Volta e meia, com uma certa frequência, eu escuto alguém proferir “tenho pele quente porque minhas veias são verdes” ou “tenho pele fria porque minhas veias são azuis“. As pessoas falam com uma convicção cativante. E a cada vez eu tento explicar que isso não quer dizer nada…

Veja bem, meu tom de pele é frio e minhas veias são ora verdes, ora azuis e umas até meio lilás. Esse truque é um atalho que vejo ser muito usado para acertar no tom da base da maquiagem. Talvez seja mesmo útil em alguns casos, mas isso de forma nenhuma pode ser considerado um diagnóstico. Até porque… Onde ficam as pessoas de pele neutra em meio a isso? Por isso que eu desencorajo fortemente usar esse tipo de coisa como referência. 

Por enquanto, até onde eu sei, o único jeito de determinar a sua coloração pessoal é através de uma análise cromática presencial. Todo mundo que pergunta sobre análise cromática online já ouviu de mim que não acho viável. Se você não quer ou não pode fazer um diagnóstico ideal, existem alguns truques que você pode usar e que eu já citei aqui:

• Se orientar pelo contraste: qualquer um consegue determinar o nível de contraste de alguém. Inclusive o nosso próprio contraste.

Repetir a cor do olho: Uma cor que sempre vai funcionar para você é a cor da sua íris. E funciona tanto para roupas quanto para o cabelo ou luzes.

Azul marinho: Precisa estar bem e não sabe que cor usar? Porque não o azul marinho? É um clássico que funciona para todo mundo. Sem contar que combina com todas as cores.

Então, só para reforçar, pare de usar as veias como diagnóstico. Tem mais chances de acabar te confundindo do que te ajudando. E pior, você pode acabar comprando tudo errado. Mais vale seguir seus instintos do que suas veias. O que acham?

Beijos,

gabi

POSTS RELACIONADOS

  1. Bárbara

    7 abr 2018 às 23h21

    Apoio totalmente! Sou dessas com três tons de veia, e isso sempre me confundiu… sempre soube que eu era neutra, já que não fico bem nem de prata e nem de ouro, a menos que sejam em cores BEM envelhecidas e foscas. Brilho no rosto deixa meus olhos pequenos e cansados. As veias nunca ajudaram a decidir nada, até porque muitas são azuladas, mas não penso ser de tom frio de jeito nenhum…

    De tanto ler a respeito, acabo me orientando pelo contraste, mas também tenho palpites… por exemplo, olho para o rosto da pessoa e vejo a cor que ela está usando; se a cor está boa, meio que ajuda a determinar onde ela se localiza. Se vejo uma pessoa usando um cinza-escuro e fosco que combina comigo, mas que a deixa meio adoecida/amarelada, que não revela o POTENCIAL dela, e vejo que ela tem um contraste muito alto e o cabelo de um fundo naturalmente muito escuro, para mim é Inverno! Só não sei se Puro ou Profundo… rs

    Da mesma forma, SEI que não fico bem de cobalto ou royal, mas tons “secos”, mais opacos e profundos me dão uma cara muito saudável. Rosas que tendem para o amarelado e para o goiaba são perfeitos. Tons saturados de rosa, azul e vermelho não revelam meu “potencial”. Preto é ok, e bem mais ok do que na Blake Lively (rs) mas não é minha melhor cor. Ora, para mim, claramente, estou no Outono, e provavelmente não é o Puro, porque prata/ouro não fazem diferença, ambos estão ok, e as cores quentes demais também me deixam estranha, e também não é Suave, porque tons claros demais também não são os melhores, precisam ser levemente escuros, consistentes.

    Não dá para ter certeza sem análise, mas certamente essa análise “de olho” me ajuda muito mais que ficar olhando veia ou comparando a cor do rosto com folha A4 branca. E também me ajuda a julgar as pessoas. Sempre que tento descobrir a coloração da pessoa, penso: “essa cor que ela está usando está sendo a MELHOR cor para ela? Ela está mais bonita assim?” rs

    Responder
    • Gabriela

      8 abr 2018 às 2h54

      Barbara, seu comentário me confundiu. Eu achava que pessoas neutras ficam bem tanto de prata quanto ouro. Eu neutra e acredito ser inverno profundo e funciono bem com os dois, coisas brilhantes também (contraste alto).
      Curiosamente, pela sua foto de perfil, eu também você contraste alto, hehe.

      Responder
      • Sil

        15 abr 2019 às 18h10

        Pois é Gabriela, estou com você. Eu apesar de ser Inverno Brilhante e ter muitas características de “fria”, felizmente existe algum poder da Pantone na minha cartela que me torna neutra. E viva: ouro E prata! (E rose e preto) ❤️ Pq por mais que eu sempre prefira prata, aí não é em mim é com algumas cores de pedra, eu gosto de poder usar ouro/dourado, e não sei o que seria de mim sem brilho!
        Mas aí, eu deveria “culpar” e suspeitar do meu cabelo. Nasci com ele preto azulado, fiquei loira com uns dois anos, com uns 6 tinha cabelo mel, hoje meu cabelo natural tá um loiro escuro, ou seja, só que antes o que era dourado tá naturalmente frio. Mas qdo eu faço descoloração o cabelo fica dourado. Dá para entender?! Minha “juba” tem vontade e cor própria
        E Bárbara talvez, estou aqui no talvez, você seja Outono profundo/fosco (já vi usarem essa denominação não lembro onde) que é o oposto de quem precisa de brilho como eu. Pq se preto não lhe caí bem, inverno você não deve ser.
        Uma coisa que ajuda mesmo após fazer a Análise, é: vai para um lugar com fundo branco e luz neutra (que tem amarelo e branco misturados), veste a blusa e tira a foto. Aí vai analisando as fotos para ver o que você se sente mais confortável. E quando você está com a cor certa faz MUITA diferença, pena que eu não posso lhe mostrar umas fotos teste que eu tenho aqui.
        Ah! E as vezes tb tá faltando algum que no cabelo, nem sempre nosso cabelo é perfeito para a gente. Então prende o cabelo, liga a luz e vai descobrindo tb o que faz VOCÊ se SENTIR MELHOR. Pq a Análise é para ajudar, mas seguir e ficar triste pq não pode usar alguma cor, vai te deixar frustrada. Pensa, vai fazendo os testes e eu recomendo MUITO uma análise! Mas muito! Você vai ficar surpresa

        Beijos!

  2. Gabriela

    8 abr 2018 às 2h56

    Gabi Ganem, já tinha notado, mas nunca tinha falado: seus comentários estão com um probleminha.
    Olha minha resposta para o comentário da Barbara acima, ela fica cortada e não dá pra ler completamente. Você pode conversar com os desenvolvedores do seu tema para consertar isso?

    Responder
    • Bárbara

      10 abr 2018 às 3h54

      De fato, as respostas aparecem pela metade! Fiquei curiosa para saber o resto! haha

      Responder
  3. Silvana

    8 abr 2018 às 19h00

    Oi, Gabriela!
    Adorei o post!
    E com certeza, esse lance da veia sempre me confunde! Já ouvi que era primavera clara, verão suave e realmente me sinto super confusa!
    A próxima vez que houver atendimento seu em SP, eu vou! Rsrsrs
    Só sei que rosa-goiaba, pêssego, um vermelho vivo e azul-marinho ficam bem em mim!

    Responder
  4. Railine

    9 abr 2018 às 12h20

    Realmente esse truque já me deixou muito confusa… porque também vejo veias azuis, roxas e verdes kkk mas já desapeguei disso. Aquele esquema que você mostrou de claro x escuro, vibrante x fosco, etc. é bem mais esclarecedor! Bjs

    Responder
  5. Roberta

    9 abr 2018 às 14h11

    Também enfrento esse dilema, embora a maioria das minhas veias sejam verdes, tenho pontos do corpo onde a pele é mais branca (o pulso por ex.) e elas aparecem tanto verdes como azuis. Desde sempre segui meu instinto, nunca na vida usei prata e desde criança me vejo melhor com o dourado. Seguindo essa regra nunca me dei mal com bases e corretivos, os de fundo amarelado funcionam muito melhor na minha pele. Bjs

    Responder
  6. Carla

    9 abr 2018 às 14h13

    Só eu que nunca tinha ouvido falar desse negócio de cor das veias? KKK

    Responder
  7. Ligia

    11 abr 2018 às 14h51

    Já errei muito por confiar nessa dica. Como sou muito (!!!) clarinha, as minhas veias parecem ser azuladas, algumas até roxas.
    Seguindo isso, comecei a achar que tinha o tom de pele frio e, por consequência, usar base de tom frio. Sempre me achei uma porquinha, toda rosa hahaha
    Um dia comprei uma base “errada”, um tom de bege clarinho. PÁ! Diminuiu drasticamente o efeito porquinha.
    Acho – puro achismo mesmo – que meu tom de pele é neutro. Mas, definitivamente, não é frio.

    Responder
    • Sil

      15 abr 2019 às 18h18

      Oi Lígia, tudo bem?

      Olha, acho que ninguém é, especialmente no rosto, um tom só. Talvez você seja como eu, sou inverno brilhante mas quando vou comprar base tem umas que oxidam, outras que são de uma cor no vidro e no rosto outra… Aí vou te dizer que seu melhor amigo vai ser a colorometria. Procure um maquiador e VISAGISTA que possa te ajudar, uma luz NEUTRA e “quebre” o tom muito rosado da base! Eu tenho um primer lilás para fazer isso em uma base minha. Mas eu não recomendo muito brincar com cor demais sem saber o que está fazendo, por isso sempre procure um profissional e luz NATURAL!!!! E não dispense os produtos que você tem em casa, você aprende a controlar a cor neles mesmos! Óbvio que eu to falando de ligeira diferença de tom.
      Procure uma aula de auto maquiagem com alguém que você confie e veja esses truques. Todo bom profissional resolve isso no truque!

      Beijos!

      Responder
  8. TAINA KRUGER CAVALHEIRO

    13 abr 2018 às 18h22

    Saudades de janeiro, que tinha um post por dia! <3

    Responder
  9. Pingback: ANÁLISE CROMÁTICA ONLINE. FUNCIONA? | Gabriela Ganem | Consultoria de Imagem