E azul não é a cor mais quente, rs. Quem é minha cliente sabe que eu não tiro o marinho da boca… Mas não é uma preferência pessoal (apesar de amar e ser altamente adepta) e sim uma estratégia de coloração. Como já falei algumas vezes, ao contrário do que o mundo inteiro prega, preto ou branco não são cores universais. Eu sei que parece triste, mas não é! Quando a gente aprende a usar as demais cores, preto e branco quase não fazem falta, ainda mais sabendo que eles não nos caem bem. 

E qual é a cor clássica mais básica depois do arroz-feijão? É o marinho! Seguido dos notórios bege, marrom (#freemarrom) e cinza. Se você entrar numa loja, olhar um cardigã, blazer, calça tradicional e afins as duas primeiras cores oferecidas serão preto e branco. Muito provavelmente a terceira vai ser marinho. Não é só que o danado é muito elegante – porque é extremamente sofisticado a meu ver. E também não é só porque veste bem – e, de fato, cai que é uma maravilha. Além disso tudo o azul-marinho tem um super poder oculto: ele combina com absolutamente tudo. Eu disse TUDO

  azul marinho analise cromatica consultoria de imagem gabriela ganem

Qualquer cor sólida que você imaginar funciona perfeitamente com o marinho. Amarelo? Roxo? Verde? Lilás? Ocre? Mostarda? Fúchsia? Grená? [Insira aqui uma cor]? Tudo fica ótimo com o marinho! Todo o arco-íris e seus descendentes. E não pensem vocês que isso não inclui os demais clássicos, como o próprio preto e/ou branco. Aliás, quem rejeita a mistura de marinho com preto ainda será convertido por mim (mas não tenham medo, porque somos uma seita moderada e gratuita, rs). Amo preto com marinho

azul marinho analise cromatica consultoria de imagem gabriela ganem neutros

Mas não é só isso! Além de ter a versatilidade máxima, elegância e bom caimento, o marinho é uma cor praticamente universal, do ponto de vista da coloração pessoal. Como? Vocês sabem que existem cores neutras na coloração, certo? O azul marinho é uma das cores que consideramos ser um meio-termo certeiro entre o quente e o frio. Some isso à teoria dos contrastes e vai entender como essa cor pode ser um coringão! 

azul marinho analise cromatica consultoria de imagem gabriela ganem 2

Para alto contraste, como eu, marinho é uma cor escura e me complementa. Para médio contraste, a cor não destoa tanto assim da pele e demais atributos. Para quem é baixo contraste, funciona como um preto muito melhorado. Não é à toa que eu vivo fazendo mudanças do preto para o marinho no Instagram. E quem irá dizer que não é um upgrade? Observe o caso da Doutzen Kroes:

Esta mulher já nasceu uns dez passos adiante da perfeição. Mas mesmo um anjo esculpido como Doutzen fica prejudicada quando a cor errada entra em cena. As duas fotos são iguais, só alterei o vestido. Conseguem ver como no preto a pele dela fica mais amarelada e os olhos não têm tanto brilho? Em compensação, com o azul marinho os olhos se acendem e a pele ganha viço, além de um tom mais bonito. Percebem também?

Alguma dúvida de que essa cor é um colosso? Agora que ficou comprovado, preciso fazer um adendo, com uma anedota. Uma vez falei sobre esses atributos para uma amiga, que mais tarde se tornou minha cliente. Quando abri seu armário, mais da metade das roupas era azul marinho. E a culpa era parcialmente toda minha. Então, antes que alguém cometa o mesmo excesso, lembrem de que é muito bom sim, mas como cor de base, alternativas para branco e preto. Não é para sair com ela sempre da cabeça aos pés, ok? rs.

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

11/09/2017

Recebi esta semana um release contando dos 10 batons da MAC mais vendidos no mundo. Achei bem interessante! Afinal a MAC é referência em cores, tanto que é o maior alvo de dupes (o que nós chamaríamos de “equivalentes”) em posts na web. Fiquei surpresa com alguns nomes da lista… Já outros, nem tanto. Hits como Ruby Woo, Diva e Flat Out Fabulous estão na lista. Decidi aproveitar o gancho para falar um pouco sobre as colorações compatíveis com cada uma das dez cores, entre contrastes e cartelas (clique nos posts para saber tudo sobre cada um):

batons da mac analise cromatica

1. Diva :: não é nenhuma surpresa ver o Diva no topo da lista. Esse batom é ícone! Como já falei no post de batom vinho, acredito que é a cor mais democrática. Por isso, funciona muito bem para a maioria dos contrastes. Já nas cartelas, as melhores estações para o Diva são as escuras, como as de Inverno e Outono, mas ainda melhor para as de outono por conta da pigmentação mais quente. 

batons da mac analise cromatica

2. Ruby Woo :: eu achei que esse seria o primeiro, mas ficou bem na vice-posição. Eu amo essa cor e sei que ela é a favorita de muita gente. Em matéria de contraste, por conta da intensidade da cor, acredito que fique melhor em pessoas de alto-contraste. Já em matéria de cartelas, as mais indicadas são as estações “vivas”, como as de Inverno e Primavera (com exceção da Primavera Clara). 

batons da mac analise cromatica

3. Whirl :: mal conhecia esta cor, mas a popularidade parece ter algo a ver com a Kylie Jenner. Acredito que este tom fica melhor para pessoas de baixo ou médio contraste, negras ou brancas. Para alto contraste, acho que precisaria ser acompanhado de um olho mais marcado. Já para as cartelas, gosto desta cor para Outono Opaco e tem um tom próximo na cartela de Primavera Viva, mas eu usaria com gloss neste caso.

batons da mac analise cromatica

4. Velvet Teddy :: Acredito que o mesmo do Whirl vale para o Velvet Teddy. Funciona para qualquer contraste, exceto o alto. Já para coloração, acho que só fica bom mesmo para os Outonos, porque é mais quente e opaco. 

batons da mac analise cromatica

5. Flat Out Fabulous :: Quem lembra da febre que foi o Flat Out Fabulous dentre os batons da MAC no seu lançamento? Parece que continua fazendo sucesso! Apesar de linda, não é uma cor muito democrática. Em matéria de contraste, funciona melhor para quem tem alto contraste, afinal é uma cor super viva. Por isso mesmo, funciona melhor para as cartelas de Inverno, até por conta do fundo azul. Quem é de Primavera Viva tem um tom próximo, só que mais neutro. 

6. Twig :: Acho esse batom lindíssimo! Ótimo para contrastes médios e baixos, sobretudo para estações de outono. 

7. Brave :: Acredito que o Brave é bem neutro, mas mais puxado para o rosa. Gosto dele para as estações claras como as de Verão e Primavera, sobretudo as neutras. É melhor para para contrastes baixos a médios. 

8. Taupe :: Ele tem um fundo escuro e quente, por isso eu recomendo para as estações de outono. Em matéria de contraste, acho que vale para todos. Ele está naquele meio-termo que não é contrastado demais nem de menos. Mas por isso eu acho que fica melhor para quem é médio contraste.

9. All Fired Up :: Acho essa cor lindíssima, mas como toda cor viva, não é tão universal assim. Funciona melhor para quem é das estações de Inverno ou Primavera (exceto Primavera Clara). Mais uma vez, melhor para contrastes altos.

 

10. Please Me :: Eu tenho esse e dentre os batons da MAC é o que menos uso. Acho que não funciona muito para mim, mas sei que é um queridinho para muita gente. Ele tem um leve efeito pomada, o que faz dele algo que eu só recomendo para estações claras (Primavera Clara e Verão Claro, talvez Verão Puro) e contrastes baixos de pele clara. 

Claro que estas são apenas observações para servir de guia e não de regra. Cada uma usa o que gostar e o que trouxer felicidade. Mas para quem busca mais informações técnicas sobre as cores dos batons da MAC, já tem um lugar para começar! Qual o favorito de vocês?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

26/08/2017

A tag favorita de todo mundo está de volta! Se esse cabelo fosse meu… Desta vez com Juliana Paes. Mas primeiro, um parêntese: eu acho Juliana Paes um escândalo de linda. Talvez uma das mais belas do país. Mais um parêntese: eu raramente vejo novelas, mas eu estou obcecada com A Força do Querer. Só consigo assistir às vezes, mas fico legitimamente chateada sempre que perco, rs. Enfim, retomando, na nova fase da personagem Bibi Perigosa a moça clareia bastante o cabelo. Ainda não sei exatamente o motivo, mas vou esperar para conferir. Recentemente a atriz encarou a transformação e surgiu com as madeixas assim:

juliana paes loira bibi a forca do querer novela analise cromatica

Eu cheguei a postar uma foto falando sobre isso no instagram, mas resolvi que era uma boa oportunidade para elaborar mais, num post um pouco maior. A foto acima foi a da divulgação do novo cabelo, feita no dia mesmo da mudança. Agora, encontrei esta imagem de alguns dias depois – provavelmente depois de a cor abrir:

juliana paes loira bibi a forca do querer novela analise cromatica

Apesar de eu achar Juliana lindíssima e considerar o cabelo em si bem bonito, tenho alguns problemas com essa transformação. Quem me lê há algum tempo já deve imaginar onde o bicho pegou para mim, o contraste (se não sabe o que é, clique para ler o post). Mas com as luzes e o cabelo mais claro, o contraste da Juliana Paes baixou um bocado. Os fios ficaram praticamente no tom da pele e eu acredito que isso a desvaloriza. Antes o contraste casava muito mais com os olhos e sobrancelha escuros:

O que aconteceu com a Juliana é algo que eu tenho observado muito por aí. Com a modinha das baby lights, tem muita mulher saindo do salão com essa mecha loira bem na frente do rosto e até o alto na raíz. Isso não é algo que valoriza qualquer uma. Pessoas de estações claras, possivelmente, são as que mais se beneficiariam de algo assim. Se a Cate Blanchett, com sua pele branquela, olho claro e sobrancelha levinha faz algo assim, pode funcionar bem! Isso porque ela já tem contraste bem baixo e cores claras costumam valorizar pessoas com esses traços. No caso da Juliana, que inclusive representa uma grande parcela das brasileiras, eu teria feito algo um pouquinho diferente:    

juliana paes loira bibi a forca do querer novela analise cromatica

A diferença é sutil, mas tem um mundo de melhoria para mim. Eu mantive tudo da foto original, até porque eu adorei esse tom de loiro “doce de leite“, nas palavras da colorista. Aliás, adorei o cabelo todo, como já falei, desconsiderando quem o porta. A única coisa que eu fiz diferente no toscoshop é a parte até a altura dos olhos. Muitas clientes já escutaram isso de mim, pelo mesmo motivo. E para quem acha que dá no mesmo, montei lado a lado também…

juliana paes loira bibi a forca do querer novela analise cromatica

O que eu observo (espero que vocês consigam ver também, rs) é que a versão mais escura cai muito melhor para ela. Os olhos têm mais vida, a pele tem mais viço. E digo mais, acho que ela está até um pouco amarelada na versão mais loira. O que me dá até algumas pistas sobre a coloração dela… Mas isso é outro assunto. Em suma, não é que o cabelo não é lindo, porque é lindo sim, mas não é o melhor para ela. Eu entendo que é um personagem e a gente tem que fazer sacrifícios, claro. Só achei que o caso dela servia de exemplo para muita gente que já fez ou pensa em fazer as tal baby lights. O que acharam?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS