28/10/2016

O título é brega, eu sei, mas a informação procede! E se eu te dissesse que existe um sorriso ideal para quem está querendo arrumar um parceiro? Você pode não estar procurando ninguém também, mas é sempre bom saber, rs. Um aplicativo de relacionamentos coletou dados sobre a preferência de seus usuários e chegou no resultado do sorriso irresistível:

screen-shot-2016sorriso10-28-at-5-56-52-pm

Parece bobagem, mas pelo que os dados indicam, as mulheres mais apreciadas são aquelas que aparecem sorrindo com a cabeça viradinha. Dentre as moças que são “curtidas” mais que 50% das vezes, 71% destas estão com este combo de sorriso + rosto torto. A pesquisa investigou o comportamento de 300 casais do aplicativo e chegou neste dígito impressionante. Não pode ser apenas coincidência, rs… 

sorriso

A verdade é que, cognitivamente, esse tipo de sorriso passa uma imagem amigável, mais sedutora e menos ameaçadora. É mais convidativo do que um rosto que encara de frente ou que não sorri de forma nenhuma. O resultado é ainda melhor se você sorrir com os dentes à mostra. Curiosamente, fotos de mulheres rindo ou gargalhando não são tão bem recebidas – são apenas 2% desta amostragem. Uma expressão natural é a mais bem recebida pelos rapazes. Você decide se vai usar isto a seu favor ou não. 

screen-shot-2016-10-28-at-5-58-38-pm

A pesquisa não revelou dados sobre as fotos dos homens. Talvez a gente não esteja tão sujeita a um padrão, rs. Mas hoje é sexta… Pode ser um bom momento para descobrir esta informação. Só cuidado para não revelar que é mais inteligente que seu pretendente. Esta semana também saiu uma outra pesquisa mostrando que homens dizem que preferem as mulheres inteligentes, mas que eles na verdade não preferem. Eles querem uma mulher inteligente até ter que conversar com uma – ela diz enquanto revira os olhos. Mas isso é assunto para outra pauta mais inflamada.

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

11/07/2016

Há quem diga que uma troca de década/era está sempre atrelada a uma grande transformação na beauté. A beleza é um reflexo de uma mudança de paradigma, de comportamento e até de valores. Depois de um período bem saturado da maquiagem e cabelo, acredito que estamos caminhando para uma nova era da estética: sai o reboco, entra a pele natural, sai o desenho marcado, entra a luz e sombra, sai o cabelo montado e entram os fios naturais

 

É inegável o caminho que estamos tomando nesta nova era cosmética. Até os nossos produtos mudaram: hoje falamos em óleo de côco, mel, abacate… E não é receita (mas bem que poderia ficar gostoso isso aí). Aposto que nunca se usou tantas águas e óleos. Eu mesma não vivo sem água termal e pelo menos um óleozinho multifuncional. Claro que isso não quer dizer que eu dispenso os meus itens mais elaborados e tecnológicos, mas acabou a habitual predominância.

    

Alicia Keys, linda, que abandonou a maquiagem definitivamente. 

Basta observar as últimas tendências de beleza: sobrancelhas cheias, sardas aparentes (ou até falsas), cabelo cacheado, strobbing… Tudo é um reflexo de que a época da montação está chegando ao fim. Agora o que vemos são peles naturais, com viço. Nada daquela argamassa que tanto vimos e copiamos do YouTube, rs. Pessoalmente, fico bem entusiasmada com essa nova onda, já que sempre preferi uma make mais suave na pele e deixava o destaque para o batom. Mas mesmo esses estão cada vez mais suaves. Notaram? Nunca se viu tantos tons de boca nas prateleiras. O tal do “my lips but better” (meus lábios, só que melhor), batom mortadela, rosa queimado, capuccino… 

beleza mudou novo look batons nude 

Na dúvida, basta observar algumas das musas atuais: Gigi Hadid, Kendall Jenner, Lupita Nyong’o, Grazi Massafera, Blake Lively, Cara Delevigne… Até a Kylie, ícone da maquiagem e fã de um bom reboco, usa apenas tons terrosos. Para mim, a maior representante dessa nova etapa é justamente Gigi Hadid, com sua beleza solar, luminosa e até de bochechas – coisa que não se via mais. Ando pinando (tem que virar verbo) bastante suas makes e cabelos, rs. 

 gigi hadid beleza mudou novo look

Quase nada e ai que linda!

Claro que isso não restringe em nada nossas escolhas, se trata apenas de uma tendência de comportamento que reverberou na maquiagem e cabelo. Depois do ápice do look ostentação e da montação excessiva, era de se esperar que a coisa caminhasse para algo na direção oposta. Estamos vivendo um momento mais frugal no geral. Normcore, genderless, P&B… São tempos mais simples. Mas quem gosta de como as coisas estavam é livre para abusar da make e cabelo como quiser. O importante é se sentir bem. Eu vou continuar com meu batom vermelho e pele de pó mineral, até por causa da minha coloração pessoal, totalmente diferente da Gigi Hadid, rs. Aliás, essa é sempre a minha recomendação geral, independente de tendências. Mas pequenos ajustes são sempre bem-vindos, né?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS