05/06/2019

Rolou ontem o tapete vermelho do CFDA Awards, o prêmio da moda americana. Por isso, foi fácil encontrar rostinhos conhecidos no evento, dentre estilistas e suas musas. Uma delas, foi Gigi Hadid, que vestiu um closet inteiro conjunto Off-White, criado por Virgil Abloh. Acontece que a cor eleita pelo estilista para vestir a mulher que é o próprio sol, estava mais para dia nublado… 

Gigi tem indubitavelmente um subtom quente ou neutro de inclinação quente. E arrisco mais: acho que ela é uma Primavera. Considerando isso, um azul acinzentado seria ruim para ela em mais de uma dimensão. Além de um tom muito frio esse azulzinho é extremamente acinzentado. Sendo assim, ficaria mais adequado numa pessoa da cartela de Verão. Bem que ela tentou se proteger com um batom aquecido e todo o cabelo do mundo jogado para a frente. Ainda assim, achei um crime essa cor numa pessoa com as cores da Gigi Hadid. 

O que acham? Para a gente se certificar de que a cor é problemática, resolvi fazer uma edição no Photoshop… Também conhecido como #ToscoshopDaGabi. Assim não resta dúvida e podemos comparar com mais propriedade: 

Original

Editado

Desculpem se estiver extra-tosco hoje… Mas essa cabeleira não ajudou. Algumas pessoas me perguntaram se a cor não seria boa, já que ela está replicando a cor do olho. Truque antigo que dividi com vocês aqui. Acontece que eu acho que esse tom de azul passa longe da cor do olho dela. A íris dela é um verde azulado bem mais colorido que isso. Talvez nessa roupa não ajude muito a enxergar, rs. Mas tentei escolher uma cor que fazia mais jus aos olhos dela. 

Vocês não acham que ela fica com muito mais energia, vitalidade, viço (!) na foto editada, com o azul que se aproxima do turquesa? Além de mais quente é mais vivo, mais colorido. Aliás, vale para mostrar que turquesa não é uma cor fria como muita gente pensa. Relativamente aos azuis é a versão com mais amarelo de todos eles. Por isso o turquesa clássico é mais indicado para as pessoas mais quentes ou neutras. Mas me digam vocês o que acham da Gigi Hadid no antes e no depois… Não fica melhor com um tom mais quente e intenso?

Beijos,

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

31/07/2018

Hoje é 31 de julho, dia internacional do orgasmo. Um bom dia para tirar a poeira deste pequeno blog, rs. Não é que eu tenho a data anotada no meu calendário, nada disso. Mas é que a NARS, marca de maquiagem que dispensa introdução, aproveitou a ocasião para promover seu mais famoso blush. Aliás, mais famoso produto: o Orgasm! Recebi um release hoje e achei que era uma boa oportunidade para abordar uma questão importante que cerceia este notório ícone da maquiagem: ele é mesmo universal?

 

Eu não sei quem espalhou este mito por aí… Eu não acredito que tenha sido a marca, muito embora tenha sido uma história vantajosa e lucrativa: o Orgasm da Nars é o blush mais vendido nos Estados-Unidos. Eu não encontrei um ranking global, mas é bem possível que ele constasse no topo desta lista também. A verdade é que toda mulher que gosta de maquiagem ao menos já ouviu falar nele. Não é à toa que ganhou a fama de ser universal. Resta saber o que veio primeiro: o mito ou a lenda

Esqueça os sinônimos e a semântica por um momento… Mais será que o Orgasm vende mais porque dizem ser universal ou acreditam que ele é mesmo universal porque ele vende tanto? Tostines vende mais porque é mais fresquinho ou é mais fresquinho porque vende mais? Eu não sei. Mas se vocês me acompanham há alguns posts já devem saber que esta história de “universal” não se aplica muito por aqui… 

Para qualquer leigo, peles poderiam ser segmentadas, no mínimo, entre negras e brancas. Para uma pessoa mais introduzida no assunto, em temperaturas, quente e fria. Para você, cara leitora de longa data, o menor denominador de segmentação de tons de pele que temos é 12, certo? Inverno, Primavera, Verão, Outono e suas três variantes da análise cromática… Isso sem contar o contraste. Existe alguma cor de blush que poderia atender a todas essas pessoas – sendo elas brancas, negras, branquelas, morenas ou pardas? Taí um desafio interessante, rs (Me chama para conversar NARS, rs). Mas, pessoalmente, não vi ainda nenhuma cor de blush capaz disso, na minha humilde experiência. 

Quer ver como é simples? Pense em todas as cores de base do mundo. Agora pense em um blush que funciona com todas elas… E que o pigmento aparece o suficiente na pele negra, mas sem “manchar” a pele super clara. É uma tarefa bem difícil. Então vocês já sabem que essa história de funcionar para todo mundo não é bem assim. Dito tudo isso… Eu acho que o Orgasm da Nars faz um excelente trabalho sendo um blush muito abrangente. Talvez um dos mais abrangentes até hoje!

A fama não é totalmente gratuita e nem totalmente equivocada. O Orgasm é sim um bocado curinga, pelo menos em matéria de tom. Para pigmentação em peles claras x escuras, isso eu já não sei. Quem estiver pelos extremos e tiver experimentado, pode dividir com a gente. Mas voltando ao tom, acredito que o que faz do Orgasm um bom neutro é o equilíbrio entre rosas e laranjas. Ele acaba ficando entre um coral e um pêssego. Se fosse um coral muito pigmentado, talvez eu temesse uma cor muito viva. Mas ao que parece, a própria Nars indica que é uma fórmula mais suave, para ir “saturando” gradualmente, à gosto. Nesse caso, acho que ele acaba realmente sendo um tom bastante democrático, pelo menos em matéria de cartelas

No caso, a única cartela em que eu desaconselho o uso do Orgasm por completo é a minha cartela, rs. A estação de Inverno Frio/Puro/Verdadeiro não tem nenhum tom sequer vizinho do laranja, coral ou até pêssego. Sem contar que o Orgasm tem partículas douradas… E a cartela fria não tem dourado (eu uso assim mesmo, porque não abro mão, mas com sabedoria, dentro do possível). Claro que se você ama, adora, é seu blush favorito, não precisa deixar de usar por conta disso… Afinal tudo o que eu falo são orientações e não leis sujeitas à multa. Compense como puder no resto e vá em frente! E vocês, o que acham do Orgasm da Nars?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

30/11/2017

As loiras se divertem mais? Não sei… Mas também sei que não pretendo descobrir. O que vocês levam em consideração antes de uma transformação capilar? A tendência, um artista, ser aventureira, seu trabalho? Nada de errado com nenhuma dessas motivações. Ainda assim, eu acho que ao lado do diabinho da tinta, deveria ter um anjinho da coloração pessoal. Afinal, ninguém é igual a ninguém – felizmente – e não é porque platinar funcionou para a Marilyn que vai funcionar em mim, certo? Imagina se eu seguisse as transformações da Beyoncé…

Diante da nova onda de platinadas célebres, sinto que é hora para levantar a bandeira da cautela. Até porque, é um processo chato, delicado e que pode destruir seu cabelo, além da sua coloração pessoal. Então, permitam-me jogar um balde de água fria antes de alguém se jogar no blondor. Minha intenção não é desencorajar ninguém, mas sim propor uma reflexão mais embasada. Se depois disso você ainda quiser platinar seu cabelo, se joga!   

Sophie Charlotte Platinar cabelo platinado 

Why Charlotte?

Sophie Charlotte Platinar cabelo platinado Analise Cromatica

Why? (Sou dramática, ok?)

Vamos aos dois últimos exemplos que me trouxeram a este post: Selena Gomez e Sophie Charlotte. Ambas deram uma bela (ou nem tão bela assim) clareada nas madeixas. Selena na semana passada e Sophie até um pouco antes, mas na surdina, para um papel, até que surgiu ontem no tapete vermelho do Brazil Foundation. Vamos combinar? Não valorizou. Nenhuma das duas. Eu não tenho como dizer com certeza quais são as cartelas de cada uma. Mas numa coisa eu posso ser categórica: o contraste. Eu, por exemplo, tenho a opção de platinar na minha cartela, por incrível que pareça. A minha característica predominante é o tom de pele frio e poucas coisas são tão frias quanto um cabelo assim. Mas isso quer dizer que eu vou fazer? Não.

Bebe Rexha

…E muito provavelmente nunca. Isso porque eu tenho apego ao meu contraste. Eu tenho olho castanho bem escuro, cílios pretos, sobrancelha de graúna. Ficaria muito difícil coordenar algo assim com platinado. Foi o que aconteceu com a cantora Bebe Rexha – nome que jamais saberei pronunciar. Há meses eu vejo os clipes e me pergunto se a transformação era mesmo necessária. Às vezes é pela carreira ou uma declaração de personalidade. Nesses casos, ok. Quem sou eu para questionar? Personalidade deve sempre prevalecer à técnica, no meu ponto de vista. 

Selena Gomez Platinar cabelo platinado

Mas é sempre bom lembrar que essas pessoas do show biz sempre têm um esquadrão da beleza ao lado. Nós humanas, nem tanto. Isso sem contar a manutenção que platinar exige – com a raíz e com o fio. Falando em raíz, acho que Selena foi bem sábia ao conservar a sua escura. Foi o que salvou um pouco do seu contraste. Fica um look bem artificial, mas não é proibido. Ela se inspirou em Kurt Cobain – cujo código genético passa na contramão do dela, rs. Deveria ter servido de parâmetro. Por outro lado, o cabelo claro deu uma envelhecida ali. Se ela queria tirar um pouco a cara de menina, funcionou. 

Maravilhosa

Amo esse cabelo da JLaw

Tá um colosso Saoirse Ronan!

Isso quer dizer que platinar é sempre ruim? De forma alguma! Inclusive eu adoro. Muitas mulheres ficaram deslumbrantes com cabelo assim. Algumas que eu adorei foram Saoirse Ronan, Margot Robbie, Jennifer Lawrence… Kristen Stewart e Michelle Williams não ficaram nada mal também! Mas acho que vocês vão notar um padrão dentre essas mulheres. Todas têm uma coloração mais clara, tanto na pele quanto nos olhos. Minha logística é sempre a mesma da natureza. Se o seu intuito é criar um clash, tudo bem também. É exatamente isso que vai acontecer. Mas lembre de Anne Hathaway naquela época tenebrosa….Ou Zoe Kravitz. Ou Justin Bieber agora mesmo, rs.

Se você for clara, de baixo contraste nos demais traços, tem mais chance de dar certo para você. Se for de coloração fria ainda melhor! Ou pelo menos neutra… Para pessoas de pele quente não recomendo mesmo. Negras de pele fria que quiserem um visual mais ousado e moderno podem se arriscar também. Mas não sou particularmente fã, até porque pode parecer cabelo branco e talvez você seja jovem para isso. Mas se platinar é o seu sonho, não precisa abrir mão por conta disso. Afinal, cabelo cresce. Mas se der para fazer uma Análise Cromática e ajustar o tom, já ajuda bastante… Alguém deveria ter feito ao menos isso pela Sophie Charlotte e sua personagem. Tão linda! Ficou um bocado abatida. O que acham?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS