Ximenes.

Já para contrastes médios, a melhor opção é usar as cores complementares divididas, que dilui um pouco o impacto. Já para quem é baixo contraste, as cores análogas são mais amigas.  

Color-wheel-color-blocking-analise-cromatica

Cores Análogas

Claro que isso tudo depende do tom, certo? Se eu, que sou alto contraste, quiser usar uma mistura análoga, basta eu usar em uma versão escura ou saturada que faça contraste com a minha pele. O mesmo vale para o inverso em uma pessoa de baixo contraste que pode usar versões suaves de cores complementares, como o pastel, acinzentados ou escuros, dependendo do tom de pele. 

Quem quiser baixar o Color Wheel, pode clicar na imagem que já encaminha direto para a app store. Eu não encontrei a versão dele para Android e acho que não existe ainda. Mas isso não quer dizer que não existam outros aplicativos similares para quem não usa iOS e talvez quem é usuária de Android talvez possa indicar uma alternativa melhor do que eu. De qualquer forma, o que vale é ter uma ferramentazinha dessa na mão para sair do quadrado e para otimizar o armário, né? O que acham?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

A COR DE SOMBRA PARA A SUA COR DE OLHO
A COR DO BATOM DA NIINA SECRETS PARA A MAC
CABELOS BRANCOS :: QUANDO É A HORA?
ONCINHA É NEUTRO?

PORQUE EU IMPLICO COM O TÊNIS BRANCO

Estilo
07/03/2018

Essa modinha nem está mais tão em voga assim… Mas a cada vez que eu me manifesto opositora ao tênis branco, eu recebo um monte de mensagens confusas com o motivo. A verdade é que eu nunca expliquei explicitamente. Por isso, resolvi fazer um post que ilustra da melhor forma possível porque eu não consigo ser adepta do tal calçado. Vou abrir com uma pergunta: Qual é a primeira coisa que você nota em cada imagem abaixo?

A minha resposta é sempre o tênis branco. Pode não ser o que mais me atraia na foto (nunca é) mas é o que chama a minha atenção na largada. Isso porque o branco é super vibrante e claro. Ao colocar um sapato nessa cor, acaba criando um ponto focal no pé. O que não é proibido mas, quando se trata de um tênis, raramente é algo sutil. Tênis são robustos, volumosos, pesados (desculpem se são todos meio sinônimos, rs) e não costumam favorecer tanto a silhueta. Quando é branco então, parece ainda maior, já que cor clara expande. Olha que diferença:

Eu não estou dizendo que é proibido usar tênis branco. Até porque cada um faz o que quiser, né? Quem sou eu, rs. Mas se você já achava estranho, talvez isso te dê uma explicação. Esse tipo de modelo corta a silhueta de forma violenta. Principalmente se o conjunto da obra for escuro. Ou seja, vale mais usar com looks claros ou pelo menos com calças claras:

Outra estratégia é criar um outro ponto focal mais destacado ainda. Mas não sei se existem muitas coisas que vão superar a luminosidade do tênis branco. Talvez um colar de LED? rs… Mas uma camisa branca pode ser um bom começo. O que não quer dizer que vá ficar melhor com outro sapato, mas já é um começo. Isso sem contar que branco não funciona para todo mundo, lembram?

Claro que o formato do calçado também influi bastante. O All Star é o que eu acho o mais razoável, porque é o modelo mais sequinho. Além disso, tem uns arremates que quebram um pouco a brancura. Mas mesmo este, se puder ser off-white, já é uma grande evolução. Agora, algum no naipe de tênis de ginástica eu não recomendo mesmo. O que acham deste tipo de tênis? Gostam? Conseguem ver o que eu vejo?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

COLOR WHEEL :: COMBINANDO CORES
TENDÊNCIA :: OS ÓCULOS PEQUENOS E VOCÊ
TENDÊNCIA DE INVERNO 2018 :: TARTAN
TENDÊNCIA :: A BOINA E VOCÊ

TENDÊNCIA :: OS ÓCULOS PEQUENOS E VOCÊ

Consultoria de Imagem
02/03/2018

Eu torci muito para que isso fosse só um boato quando ouvi da primeira vez, mas não era: os óculos pequenos são o modelo da vez. Não é que eu seja obrigada a usar agora mas sei que vai ser muito mais difícil do que já era encontrar modelos grandes, que fiquem grandes em mim. Como vocês sabem, são 1.80m de pura Gabriela, na altura e na largura, mais ou menos, rs. Eu já sei que dificilmente irei aderir. Mas e você? Como fica com a tendência dos óculos pequenos?

Quase um tapa-olheira…

Se Kanye West se deu ao trabalho de mandar um comunicado para a Kim Kardashian dizendo que ela só poderia usar óculos pequenos dali por diante (rindo de nervoso), era de se esperar que a coisa ganhasse força. E ganhou mesmo. Não tão graças à Kim, mas talvez, em parte, por conta de uma das suas irmãs mais novas e suas amigas. Kendall JennerBella Hadid (adepta level hard), Gigi Hadid… Essa galera não tirou os óculos pequenos do rosto. E depois que a Rihanna usou o danado no tapete vermelho, ele automaticamente deixou de ser tão feio. Rápido assim!

     

Referência?

Claro que é mais um resgate dos anos 90… Quem sabe até uma coisa meio Matrix esteja rolando. Cá entre nós, para mim é de longe um dos períodos fashion menos atraentes. Espero que passe rápido! Esse negócio de mom jeans e tênis branco não é para mim. O mesmo posso dizer dos mini óculos. Primeiramente, proteção UV ali é obsoleta, rs. Mas além disso, não veste nada bem! Se vocês notarem, a maioria delas usa o dito cujo mais para a ponta do nariz. Isso porque ele não funciona tão bem no rosto, a menos que seja um modelo mais largo. Observe o gif que eu fiz no Toscoshop:

Como sempre, o problema é a proporção. Se você usar óculos muito grandes num rosto pequeno, ele vai parecer ainda menor. Já para os óculos pequenos num rosto grande, o rosto parece ser muito maior. Essa desarmonia pode causar um bocado de estranhamento e até ressaltar formatos que já fogem do formato de rosto oval, que é o mais proporcional. Quem tem um nariz grande, por exemplo, e que gostaria de atenuar também corre o risco de destacar esse traço. [Lembrando que eu amo nariz grande]. Eu sou toda graúda, por isso minhas bijoux, óculos, bolsas e afins são todas relativamente maiores. Meu brinco “pequeno” é grande para muita gente, rs. Do contrário fica como um Doberman usando roupa de Chiuaua. Faz sentido?

Então se você tem traços delicados e é mignon, uns óculos pequenos podem ser ótimos. Se você é como eu, já não indico tanto. Ou se fizer questão, eu recomendo pegar um desses de super gatinho da Les Specs que a Gigi está usando, que é um pouco maior. Ou pelo menos algo nessas dimensões. E sim, prometo que vou fazer um post mais detalhado de óculos ainda. Até porque tem muito mais coisa para observar! O que acham dos óculos pequenos?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

COLOR WHEEL :: COMBINANDO CORES
PORQUE EU IMPLICO COM O TÊNIS BRANCO
TENDÊNCIA DE INVERNO 2018 :: TARTAN
TENDÊNCIA :: A BOINA E VOCÊ