Sei que o blog já está com teias de aranha e que todos os dias alguém vem puxar minha orelha (coberta de razão). Não é que eu não acredite no poder do blog ou que não tenha mais paciência para ele… Pelo contrário. Está difícil conseguir tempo para fazer um post como eu gosto, rs. E eu gosto muito! Não sei se notaram mas tenho tentado compensar nas postagens do Instagram e na minha nova coluna do @Advoguettes – já me viram por lá? Só que o blog é o blog e hoje eu resolvi fazer dele uma prioridade. Desativei o whatsapp (peço desculpas a quem estiver me esperando, inclusive), fechei os meios de comunicação e sentei no escritório para fazer um texto completo, como se deve. Espero que apreciem o esforço e que gostem do conteúdo, acima de tudo. E sobre o que eu vou falar hoje? Um dos meus assuntos preferidos, o preto. Afinal, se preto destrói as cores, que cores combinam com preto? A resposta está na própria pergunta… 

Se o preto é inimigo da cor, existem duas soluções para coordená-lo. A primeira é usar elementos sem cor. Como assim? Ora, branco e cinza. Não é à toa que P&B são o grande clássico que são. O grande dilema deste combo é que vocês já sabem que nenhum dos dois são exatamente as cores mais democráticas do mundo. Não só fazem parte de poucas cartelas da Análise Cromática como, juntos, formam o maior contraste do mundo. Ou seja, a menos que você seja de uma cartela de inverno e de alto contraste, talvez não seja uma boa ideia para você. Já o cinza pode ser uma opção mais interessante para a média das pessoas porque faz um contraste mais sutil. 

Já a outra solução é usar o dito cujo com cores que contenham bastante… preto. Pense numa cartela de preto, vinho, uva, roxo escuro, verde escuro, ocre, marinho… Essas cores juntas são harmoniosas porque têm o preto em comum. Mas é bem provável que você vá precisar de mais de uma delas para fazer a harmonia funcionar, nem que seja com um batonzinho a mais. É aquilo que eu vivo dizendo: nada melhor do que o preto para transformar uma cor linda em algo banal. Então você vai precisar caprichar na produção para mostrar que tem um raciocínio estético por trás daquilo, certo? 

Quanto mais escura a cor, mais chances de ela coordenar com preto. Se ela não tiver pelo menos 50% de preto, acho que é melhor se ater aos cinzas e brancos. Ou usar uma outra cor intermediária como “amortecedor” entre elas. Claro que eu estou me referindo a um look com predominância de preto. Se for um lenço ou um pedaço de uma estampa a coisa não é bem assim. Se é uma produção toda colorida com um pedacinho de preto, isso não se aplica. Estou falando de uma peça inteira, pelo menos, rs. Parece difícil mas não é tanto assim:

Lembrando que se você não tem preto na sua cartela (ou suspeita que não tem), melhor manter o preto mais afastado do rosto e deixar as outras cores na área vip – colo, rosto, cabelo, brincos, enfim, o perímetro do rosto. A ideia é usar versões bem escuras de cada cor, ou pelo menos em uma das cores. Como você une um preto a um amarelo, por exemplo? Fazendo a ponte com um azul marinho, com um vinho ou até mesmo com um branco. O importante é haver um agente neutralizador, rs. Assim fica mais fácil coordenar o preto com cores claras. Eu acho ainda melhor quando são cores análogas. Um roxo com um lilás, por exemplo. Mas isso é assunto para outra pauta… O que acham?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS