02/03/2017

Babylights são a tendência de coloração mais popular do momento e parece que não vai a lugar algum por algum tempo. Eu acredito que parte do sucesso é graças à abordagem mais natural, que se encaixa perfeitamente com o perfil da brasileira, mais conservador quando o assunto é tintura. E quer algo mais natural do que o efeito do sol no seu cabelo de infância?

Eu acho o estilo bem charmoso e bonito! No entanto, não acredito que seja para todo mundo. Eu mesma não seria muito beneficiada pelas babylights. Isso porque elas envolvem, invariavelmente, uma mecha mais clara bem na moldura do rosto. E vocês já devem imaginar com o que isso mexe, né? Meu contraste! E isso pode ser o seu caso também. Por outro lado, para algumas pessoas, pode ser a solução perfeita para um ajuste de coloração em pessoas que não queiram clarear o cabelo por completo. 

Ciara

Pensem comigo: eu, pele branquela, olho castanho escuro, cílios e sobrancelhas grossas pretas, asa de graúna… O que te parece mais harmonioso, cabelo escuro ou cabelo claro? Pois é. E isso não quer dizer que eu não possa ter luzes ou até virar loira (nunca serei). Mas clarear todo o perímetro do meu rosto não seria muito esperto. Eu certamente acabaria abatida, a menos que eu mudasse todo o resto (já fui meio assim e era um pavor, vocês nunca verão). Inclusive, tenho pensado até em fazer o caminho contrário e dar uma escurecida nas madeixas, já que o tom do meu cabelo abre muito no verão. #CabeloFinoProblems 

Chrissy Morena

Chrissy iluminada

Já no caso de pessoas que já têm entre o médio e o baixo contraste naturalmente, talvez seja um complemento que agregue. Observe, por exemplo, Chrissy Teigen. Ela tem pele morena, olho mel e um contraste entre o baixo e o médio, dependendo do cabelo. Por isso, luzes não interferem tanto e ainda dão um efeito bonito. Num outro exemplo, Isabella Santoni, raspou o cabelo para a novela, o que acabou deixando os fios bem escuros. No caso dela, acho que umas babylights cairiam muito bem, iluminando a fisionomia e ajustando o contraste

Isabella Santoni morena

babylights isabella santoni

Isabella iluminada (com uma camisa laranja criminosa que eu tentei cortar ao máximo)

Como saber se isso vai funcionar para você? Felizmente, existem mais pessoas como a Chrissy no Brasil do que gente como eu, acredito, rs. O principal aspecto a se observar é o quanto as babylights interfeririam no seu contraste natural e como. Se você é toda clara e o cabelo está escuro, pode ser vantagem mudar. Se você tem pele morena (branca ou negra) e cabelo castanho, talvez as luzes não mudem tanto seu contraste e pode funcionar também. O importante é ressaltar que tudo é relativo. Apenas copiar o estilo de uma celebridade sem considerar seus traços na equação pode dar em decepção. Em compensação, babylights também podem ser uma ferramenta útil para aquele ajuste bem-vindo, sem muito descolorante, rs.

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

De volta com mais uma edição de um dos posts favoritos de todo mundo (eu inclusa), o “Se esse cabelo fosse meu” – a tag onde eu me meto onde não fui chamada e dou pitaco no cabelo dos outros. Mas é tudo 100% observação técnica, então não ofende ninguém… Espero, rs. Nesta rodada, uma pessoa acabou furando a fila de todas as outras e acho que vocês vão entender o motivo: Katy Perry com uma burrada fenomenal. 

O mundo foi supreendido há alguns dias, quando Katy Perry apareceu com este cabelo laranja de raíz branca. Instaurou-se uma crise mundial de ordem nuclear, no mínimo. Como alguém faz isso consigo mesmo? Trágico… Capilarmente falando. Felizmente, tudo não passou de um susto momentâneo. Não sei se este look cenoura era apenas transitório ou se ela resolveu mudar depois da revolta de nível global, rs. Mas ontem ela já surgiu assim:

Vrá! Platinada, linda etérea. Eu não sei quem é o responsável (ou os responsáveis) por esta imagem mas, apesar de quase irreconhecível, Katy está divinal e, o mais importante, no contraste certo para o novo cabelo, rs. No entanto, a verdade é que esta foto está bem, bem, bastante, muito mesmo, produzida. Então tenho um pequeno receio do que pode vir por aí. E ouso dizer que ela vai ter que largar o bronzeamento se quiser seguir assim. 

A coloração pessoal de Katy foi um tanto difícil de decifrar. Isso porque pinta o cabelo de preto, mas é na verdade loira. E eu não conseguia determinar qual é seu loiro natural, já que ela tinha luzes antes de virar morena. O tom de pele, quase impossível de encontrar sem muita maquiagem (numa boa resolução). Em fóruns de consultoria, as opiniões se dividem. Foi uma verdadeira missão. Após uma pesquisa exaustiva e depois de ver algumas fotos de infância, consegui chegar num palpite mais embasado. 

Apesar das opiniões divididas, uma informação é praticamente certa para mim: Katy Perry fica na sua melhor forma com cores vivas. O que me leva a crer que entre frio e quente, seu tom de pele é neutro. São detalhes técnicos avançados da consultoria e, novamente, só poderia ter certeza com uma análise cromática ao vivo (deixo aqui o convite Katy!). Mas, supondo que eu esteja certa, que cabelo eu daria para ela?

Não é que Katy Perry não fique bem loira. Eu apenas acho que ela é favorecida por um contraste mais alto. Por isso, escolhi um tom escuro de cabelo para ela, mas bem diferente de seu preto habitual (que eu até gosto). Se ela tem realmente a coloração que eu acredito, o preto não é a melhor cor para ela – apesar de não ser dos piores. O preto, além de muito fechado é muito frio. Por conta disso, escolhi um tom mais encorpado, puxado para o chocolate. É quase preto, mas mais vivo. Olha só um comparativo:

Desculpem o toscoshop no loiro, mas foi o melhor que consegui partindo de um preto, rs. Nem é a cor que eu queria, mas serve para ilustrar uma questão importante: o brilho. No platinado, o cabelo é quase sempre opaco. E lembram que eu falei das cores vivas? Brilho entra nisso também. Por isso, eu acho que Katy Perry ficaria melhor num loiro brilhante ao invés de opaco. Vamos ficar de olho na próxima imagem sua que sair pela web. Ainda assim, vejam como o contraste mais alto cai melhor!

É nessa hora que vocês talvez me chamem de louca. Eu vejo uma boa diferença na fisionomia dela apenas ajustando o tom do cabelo. No preto, à esquerda, ela acaba um pouquinho mais amarelada. Isso porque o preto é frio demais. Sem contar que é muito fechado. No castanho escuro o olhar brilha mais, os sulcos da olheira suavizam e a pele ganha viço, um rubor saudável. É tudo muito sutil, até porque é muita maquiagem. Mas observem a harmonia, deixando o gosto pessoal de lado. Vocês conseguem ver? Por isso escolhi esta cor para ela.

Dito isso, não desgosto do preto. E entendo que ela é uma artista e que um look impactante é importante. Eu sempre dou preferência ao que cai de forma mais natural. Mas ela tem uma personalidade efervescente… E talvez o preto reflita melhor isso. O que não é tão arriscado quando se usa make completa o tempo todo, né? O que acharam?

Lembrando que se você tem interesse em fazer sua análise cromática ou algum outro serviço da consultoria de imagem, basta entrar em contato ou escrever para gabi@gabrielaganem.com.

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

07/12/2016

Eu não consigo lembrar exatamente quando foi que o gel de cabelo se tornou cafona, mas eu sei que em algum momento este produto caiu num limbo profundo da moda capilar. Mas este recente (e abrangente) resgate dos anos 90 parece ter redimido o gel, que vem aos poucos se tornando cool de novo. Para quem está buscando inspirações para penteados diferentes, acho que vale dar uma olhada em algumas ideias legais feitas com o produto (ou que poderiam ter sido feitas com ele, rs):

bella-hadid-hair-gel

Rabo alto de dominatrix : Bella Hadid ilustra aqui um dos penteados mais sexy que existe. Ao mesmo tempo que é super rígido, tem uma alma jovem. Acredito que valoriza especialmente quem tem um rosto muito bonito, já que deixa os traços em destaque. Com a ajuda de alguém, fica fácil de executar. 

cabelo-de-gel

Rabo baixo com risca lateral: adoro esse penteado! Inclusive fiz numa amiga minha dia desses. Estávamos sem gel e improvisamos com tudo o que tínhamos à mão. Com o gel teria ficado melhor, rs. Acho que fica especialmente bonito em quem tem cabelo com volume. Assim faz um contraponto entre a raiz baixa e o cabelo cheio. 

alicia-keys

Curto para cima, com topete: acho tão legal esse penteado da Alicia Keys para meninas com cabelo curto! Acho que nem com todo gel e mousse do mundo o meu fica assim, mas fica a sugestão para quem tem madeixas menores. O melhor é que, como é super displicente, não precisa nem ter um super acabamento. 

screen-shot-2016-12-07-at-4-58-07-pm

Cabelo molhado: No começo eu achava estranho essa coisa de “saí da piscina”. Me lembro que a primeira vez que me surpreendi foi com a Megan Fox, em algum red carpet há milênios. Hoje eu gosto muito! Acho moderno e bonito. Essa versão com volume no topo da cabeça da Kim Kardashian é bem interessante. Aprecio ainda mais em cabelos curtos!

screen-shot-2016-12-07-at-4-32-39-pm

Só na lateral: uma variante menos drástica do look acima é fazer o efeito molhado só numa lateral da cabeça. Amei o estilo desse em camadas! Mas este é de passarela. Talvez seja algo para pedir ao profissional, rs. 

screen-shot-2016-12-07-at-4-22-40-pm

Cabelo do Ken: eu não sei muito bem como andam os Kens da atualidade, mas na minha época era mais ou menos isso aí… Repartido, comportado e sólido, rs. Falando assim nem parece que fica tão bonito! Acho que o segredo aqui é usar gel forte com um pente na estrutura e algo mais suave no acabamento, para esse efeito sequinho. 

screen-shot-2016-12-07-at-4-18-26-pm

Cacheado contido: não necessariamente o cabelo precisa estar esticado para usar o gel. Dá para conciliar com os cachos num penteado como este da Hayden Panettiere. Nesse caso, acho que é preciso aplicar o produto com os dedos. Vale fazer um experimento!

screen-shot-2016-12-07-at-4-27-29-pm

Moicano falso: ainda para os cachos, adoro esse efeito de moicano falso! Acho que fica bem fácil executar para quem tem cabelo tipo black power. E é uma boa variante para o cabelo do cotidiano também. É bem moderninho e belo!

screen-shot-2016-12-07-at-4-28-14-pm

Falso moicano trançado: quem não tem o volume dos cachos aí de cima pode inventar um moicano a partir de uma trança embutida. Nesse caso, aquela invertida, que deixa o altinho da trança à mostra. Aí vale usar o gel para dar aquele acabamento perfeito na lateral. 

 screen-shot-2016-12-07-at-4-43-34-pm 

Coque baixo lustrado: fácil de fazer, sofisticado e discreto. É só usar um pouco de produto para puxar o cabelo para a nuca e depois prender as madeixas enroladas (e não torcidas). Bem lindo!

screen-shot-2016-12-07-at-6-09-13-pm

Lustrado com risca lateral: Amo esse look todo da Hannah Davis! Sexy, elegante e harmonioso. Quem tem um rosto desses tem que experimentar um penteado assim! O efeito é impactante. 

O mais legal do gel versão 2016 é que dos anos 90 para cá ele já evoluiu bastante. Então existem muitas versões diferentes para a gente aproveitar, com vários acabamentos e fixações. Dá para fazer coisas bem legais, que passam longe do seu coque de ballet na infância, rs. Quem se arrisca?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS